A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
+Meio Bit Games
“O Battle Royale do Fortnite é gratuito e não vamos vender itens que concedam vantagem competitiva,” garantiu a equipe responsável pelo jogo. “Em algum momento no futuro, venderemos outras coisas, como conteúdo cosmético ou conteúdo colecionável.” Distribuído separadamente, o Fortnite Battle Royale ainda manterá alguns elementos do original, como por exemplo a destruição e construção de estruturas, mas nele o foco estará mesmo em 100 pessoas se enfrentando em um enorme mapa, até que apenas uma delas permaneça viva.

A postagem tem anexo
Grupo acredita que “planeta da morte” irá destruir a Terra em 23 de setembro

Um teórico da conspiração cristão fez uma previsão assustadoramente específica para este ano: o mundo não apenas irá acabar, mas o fim dos tempos está marcado para o dia 23 de setembro.

David Meade, autor de ‘Planet X – the 2017 Arrival’ (Planeta X – A Chegada em 2017, em tradução livre), afirma que um planeta misterioso – ‘Nibiru’ – de outro sistema solar, será visível na Terra, nesta data.

Pouco depois disso, este misterioso planeta (juntamente com uma chuva de detritos) se chocará contra a Terra, exterminando boa parte da humanidade em outubro – exceto os funcionários do governo que (é claro) estarão escondidos em seus abrigos subterrâneos.

Meade escreveu: “Por que nós temos mais de 100 abrigos subterrâneos, profundos, espalhados pelos Estados Unidos?”

“Por que infraestruturas governamentais importantes estão sendo movidas de suas posições vulneráveis, na costa leste do país, para as áreas protegidas do Colorado?”

Meade alega ter visto fotos do sistema Nibiru se aproximando, tiradas em Paris por um astrônomo cujo nome não foi divulgado.

Meade disse: “Eu vi as fotos e ele me disse qual era o nome do observatório onde ele viu o planeta, e disse que tinha um filme secreto a respeito, que me enviou mais tarde”.

“Ele tirou as fotos com o telefone celular. São imagens verdadeiras do sistema que ele compartilhou comigo”.

Meade baseia suas previsões numa diversidade de fontes, incluindo o livro do Apocalipse, e sinais supostamente escritos nas Pirâmides.

Ele disse: “É muito estranho que tanto o Grande Sinal de Apocalipse 12 quanto a Grande Pirâmide de Gizé apontem para o mesmo momento, preciso no tempo: entre 20 e 23 de setembro de 2017”.

O que é o Nibiru?

Ele também se baseia em décadas de teorias da conspiração sobre o suposto “planeta escondido” chamado Nibiru – que há tempos vem sendo mencionado na internet -, e em previsões do suposto “Apocalipse Maia” em 2012.

Quando os cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia anunciaram, no ano passado, que poderia haver um novo planeta escondido em nosso sistema solar, os fãs do Nibiru surtaram.

Uma mensagem apareceu no site de Zecharia Sitchin – um escritor que alegava que os alienígenas de Nibiru haviam criado os seres humanos – apesar de o próprio Sitchin estar morto desde 2010.

Por que o Nibiru não é real

Vale a pena se preocupar com o Nibiru? Ele pode ser real?

A resposta é não – a teoria é absolutamente ridícula, e esperamos que David Meade tenha uma lista de desculpas preparada para a manhã de 24 de setembro.

Havia inúmeras previsões de que o Nibiru (ou Planeta X) iria se chocar com a Terra em dezembro de 2016, e antes disso, em abril de 2016, e em dezembro de 2015.

Você está notando um padrão?

Anteriormente, acreditava-se que ele iria colidir com nosso planeta na data do apocalipse maia em 2012, e antes disso Nancy Lieder, uma escritora norte-americana que alegava ter um implante alienígena em seu cérebro, afirmou que ele iria destruir o mundo em 2003.

O Nibiru não existe. Ele nunca foi visto em qualquer telescópio, e nenhum cientista digno de confiança jamais confirmou a sua existência.

A NASA desmentiu o mito do Nibiru em sua página Beyond 2012, dizendo “O Nibiru e outras histórias sobre planetas imprevisíveis são mentiras da Internet. Estas alegações não têm nenhum embasamento concreto”.

“Se o Nibiru, ou Planeta X, fosse real e estivesse prestes a atingir a Terra, os astrônomos estariam monitorando sua movimentação há pelo menos uma década, e a esta altura ele já seria visível a olho nu”.

Alienígenas que “criaram” a humanidade

O escritor norte-americano Zecharia Sitchin, que nasceu na União Soviética, escreveu sobre o Nibiru, pela primeira vez, em seu livro de 1976 chamado ‘O 12º Planeta’, onde alegou que o mesmo era habitado por uma raça de “antigos alienígenas” – os Annunaki – que haviam criado os seres humanos.

O trabalho de Sitchin atraiu devotos seguidores no mundo todo.

Nigel Watson, autor do Manual de Investigações de OVNIs, disse: “Zecharia Sitchin alega que o Nibiru colidiu com um planeta chamado Tiamat que estava localizado entre Marte e Júpiter. O resultado foi a criação do cinturão de asteroides e do planeta Terra”.

“O Nibiru é habitado pelos Anunnaki, uma raça humanoide avançada que visitou a Terra há milhares de anos para extrair ouro da África. Como eles precisavam de indivíduos para trabalhar nas operações mineradoras, usaram a genética para criar o Homo sapiens”.

“A popularidade de ideias como esta, garante que toda e qualquer nova descoberta feita por nossas espaçonaves será amplamente estudada para identificar qualquer evidência do Nibiru, ou de qualquer outro corpo similar, que possa ser habitado por extraterrestres”.

https://br.noticias.yahoo.com/grupo-acredita-que-planeta-da-morte-ira-destruir-terra-em-23-de-setembro-073833997.html

A postagem tem anexo
Fígado saudável e limpo em 30 dias e ao final da dieta, 8kg a menos. O fígado é um órgão vital e ele precisa funcionar bem e ser saudável, isso só é possível, desintoxicando-o, veja os resultados maravilhosos dessa receita caseira, simples e nutriente, que fará bem para a sua saúde e seu corpo só vai agradecer.

A postagem tem anexo
2 GB de RAM e bateria menor que a do iPhone 7:

A postagem tem anexo
Foto
ichef-1.bbci.co.uk
Vulcano, o planeta procurado por mais de meio século e que Einstein 'expulsou' do céu
Por mais de meio século, cálculos de renomados cientistas apontaram para a existência de um planeta na órbita entre Mercúrio e o Sol - que jamais foi localizado.

Apesar de até ter recebido um nome - Vulcano -, o "planeta escondido" permaneceu sendo um dos mais desconcertantes fenômenos do Sistema Solar. Procurado por 56 anos, tornou-se um planeta hipotético, até que o físico alemão Albert Einstein o "expulsou" do céu com sua Teoria da Relatividade.

"É um planeta, ou se preferir, um grupo de planetas menores que circulam na proximidade da órbita de Mercúrio", propôs em 1859 Urbain Joseph Le Verrier, o mais famoso astrônomo do mundo à época e diretor do Observatório de Paris. Ele dizia que só um planeta "seria capaz de produzir a perturbação anômala sentida por Mercúrio".

Le Verrier não foi o primeiro a suspeitar da presença do planeta escondido. Anos antes, em 1846, um diagrama do Sistema Solar elaborado para escolas e academias já indicava a presença de Vulcano. Ele constava numa litografia feita por E. Jones & G.W. Newman, de Nova York, nos EUA.

Mas foi a sólida reputação de Le Verrier que deu peso à hipótese sobre a existência de Vulcano.

O mais distante do Sol

Treze anos antes de indicar a existência de Vulcano, La Verrier já havia apresentado à academia francesa a proposta de que um planeta perturbava a órbita de Urano.

Enviou uma carta a Johann Galle, do Observatório de Berlim, que, ao recebê-la, em 23 de setembro de 1846, imediatamente se dedicou a encontrar o planeta até então desconhecido. Era Netuno.

Le Verrier apontou para sua existência através de cálculos matemáticos.
Assim como Mercúrio, Urano também mostrava uma pequena discrepância em sua órbita que não podia ser explicada pela força da gravidade dos outros planetas e do Sol.

No entanto, a partir da lei da gravitação universal - formulada por Isaac Newton em 1687 - e supondo a presença e o movimento de um corpo celestial mais distante do que Urano, Le Verrier conseguiu não só descobrir um novo planeta como também se consagrou na posição de "astro" da ciência.

Para resolver a incógnita de Mercúrio, cujo periélio (o ponto em que um planeta se encontra mais próximo do Sol) parecia mudar ligeiramente a cada órbita, Le Verrier seguiu o mesmo método usado anteriormente.

Ao calcular a influência da atração gravitacional de Vênus, Terra, Marte e Júpiter, suas previsões sobre a órbita de Mercúrio pareciam estar sempre ligeiramente erradas.

Mercúrio nunca estava onde indicavam as projeções, baseadas nos conhecimentos da época. A solução para o enigma deveria ser, como aconteceu no caso de Urano, a presença de um outro planeta, no caso, Vulcano.
Só faltava encontrá-lo para provar sua existência.

Perto do Sol

Um passo promissor veio quando Edmond Modeste Lescarbault, um médico aficionado por astronomia, observou com seu telescópio um ponto preto que passava diante do Sol. Ele anotou o tamanho, velocidade e duração do deslocamento.

Meses depois, após ler sobre o hipotético planeta de Le Verrier, enviou-lhe uma carta com todos os detalhes. O famoso astrônomo foi visitá-lo, verificou o equipamento e as notas do médico e anunciou com entusiasmo a descoberta de Vulcano, no início da década de 1860.

No entanto, ainda era necessária a confirmação de um especialista independente - e o novo planeta era extremamente difícil de detectar.
Vulcano parecia ser um dos últimos enigmas do Sistema Solar e tornou-se um dos corpos celestes mais procurados da astronomia.

Ao longo dos anos, astrônomos - profissionais e amadores - anunciaram ter avistado Vulcano. Mas a existência do planeta foi confirmada e negada várias vezes. A mídia divulgou a notícia de sua presença mais de uma vez e a especulação persistiu até o século 20.

Mais precisamente até novembro de 1915.

A busca por Vulcano teve seu fim na Academia Prussiana de Ciências quando Albert Einstein bagunçou a visão corrente sobre o Universo com sua Teoria da Relatividade.

Pouco antes de apresentar a teoria, Einstein usou-a para explicar a discrepância na órbita de Mercúrio.

"Einstein não só disse: meus cálculos são melhores. Ele disse: 'Precisam mudar completamente a ideia que têm das características da realidade", explicou, à revista National Geographic, Thomas Levenson, professor do MIT, nos EUA, e autor do livro The Hunt for Vulcan (A Caçada por Vulcano, sem tradução em português).

O cerne da Teoria da Relatividade de Einstein é que o espaço e o tempo não são estáticos. Para justificar quão peculiar é a órbita de Mercúrio, Einstein argumenta que um objeto maciço, no caso o Sol, foi capaz de dobrar o espaço e o tempo e ainda alterar o caminho da luz, de modo que um raio, quando passa próximo ao Sol, viaja por um caminho curvo.

Com seus cálculos, Einstein demonstrou que a relatividade geral predizia a diferença observada no periélio mercuriano.

"Negar a existência de Vulcano foi central para Einstein, porque mostrou que essa ideia estranha e radicalmente nova dele de que espaço e tempo fluem é realmente o caminho certo para ver o Universo", disse Levenson.

Mercúrio, de acordo com a teoria de Einstein, não estava tendo a órbita alterada por nenhum outro objeto. Simplesmente, ele se moveu por um espaço-tempo distorcido.

http://www.bbc.com/portuguese/curiosidades-41304844

A postagem tem anexo
>>> BONS DIAS <<<
+Sebo Druon com Medicina, Música e Humanismo

Neocórtex

O neocórtex é a camada mais exterior dos hemisférios cerebrais sendo composta por seis camadas.
Cada uma destas colunas, nos seres humanos, contém aproximadamente 60.000 neurónios.
O lobo frontal encerra áreas correspondentes às habilidades enquanto que o orbitofrontal é responsável pelo processamento social e emocional.

Córtex Cerebral

O córtex cerebral encontra-se dividido em mais de quarenta áreas com funções bem distintas e a maioria delas pertencentes ao chamado neocórtex. Cada uma das referidas áreas do córtex cerebral administra uma atividade específica.

*A mente está sitiada quando não percebe que pode adoecer, tanto individualmente nas patologias mentais, como também numa forma de "patologia coletiva" em que a função de ethos da mente está cada vez mais esquecida. Valorar a ação e a percepção significa visitar a função mental na sua razão biológica fundante. A mente nasceu para encetar a comunicação*
possibilitando a construção de uma sociedade forte. Os tempos atuais sitiam a mente porque a cultura se esforça por ressaltar a mente como aparato de sucesso pessoal. Ora, seremos bem-sucedidos quando deixarmos de dormir tranqüilos com 1/3 da humanidade, nossa irmã biológica, dormindo ao relento.

Trecho do Livro:
Pensamento, emoção e vontade no cérebro humano
Henrique Schutzer del Nero
Assunto:Medicina
http://sebodruon.com.br/produto.php?c=0&s=50&id=31587

*&***
Quando todos nós compreendermos, (sentirmos) que a mente individual e a coletiva gera resultados, (ecos) que abrangem á tudo e á todos, os conflitos individuais serão banidos dessa humanidade- desumana, refletindo assim, que cada ação pessoal atinge á todos e até mesmo altera situações...

Se todos estamos interligados e estamos...
Por um sistema cósmico correlacionados uns aos outros,
Estamos sempre emanando e recebendo energias, cujas podem interferir para o nosso desenvolvimento coletivo através de nossos pensamentos e vontades, não externadas ainda, de forma fiel ao que se refere.
Quando sol-tarmos essa energia reparadora, auto crítica, positivamente desprendida de paradigmas, esse Sol abrirá as janelas de nossos sótãos escuros e repletos de medos...para abranger um TODO ao rumo da revolução humanitária!

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
A médica Médica Marina Lorenz Enriquez após estudos, conseguiu juntas 3 ervas medicinais e ambas viraram seu remédio milagroso que curou inúmeras mulheres do câncer do útero, parece loucura neh? Mas não é, leia o artigo na integra, veja os relatos originais da médica chilena e aprenda a fazer o liquido que cura e cicatriza a ferida do útero, eliminando pra sempre o câncer.

A postagem tem anexo
Uma das maiores fabricantes de processadores da atualidade, sobretudo para o mundo mobile, a Qualcomm, está prestes a fazer uma grande investida no ramo de carros inteligentes e autônomos. Os primeiros experimentos devem ocorrer em Las Vegas, a cidade está preparada para receber os veículos que conseguem tomar decisões estratégicas baseadas em informações do trânsito colhidas através de redes 4 e 5G.

A postagem tem anexo
http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2017/09/21/reuniao-cientifica-na-sbprj-abordara-questoes-relativas-as-diversidades-sexuais/

A postagem tem anexo
Foto
22 de Setembro - Dia do Início da Primavera 2017. #Primavera #Primavera2017

A Primavera desse ano começa no dia 22 de setembro, sexta-feira, às 17h02 (horário de Brasília). Neste dia ocorre o segundo equinócio do ano: quando o dia e a noite tem a mesma duração. As estações do ano são fenômenos naturais e ocorrem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao plano de sua órbita em torno do Sol.

O instante exato do início de uma estação do ano é determinado por uma posição específica da Terra em sua órbita, como explica a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação Pesquisa em Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional. “Em astronomia, nós estudamos o movimento dos astros tendo a Terra como referencial. Nesse referencial, nós construímos a esfera celeste, cujo equador é uma continuação do equador terrestre. Assim, o Sol faz um caminho na esfera celeste ao qual chamamos de eclíptica. Nessa perspectiva, quando o Sol chega à linha do equador celeste, indo de norte para sul na esfera celeste, é equinócio de Primavera no Hemisfério Sul e de outono no Hemisfério Norte.”

A maneira como os raios solares incidem nos hemisférios marca as estações do ano e, além da temperatura, um dos efeitos que evidencia as estações é a variação dos comprimentos dos dias, ou seja, a quantidade de tempo que o Sol fica acima do horizonte. Esse efeito praticamente não existe nas regiões próximas do equador terrestre e é cada vez mais evidente quanto mais nos afastamos do equador terrestre. Agora, no início da Primavera, os dias terão o mesmo comprimento das noites e no hemisfério sul, os dias vão ficando cada vez maiores e as noites cada vez menores, até o maior dia do ano que ocorre no início do Verão, sendo neste ano no dia 21 de dezembro às 13h28, hora de Brasília.

Fonte: Jornal do Brasil http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2017/09/20/primavera-2017-comeca-dia-22-de-setembro-as-17h02/

Créditos da imagem: http://www.smartkids.com.br/content/special_days/images/202/thumb/22-setembro-inicio-primavera.png

A postagem tem anexo
+Meio Bit Games
“Com as modernas TVs e os consoles envelhecendo, muitas vezes você precisa re-comprar versões digitais dos clássicos, baixar backups, consertar sistemas quebrados ou fazer o upscale do sinal de vídeo,” explica a página do projeto. “O Seedi cuida dessas coisas chatas e lhe permite voltar a colecionar, trocar e aproveitar os jogos originais.” Conforme explica os idealizadores do console retrô, ele trará um programa de código aberto que ficará responsável por emular os sistemas necessários para reproduzir os CDs ou mesmo as ROMs. Ou seja, no fundo será apenas um emulador dentro de uma caixa bacaninha.

A postagem tem anexo
Portugal a 22 de setembro, exatamente às 20h02.
Esta é a hora oficial para o *início do outono.

O equinócio de outono é a designação que a astronomia atribui ao fenómeno natural que assinala o final do verão e a chegada da nova estação. É o instante preciso em que o sol cruza o plano do equador celeste, o que decorre em setembro no hemisfério norte e em março no hemisfério sul.

O termo latim “equinócio”, composto pelas palavras aequus e nox, significa “igual” e “noite”. Aplica-se a este momento pois durante os equinócios os dias e as noites, com aproximadamente 12 horas, têm a mesma duração.

A postagem tem anexo
Entenda por que as pessoas acreditam em teorias da conspiração

Estou sentado em um trem quando um grupo de fãs de futebol se destaca. Saídos do jogo - seu time venceu claramente - eles ocupam os assentos vazios ao meu redor. Um pega um jornal velho e ri com raiva enquanto lê os últimos "fatos alternativos" vendidos por Donald Trump.

Os outros logo começam a refletir sobre o gosto do presidente dos EUA pelas teorias da conspiração. A conversa rapidamente se transporta para outras conspirações e gostei de escutar enquanto o grupo se enganava brutalmente sobre a Terra, os memes e a última ideia de Gwyneth Paltrow.

Depois, há uma pausa na conversa, e alguém encontra aí uma oportunidade para falar: "Essas coisas podem ser bobagens, mas nem tente me dizer que dá para confiar em tudo que a mídia nos diz! Pegue as missões na Lua, elas foram obviamente falsificadas (e não muito bem). Eu li um blog outro dia que mostrou que nem sequer têm estrelas nas fotos! "

Para meu espanto, o grupo junta outras "evidências" que apoiam o embuste da Lua: sombras inconsistentes em fotografias, uma bandeira vibrante quando não há atmosfera no lugar e como é possível Neil Armstrong ter sido filmado caminhando sob a superfície quando ninguém estava lá para segurar a câmera.

Um minuto antes, eles pareciam pessoas racionais capazes de avaliar evidências e chegar a uma conclusão lógica. Mas agora as coisas estavam indo por um caminho estranho. Então respirei fundo e decidi entrar na conversa.

"Na verdade, tudo isso pode ser explicado com bastante facilidade ..."

Eles se voltaram para mim, horrorizados com o fato de um estranho atrevessar a conversar. Eu continuo indiferente, argumentando com um monte de fatos e explicações racionais.

"A bandeira não vibrou no vento, apenas se moveu quando Buzz Aldrin a fincou. As fotos foram tiradas durante o dia lunar — e, obviamente, você não pode ver as estrelas durante o dia. As sombras estranhas são por causa das lentes de grande angular usadas, que distorcem as fotos. E ninguém pegou a filmagem de Neil descendo a escada. Havia uma câmera montada no lado de fora do módulo lunar que o filmava enquanto dava seu salto gigante. Se isso não for suficiente, a prova final vem das fotos feitas pela Lunar Reconnaissance Orbiter dos locais de pouso, onde você pode ver claramente as faixas que os astronautas fizeram à medida que vagavam pela superfície."

"Mandei bem!", pensei comigo mesmo.

Mas parece que meus ouvintes estão longe de serem convencidos. Eles se voltam para mim, fazendo mais e mais afirmações ridículas. Stanley Kubrick filmou o lugar, o pessoal-chave morreu de maneiras misteriosas, e assim por diante...

O trem para em uma estação, que não é a minha, mas aproveito a oportunidade para sair mesmo assim. Me pergunto por que meus fatos concretos falharam tão miseravelmente em mudar a opinião deles.

A resposta simples é que os fatos e argumentos racionais realmente não são muito bons em alterar as crenças das pessoas. Isso é porque nossos cérebros racionais são equipados com uma “fiação” evolutiva não tão evoluída.

Uma das razões pelas quais as teorias de conspiração brotam com tanta regularidade vem do nosso desejo de impor uma estrutura no mundo e da nossa capacidade incrível de reconhecer padrões. Na verdade, um estudo recente mostrou uma correlação entre a necessidade de estrutura e a tendência de um indivíduo em acreditar em uma teoria da conspiração.

Pegue esta seqüência, por exemplo:

0 0 1 1 0 0 1 0 0 1 0 0 1 1

Você vê um padrão? Muito possivelmente — e não está sozinho. Uma rápida pesquisa no Twitter (que replica um estudo muito mais rigoroso) sugeriu que 56% das pessoas concordam com você — mesmo que a sequência tenha sido gerada por mim, lançando uma moeda.

Parece que nossa necessidade de estrutura e nossa habilidade de reconhecimento de padrões podem ser bastante hiperativas, causando uma tendência de detectar padrões — como constelações, nuvens que se parecem com cães e vacinas causadoras de autismo — onde na verdade não há nenhum.

A capacidade de ver padrões foi provavelmente um traço de sobrevivência útil para nossos antepassados ​​— melhor detectar erroneamente os sinais de um predador do que ignorar um gato grande e com muita fome. Mas coloque essa mesma tendência em um mundo rico em informações e veremos vínculos inexistentes entre causa e efeito — teorias de conspiração — em todo o lugar.

Pressão dos outros
Outra razão pela qual estamos tão interessados ​​em acreditar nas teorias da conspiração é que somos animais sociais e nosso status na sociedade é muito mais importante (do ponto de vista evolutivo) do que estar certo.

Consequentemente, vivemos comparando nossas ações e crenças com as de nossos pares, e depois as alteramos para se adequar. Isso significa que, se nosso grupo social acreditar em algo, é mais provável que sigamos o rebanho.

Este efeito da influência social sobre o comportamento foi bem demonstrado em 1961, pela experiência da esquina, conduzida pelo psicólogo social dos EUA Stanley Milgram (mais conhecido por seu trabalho na obediência às figuras da autoridade) e colegas.

O experimento é simples (e divertido) o suficiente para você o replicar. Basta escolher uma esquina de uma rua movimentada e olhar para o céu por 60 segundos.

Muito provavelmente, poucas pessoas vão parar e verificar o que você está olhando — nesta situação, Milgram descobriu que cerca de 4% dos passantes se juntaram. Agora, peça a alguns amigos para fazer a observação cmo você.

À medida que o grupo cresce, mais e mais estranhos vão parar e olhar para o alto. No momento em que o grupo sobe para 15 espectadores, cerca de 40% dos pedestres param e esticam seus pescoços. Certamente, você já viu o mesmo efeito em ação nos mercados onde você se encontra atraído pelo lugar que tem uma multidão ao redor.

O princípio também se aplica poderosamente às ideias. Se mais pessoas acreditam em uma informação, então seremos mais propensos a aceitá-la como verdadeira. E, portanto, se, através do nosso grupo social, estamos excessivamente expostos a uma ideia particular, então ela fica embutida em nossa visão de mundo.

A prova social é uma técnica de persuasão muito mais eficaz do que uma prova puramente baseada em evidências, o que mostra, naturalmente, porque esse tipo de prova é tão popular na publicidade ("80% das mães concordam").

A prova social é apenas uma das muitas falácias lógicas que também nos levam a ignorar a evidência. Uma questão relacionada a isso é o viés de confirmação, essa tendência que faz com que as pessoas procurarem e acreditem nos dados que apoiam suas visões, enquanto desconsideram coisas que afirma o contrário.

Todos nós sofremos com isso. Basta pensar na última vez em que você ouviu um debate no rádio ou na televisão. Quão convincente você achou o argumento que foi contrário à sua opinião em comparação com aquele com o qual concordou?

As chances são de que, seja qual for a racionalidade de ambos os lados, você descartou amplamente os argumentos da oposição ao aplaudir aqueles que concordaram com você. O viés de confirmação também se manifesta como uma tendência para selecionar informações de fontes que já concordam com nossos pontos de vista (o que provavelmente também vem do grupo social que nos relacionamos).

Daí suas opiniões políticas provavelmente ditarão seus pontos de interesse preferidos.

Claro que existe um sistema de crenças que reconhece falácias lógicas, como o viés de confirmação e a tentativa de corrigi-los. A ciência, através da repetição de observações, transforma a anedota em dados, reduz o viés de confirmação e aceita que as teorias podem ser atualizadas diante da evidência.

Isso significa que está aberta a corrigir seus textos básicos. No entanto, o viés de confirmação aflige a todos. O físico Richard Feynman descreveu um exemplo que surgiu em uma das mais rigorosas áreas de ciências, a física de partículas.

"Millikan definiu a carga de um elétron através de um experimentoque baseado na queda de gotas de óleo e obteve uma resposta que agora sabemos ser incorreta. Isso porque ele não tinha o valor certo da viscosidade do ar. É interessante observar a história das medidas da carga do elétron. Se você traçá-la em função do tempo, descobre que o valor da carga ia aumentando cada vez mais, de pouquinho em pouquinho, até que eles finalmente estabelecessem um número."

"Por que não descobriram que o número certo era o maior de uma vez? Isso é uma coisa da qual os cientistas se envergonham, porque é evidente que as pessoas fizeram coisas do tipo: quando obtiveram um número muito acima do de Millikan's pensaram que algo deveria estar errado e procurararam até achar uma razão para o erro. Ao conseguirem um número mais próximo ao do valor de Millikan, eles não pareciam tão equivocados ".

Perturbações do mito
Você pode ser tentado a assumir posições em debates nas redes sociais, apontando equívocos e teorias de conspiração através da abordagem do mito. Apontar o mito ao lado da realidade pode ser uma boa maneira de comparar o fato e as impecisões lado a lado, para que a verdade surja.

Mas, mais uma vez, isso acaba por ser uma abordagem ruim, porque parece provocar algo que passou a ser conhecido como o efeito da contrafação, pelo que o mito acaba sendo mais memorável do que o fato.

Um dos exemplos mais marcantes disso foi verificado em um estudo que avaliou um folheto do tipo "Mitos e Verdades" sobre vacinas contra a gripe. Imediatamente depois de ler o folheto, os participantes recordaram com precisão os fatos como fatos e os mitos como mitos.

Mas, apenas 30 minutos depois, isso ficou completamente invertido na cabeça, com os mitos sendo muito mais propensos a serem lembrados como "fatos".

A ideia é que simplesmente mencionar os mitos ajuda a reforçá-los. E, então, com o passar do tempo, esquece-se o contexto em que você o ouviu — neste caso durante um debate — sobrando apenas a memória do próprio mito.

Para piorar as coisas, apresentar informações corretivas a um grupo com crenças firmemente enviesadas pode fortalecer a visão equivocada, apesar da nova informação que a contradiz.

Novas evidências criam inconsistências em nossas crenças e um desconforto emocional associado. Mas, em vez de modificar nosso pensamento, tendemos a invocar a autojustificação e demonstrar ainda mais o desagrado com teorias opostas, o que pode nos tornar mais enraizados em nossas opiniões.

Isso ficou conhecido como o "efeito boomerang" — e é um grande problema quando se tenta melhorar o comportamento das pessoas .

Por exemplo, estudos mostraram que as mensagens de informação pública destinadas a reduzir o consumo de tabaco, álcool e drogas tiveram efeito reverso.

Fazer amigos
Mas se você não pode confiar nos fatos, como você faz para que as pessoas esqueçam suas teorias da conspiração e outras ideias irracionais?

A alfabetização científica provavelmente ajudará no longo prazo. Por isso, não quero dizer familiaridade com fatos, figuras e técnicas científicas. Em vez disso, o que é necessário é a alfabetização no método científico, como o pensamento analítico.

E, de fato, estudos mostram que descartar as teorias de conspiração está associado a um pensamento mais analítico. A maioria das pessoas nunca fará ciência, mas nós a encontramos e a usamos diariamente e, portanto, os cidadãos precisam das habilidades para avaliar criticamente as reivindicações científicas.

Claro, alterar a grade curricular de uma nação não vai ajudar minha argumentação no trem. Para uma abordagem mais imediata, é importante perceber que ser parte de uma tribo ajuda enormemente. Antes de começar a pregar a mensagem, encontre um terreno comum.

Enquanto isso, para evitar o efeito de contrafacção, ignore os mitos. Não mencione, nem reconheça. Basta levantar os pontos-chave: as vacinas são seguras e reduzem as chances de contrair gripe entre 50% e 60%. Não mencione os equívocos, pois eles tendem a ser mais lembrados.

Além disso, não enfrente os oponentes desafiando sua visão de mundo. Em vez disso, ofereça explicações que sintonizem com suas crenças preexistentes. Por exemplo, os conservadores que negam a mudança climática são muito mais propensos a mudar seus pontos de vista se eles também são apresentados com as oportunidades de negócios pró-meio ambiente.

Mais uma sugestão. Use histórias para mostrar seu ponto. As pessoas se envolvem com as narrativas muito mais do que com os diálogos argumentativos ou descritivos. As histórias ligam causa e efeito, fazendo com que as conclusões que você deseja apresentar pareçam quase inevitáveis.

Tudo isso não quer dizer que os fatos e um consenso científico não sejam importantes. Eles são críticos. Mas uma consciência das falhas em nosso pensamento permite que você apresente seu ponto de uma maneira muito mais convincente.

É vital que desafiemos o dogma, mas em vez de ligar pontos desconectados e chegar a uma teoria da conspiração, precisamos exigir a evidência dos tomadores de decisão. Peça os dados que possam suportar uma crença e uma busca pela informação que o teste. Parte desse processo significa reconhecer nossos próprios instintos tendenciosos, limitações e falácias lógicas.

Então como teria sido a minha conversa no trem se eu tivesse seguido meu próprio conselho... Voltemos ao momento em que observei que as coisas estavam indo por um caminho estranho. Desta vez, respiro fundo e entro na conversa.

"Ei, ótimo resultado no jogo. Pensei que não conseguiria um bilhete. "

Em breve, estamos em conversas profundas enquanto discutimos as chances da equipe nesta temporada. Depois de alguns minutos de conversa, volto para o teórico lunar da conspiração: "Ei, eu estava pensando sobre aquilo que você disse sobre os pousos da Lua. O Sol não era visível em algumas das fotos?"

Ele acena com a cabeça.

"O que significa que as fotos foram feitas durante o dia na Lua, então, como aqui na Terra, você esperaria ver alguma estrela?"

"Acho que sim, não tinha pensado nisso. Talvez esse blog não seja bom. "

http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2017/08/entenda-por-que-pessoas-acreditam-em-teorias-da-conspiracao.html

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
Intervenção Militar e nada mais

A postagem tem anexo
Veja o iPhone 8 em mais uma sessão de tortura:

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
Foto
MELANCOLIA

Triste agonia em meu ser
melancolia absurda por não te ter
Abate meu coração que por tanto te amar
Clama desesperadamente por esta espera cessar

Que doce ilusão de ser tua
ser amada... é uma loucura!
Fecho os olhos em busca deste doce delírio
Que tanto me domina
E tanto me atormenta
Por não tê-lo aqui comigo

Noites em claro contigo em minha mente
Penso nos momentos que hão de vir e
Lágrimas a escorrer suavemente...
Triste realidade de não estares comigo

Assim então continuo
Com meus doces delírios,
Saudade infinita e
Eterno amor que por ti sinto
E hei de sentir através dos anos
Até que a vida cesse... até o reencontro


Cristina Suzuki

A postagem tem anexo
Foto
Bokeh feestje

A postagem tem anexo
Foto
Santa Monica, CA

Here the +Trey Ratcliff #LAPhotowalk started. You might see that huge group starting to form under the palm trees. Normally I shot from inside the group, but since everyone moves, that was a typical stitching nightmare: resulting in hours of photoshop work. Not this time, I loved the view to the Pacific from the staircase more.
ENJOY

A postagem tem anexo
Foto
A Favorite Flower Photo

I took this photo a couple of years ago while on Mt Rainier. +Randy T


*************************************
Congratulations, You made it this far! For those who have been here, you already know this selection well. If this is your first time, I put together some climbing photo collections and videos.

The Ptarmigan Traverse https://goo.gl/photos/NNXKxzQXPrCLkv5e8
Wilderness Trip https://goo.gl/HVB0aV
Larch Trees at Horseshoe Lake https://goo.gl/TwZg7y
My YouTube Videos https://goo.gl/IJXBc0
****************************
+Mountain Monday by +Michael Russell

#LandscapePhotography +Margaret Tompkins +Pamela Reynoso +Dave White +Sean McLean
#hqsplandscape for +HQSP Landscape
#PhotoManiaUSA is curated by +David Pilasky, +Marjolein Schat, +Kris Rowlands & +Dorma Wiggin #promotephotography #cascades #cascademountains #climbing #randylikestoclimb #climbingjunkie #alpine #alpineclimbing #Trad
+Luci Westphal

A postagem tem anexo
Foto
through the wall

#hqspphotoart +HQSP Photo Art

A postagem tem anexo
Foto
Oberbaumbrücke with U1

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
Sabia disso? Nos anos 80, a Apple lançou uma coleção completa de roupas e acessórios. Veja as excelentes fotos: bit.ly/2fhM4mO

A postagem tem anexo
Foto
Pôr do sol hoje, ultimo do verão no hemisfério norte
Já é Outono, 21h11 minutos o sol passou a linha do equador para sul.
#sunset

A postagem tem anexo
Produtor de The Evil Within 2 (Multi) revela interesse em uma versão do jogo para o Switch

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
Gengibre e moringa, uma combinação milagrosa que combate varias doenças, inclusive a diabete, previne o câncer e ainda pode ser uma grande aliada no emagrecimento.

A postagem tem anexo
Desde janeiro de 2017 que o beta do iOS 10.3 alertava sobre a atualização: antes de abrir o app, aparecia a mensagem de que o aplicativo de 32 bits não seria suportado no iOS 11. Agora o suporte ao 32 bits foi encerrado totalmente no iOS 11, então se você tiver algum app mais antigo muito querido comprado na App Store não recomendamos a atualização para o iOS 11.

A postagem tem anexo

A postagem tem anexo
Um listão que vai de Clarice Lispector a Margareth Atwood 📚

A postagem tem anexo
A médio prazo, o Google terá mais uma vez uma equipe de profissionais à sua disposição que poderá enfim satisfazer um antigo desejo da empresa, o de desenvolver seus próprios SoCs e se livrar de uma total dependência da Qualcomm e outras fabricantes, bem como começar a produzir TPUs (Tensor Processing Units) para smartphones e torna-los máquinas mais inteligentes, prontas para executar tarefas de aprendizado de máquina. Já os negócios da HTC não serão de todo afetados, visto que ela continuará lançando seus próprios aparelhos e investindo na plataforma Vive de Realidade Virtual (e permanecerá não atuando no Brasil).

A postagem tem anexo
Foto
Boa noite turma!

o Telescópio Espacial Hubble encontrou um tipo de objeto bem singular no sistema solar, 288P é um sistema binário entre dois asteroides, mas também é o primeiro também conhecido como um cometa, isso porque ele possui uma coma e uma cauda, algo bem confuso para quem já sabe a diferença entre esses dois astros, para quem ainda não sabe a situação deve ser ainda pior, no decorrer dessa Coleção eu já expliquei resumidamente o que cada um são, mas uma forma mais completa de entender é lendo essa matéria: https://www.terra.com.br/noticias/educacao/voce-sabia/qual-a-diferenca-entre-um-asteroide-e-um-cometa,c008c087e60ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

288P está localizado no cinturão de asteroides, entre Marte e Júpiter, em uma distância cerca de 100 km, isso é muito importante, dados como distância e tempo de órbita entre si podem ser usados para descobrir a massa desses objetos. Essa é uma pesquisa recente, mais informações ainda serão investigadas, como uma espécie de "CSI: Cósmico" , nessa nova pesquisa é tratado até o surgimento da água no planeta Terra como proveniente de asteroides de gelo e não de cometas, quem sabe? A maneira que a água surgiu na Terra ainda é uma pergunta sem uma resposta absoluta, encontrá-la é importante não só para entendermos como surgimos, mas também ter uma ideia de como outras vidas poderiam desenvolver em outros planetas também.

#Astronomiacotidiana30K.





------------------------------------------
⟫⟫⟫ CRÉDITO DE IMAGEM ⟪⟪⟪
------------------------------------------

Nome: O asteroide binário 288P (impressão do artista)

Crédito: ESA/Hubble, L. Calçada.

Licença internacional Creative Commons Atribuição 4.0 concedida.

FONTE: https://www.spacetelescope.org/images/heic1715a/

-------------------------------------------------------

A postagem tem anexo
Foto
A MULHER QUE PASSA

Meu Deus, eu quero a mulher que passa
Seu dorso frio é um campo de lírios
Tem sete cores nos seus cabelos
Sete esperanças na boca fresca!
Oh! como és linda, mulher que passas
Que me sacias e suplicias
Dentro das noites, dentro dos dias!

Teus sentimentos são poesia
Teus sofrimentos, melancolia.
Teus pelos leves são relva boa
Fresca e macia.
Teus belos braços são cisnes mansos
Longe das vozes da ventania.

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!

Como te adoro, mulher que passas
Que vens e passas, que me sacias
Dentro das noites, dentro dos dias!
Por que me faltas, se te procuro?
Por que me odeias quando te juro
Que te perdia se me encontravas
E me encontrava se te perdias?

Por que não voltas, mulher que passas?
Por que não enches a minha vida?
Por que não voltas, mulher querida
Sempre perdida, nunca encontrada?
Por que não voltas à minha vida
Para o que sofro não ser desgraça?

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!
Eu quero-a agora, sem mais demora
A minha amada mulher que passa!

Que fica e passa, que pacífica
Que é tanto pura como devassa
Que bóia leve como a cortiça
E tem raízes como a fumaça.



Vinícius de Moraes

A postagem tem anexo
Lula tem medo de uma intervenção militar.
Aguarde enquanto mais postagens estão sendo carregadas