Post has shared content

Post has shared content

Post has shared content
Quando alguém muito querido parte desta vida,
É vida que continua viver em outro lugar,
Pois no infinito dos céus,
Nada deixa de existir,
Apenas se transforma e vive em outro realidade.
Nossos amores que partem,
São como as estrelas brilhantes, lá do céu,
Corações que palpitam,
Dizendo, eu estou aqui!
A saudade dorida,
Com o tempo vira doce lembrança,
Pois é o coração que traz a certeza do reencontro.
Para nos lembrar,
Que o sentir e amar,
Continuam,
Além das fronteiras deste tempo
E desta realidade de vida.
Uns chegam outros partem,
Para as experiências da vida.
E há seu tempo todos os afetos,
Pela lei de afinidade e atração juntos estarão,
Para o grande reencontro do amor
E da vida junto a Divindade.

Post has shared content
Na vida tudo tem seu tempo,
Nem ontem, nem amanhã,
Mas no devido tempo,
É o tempo de parar e refletir,
De mergulhar em si mesmo de estar em seu eu,
É o tempo de pensar sobre a vida e em seu porvir.
Em sua solidão é o momento do autodescobrimento,
É o tempo de analisar a vida:
Pessoas e contextos,
De valores que são de ti,
E valores que são do outro.
Da tua realidade e da realidade do outro.
Do que te faz bem e do que te faz mal.
Selecione e escolha o que faz bem ao seu coração:
Da vida equilibrada, dos momentos de paz,
Busque as belas paisagens que encantam o olhar,
Da música suave que eleva a alma,
Da boa leitura, dos bons hábitos de vida,
Das boas companhias que são doces alegrias,
Da vida em harmonia contigo mesmo,
Com o semelhante e com a terra.
Seja para ti a melhor companhia,
Em seu eu, reflita sobre o seu pensar e sentir,
De como deve ser seu agir,
Suas atitudes e ações.
Defina com justiça e benevolência,
Seu posicionamento sobre as questões da vida,
E viva para as riquezas reais da vida,
De saber e ser.
Estude e cresça,
Pense e reflita,
Analise e produza.
Promova no mundo tudo o que faz a humanidade crescer,
Edifique o que é ético e moral,
Pois este é o caminho do equilíbrio, da paz e da felicidade.
Construa o edifício da vida com obras que deixam legados.
Pois o tudo de sua vida está contido em si mesmo,
Está em ti o que és,
E o que és deixa sua marca no mundo,
E és tu que está a construir
O seu porvir.

Post has shared content
Mocinha,
Seu olhar brilha e se encanta,
Ao descobrir a vida e conhecer o mundo.
Por entre laços de fita,
Flores e encantos,
Seu coração palpita com as poesias de amor.
De olhos brilhantes,
Quase infantis,
Das primeiras primaveras,
Sonha com a vida e seu porvir,
Que a faz sorrir com seu jeitinho meigo de ser.
Menina moça de coração inocente;
É como avezinha assustada que voa de seu ninho
Para os perigos da vida.
Quer ser mulher, mas ainda não é,
Quer tudo saber, mas tem muito a aprender,
É botão de flor,
Que sob a luz da vida
Desabrocha suavemente para a idade da razão.

Post has shared content
Quando nos tocam o ser com o saber,

São encantos que encantam o ser,

Somos como as aves que ganham uma só asa,

Mas ainda não voam.

Quando nos tocam o ser com o saber e o amor,

Somos como as aves que ganham as duas para voar,

Alçamos voo para além dos horizontes,

Alcançando o infinito.

Pois o saber encanta o ser,

Mas só o amor eleva o ser.

Post has shared content
http://sabedoria-da-vida.blogspot.com.br/
Gratidão
Hoje 16 de julho de 2017 o blog Sabedoria da vida está fazendo um ano desde sua criação.
Obrigada a todos pelo apoio, incentivo e propagação desta semente do bem.
Sabedoria da Vida tem como proposta promover a cura das feridas emocionais e sociais,
De encantar corações com o belo e sagrado em harmonia com todas as formas de vida,
De propagar a justiça, a verdade universal, a solidariedade e a esperança.
Despertando o ser humano para a real sabedoria da vida de Saber e Ser,
Da realização e felicidade em sintonia com a Divindade.
Fico muito feliz e surpresa com a grande adesão do público das áreas da: filosofia, educação, religião, psicologia...
Obrigada de coração a cada um que faz esta proposta de vida acontecer na realidade da vida.
Photo

Post has shared content

Post has attachment

Post has shared content
Nem tudo pode ser:
Visto ou ouvido,
Medido ou quantificado,
Tocado ou pesado,
Pois vão muito além das percepções humanas da matéria,
Além da ciência, inteligência, razão e da lógica.
Há questões que só podem ser
Experimentadas pelos sentimentos,
Entendidas pelas reflexões filosóficas,
Tais como:
O amor ou o ódio,
A coragem e o medo,
A inteligência e a incompreensão,
A criatividade e a inaptidão,
A santidade e a perversidade.
Concebemos através de nossas experiências de vida,
A forma de entender e interpretar o mundo,
E só podemos viver em harmonia consigo mesmo,
Com o outro e com as coletividades
Quando analisamos,
Os paradigmas do sentir humano,
Pois compreendemos que cada um
É único em seu sentir e existir,
A partir desta constatação,
Percebemos a complexidade do sentir humano
E só a partir daí,
Podemos nos compreender
E compreender o outro.
Wait while more posts are being loaded