Post is pinned.Post has attachment


O naufrágio natural da evolução humana e o homem do ferro velho.

Hoje estive conversando com um amigo meu. O tema de nosso assunto era reciclagem, atividade preponderante na vida dele e de muitos catadores de petilenos, papéis e ferro velho e outros. Em nosso diálogo contextual tratavamos dos preços de recicláveis, principalmente o ferro, na ocasião ele me falava sobre o tempo e o trabalho que ele têm para juntar seus materiais para vendê lo, porém o preço de seu trabalho é pouco favorecido financeiramente. Com isso, eu o questionei sobre o preço do ferro; pois há algum tempo eu vendi meu fogão velho. O cara do ferro velho me pagou R$ 5,00 por ele, um pouco antes de quitar comigo, lhe perguntei quanto ele recebia pelas sucatas que ele vendia;no caso do ferro velho é claro.Ele me disse que saía em torno de R$;0,03 ou R$;0,04 o Kg.Eu disse;"Só isso, eles pagam muito pouco". Ele em consenso disse; "é verdade, lá no comprador de sucata o ferro velho saí à R$;0,15 o Kg". Ainda um pouco indignado, perguntei a ele;"O governo não deveria valorizar mais os seus trabalhos não???.".Ele ficou calado, parecendo ainda um pouco sem noção do grande valor dos serviços que eles estão prestando ao meio ambiente e às relações comerciais do homem. Aí então eu comecei explicá lo o porquê?. E disse;"Imagina um balde cheio de água, com vários objetos flutuantes dentro dele e: considere às variações da água ao seu redor;.Ele me disse;" sim, o que isso têm haver???."  Pois é, disse eu;"imagine agora grandes embarcações, navios cargueiros, cruzeiros e outras embarcações lançadas no mar!?!?!?.". Dando seguimento ao diálogo, eu lhe disse;"O mesmo que acontece com o balde  d'água pode ocorrer com às praias, além do mais têm outros motivos maiores de degradação do meio ambiente e de recursos naturais, que podem levar o rompimento ou variações de peso nas placas tectônicas, ante a extração exagerada de minerais do subsolo e sua exportação para lugares distintos de sua formação natural; como a construção desordenada de grandes edifícios dentre outros; pois são fatores que resultam no desequilíbrio da crosta terrestre, com agravantes de curso natural,como por exemplo; o movimento inerte do planeta terra,força gravitacional, empuxo solar;pois são fatores distintos do processo de desenvolvimento evolução humana, como  os episódios endogenos e exogenos de uso natural do planeta; que podem provocar os grandes tsunames, se associados com a ação imprudente do homem". Por esses e outros motivos que eu julgo de grande necessidade dos governos e da sociedade política organizada o estimular a reciclagem com valores de custo um pouco melhor. Não parece ser um trabalho muito digno, se visto pelos olhos vaidosos de pessoas dadas ao protecionismo elitista e acadêmico de cursos superiores de ensino, reservados às suas  sociedades de classe e governo, mas é de suma importância o seu trabalho, dissera eu a ele. Logo me despedi e fui me embora.

Heduardo Guimarães.



Se desejares viver para o engano deverás se preocupar com o tipo de verdade que desejas ser, pois os opostos se atraem e; a única vítima pode ser você. Se você estiver sobre às margens do engano também, por consequência; certamente, não haverá consciência sóbria.

Post has attachment
A preguiça,a falta de higiene,a mendicância e o trabalho.

Em breve os grandes e eloquentes,estudiosos cientistas da razão humana irão descobrir que os índices de dependência química com às drogas têm a mesma origem na indisponibilidade com o trabalho e;que esse por sua vez reflete às disposições psíquicas da alma e do espírito,pois são anomalias ligadas a formação ou indução do carácter e da personalidade do homem,desde seu crescimento físico e intelectual;pois se tratam de abstenções de trabalhos necessários à manutenção da vida, cuja estabilidade moral haveria de ser investida na formação do carácter da criança,desde de seus primeiros passos;pois quem têm preguiça de pensar,também têm preguiça de se cuidar, simplesmente pelo fato de não ser estimulado ou se estimular ao trabalho,mediante a valores que deveriam ser preservados e passados de pais para filhos,de modo gradual ao seu crescimento biológico,espiritual e psíquico;de forma que os mesmos haveriam de se desprender de certos cuidados paternos e:simultaneamente se investir de personalidade própria e carácter,compatíveis com sua dignidade e honra.Ao contrário,quaisquer sofrimentos psíquicos do seu afetivo moral ou valores humano há de acarretar lhes mais transtornos e dependência com fatores estranhos às suas verdadeiras necessidades,inclusive o uso de drogas e entorpecentes, associadas à falta de estabilidade mental e afetiva de sua personalidade; quando de suas necessidades biologicas e morais, no uso de dogmas conservadores de sua dignidade e honra.Ou seja"grandes índices de pobreza podem está relacionados aos grandes índices de desvalorização da vida,do trabalho e da higiene,".

Heduardo Guimarães.

Gratificação, gratidão e os grandes índices de pobreza.

Muitos clientes de serviços profissionais consideram que ter um bom preço é executar a obra por um valor bem mais em conta, e que; isso sim é sinal de melhorias na condição de ajustes e pagamentos, quanto ao estado de carência financeira da grande maioria popular. Porém, essas prerrogativas são incógnitas; imprevisíveis às variações de comércio, preço, qualidade e serviços, onde a lei da oferta e da procura tornam instáveis a variação de preços, e:não a qualidade do serviço profissional; mesmo que alguns bens ou produtos relacionados a execução de seus serviços não tenham boa qualidade. Urge se então que; em um país, onde a pobreza têm índices constantes de aumento ou difícil superação, ante a desvalorização do trabalho profissional; ter um bom preço é qualitativo de conscientização de valores morais e profissionais,que variação de mercado algum pode superar ou denegrir;pois um bom profissional terá um excelente estado de gratidão,sempre que à gratificação de seu trabalho não o fizer sentir menos valorizado, que o próprio estado de pobreza de seu país, sendo que os seus serviços profissionais é a única atividade que ele pode realizar, em proteção de diversos valores relacionados a si mesmo, não sendo o baixo preço de seus serviços uma variável importante para redução ou eliminação da pobreza de seu país. Uma vez que ele terá sempre a necessidade de ter um salário pra 30 dias e: 30 dias pra trabalhar. Pois todo trabalhador poderá haver se por um milagre, ou melhorias no seu desempenho profissional, quanto à sua produtividade ou fluxo de serviços, exceto quanto a se produzir cédulas ou cifras monetárias: fator que não poderá ser justificado nem por um milagre Divino, uma vez que a produção de dinheiro venha depender de autorização de ministro, lote e série; fatores que não podem gerir aumento de salário ou valores de jornada de trabalho, sem o aumento da produtividade ou fluxos de serviços a preços fixos.
Heduardo Guimarães.


Post has attachment
Ser ou estar define o caráter de quem, ou para quem?
Qual a razão do porque de quem ou para quem é o porque da razão?


Princípios justificador da formação do CAED

I)Período diário de uma subseqüente a seguinte;sete dias(exemplo;Segunda dia 01/segunda dia 08)= período correspondente a um ciclo semanal(sete dias).
II)Período diário,contados;do primeiro dia, da primeira semana,em relação ao segundo dia da segunda semana(08 dias),contados ,diagonalmente,partindo primeira semana.
III)Período diário,contados;do primeiro dia,da segunda semana,em relação ao segundo dia da primeira semana(06 dias),contados,diagonalmente,partindo da segunda semana.
IV)Os períodos diários de todos ciclos semanais,antecedentes aos o ciclos seguintes,compor-se-ão de 08(oito)dias;em relação ao primeiro dia de sua semana,na razão do segundo dia do ciclo seguinte:Em contrapartida os períodos precedentes ,ao ciclo anterior,compor-se-á de 06(seis)dias;em relação ao segundo dia do ciclo anterior,na razão do primeiro dia do ciclo semanal seguinte,ou seja ;1/2/8/9.
V)Os períodos diários,correspondentes ao 1º ciclo e o 3º ciclo,terão a diferença entre si de 14,13 e 15 dias,se seguidos os raciocínios relativos aos tópicos;I/II/III/IV.
VI)Os espaços,correspondentes entre o primeiro dia da primeira semana,em relação ao segundo dia da terceira semana(Semanas 1º e 3º) é igual à 01(=01).Os espaços,correspondentes entre o primeiro dia da terceira semana,em relação ao segundo dia da primeira semana(Semanas 3º e 1º) é igual à 02(=02).
VII)O espaçamento,correspondente ao primeiro dia da segunda semana,em relação ao segundo dia da quarta semana(2º e 4º) é igual à 08(=08),inclusive,em relação aos primeiros dias da 2º e 4º semanas; são 08 .O espaçamento,correspondente entre o primeiro dia da quarta semana,relação ao segundo dia da segunda semana(4º e 2º)é igual à 09(=09),inclusive,em relação aos segundos dias da 2º e 4º semana é igual; são 09.


VIII)Obedecidos os raciocínios dos tópicos;I/II/III e V,os espaçamentos relativos às 3º/4º/5º e 6º semanas,compor-se-ão de 14,13 e 15 dias,excluídos os raciocínios,relativos aos tópicos VI VII,embora mantenham os mesmos espaçamentos de dias entre os períodos,relacionados no tópico VIII.
IX)Os espaçamentos, relativos aos tópicos VI e VII,embora mantenham a mesma razão,entre os números;14,13 e 15,estão também investidos de certas peculiaridades,na razão de 1 e 2, relativos ao tópico VI e;08 e 09,relativos ao tópico VII.
X)Há,também, um espaçamento padronizado,entre os números;37,38,39,40,41 e 42, da 6º semana,relativos à primeira semana,formando uma de 36 dias,relativos ao dias; 01,02,03,04,05 e 06,que corresponde ao fim de ciclo mensal de 42(quarenta e dois)dias.
XI)Há,também,uma certa regularidade,na subtração dos números;01,02,03,04,05,06 e 07 da 1º semana,em relação aos números;42,41,40,39,38,37 e 36,respectivamente,em relação à 6º semana,gerando uma numérica de;1(42-01=41);2(41-2=39);2(40-3=37);2(39-4=35);2(38-5=33);2(37-6=31);2(36-7=29),representada pelos números;1,2,2,2,2,2,2,=1/2=05(relativo a posição do Mês de Agosto,no calendário Agostiniano(CAED).
XII)O reinício de um novo mês e ano,pode se dá;subtraindo do número 42(relativa a sexta (6º)semana),os números de 01 ao 41,completando-se o ciclo mensal de 42(quarenta e dois dias) e um ciclo anual de 378(trezentos e setenta e oito dias).
XIII)Responsável pelo teor autoral aqui produzido;Eduardo Fernando Guimarães da Silva Martins,nascido na capital mineira e criado,nos municípios de Sabará e Santa Luzia;CNPJ;11.026.466/0001-82.Me considero autor,por não ter havido ciência,ou conhecimento próprio de obra semelhante a esta,ante aos sistemas educacionais vigentes,onde,supostamente; me valeria como fonte autoral.
Desconheço pré-existência da mesma,por outros autores;”Se serve o vinho velho,primeiro” .

Aplicação positiva do Sistema CAED no interesse social diário da população;
Existem certas comodidades, relativas ao equilíbrio psicológico e memorização dos dias das semanas; em razão de se fazer necessário a guarda de datas especiais, festivas, inclusive sobre eventos relacionados à administração e organização de empresas, juntamente com o seu quadro pessoal de funcionários, bens, produtos e serviços; assim como a administração e organização de entidades públicas.


*O Sistema CAED, é também a base formadora da programação I8Tv(iTV Turbo;programação periódica recarregável de emissoras em HDiTV)

Domingo, o primeiro dia que compõe todas as semanas; Seus dias são os;dia 01; dia 08 ;dia 15 ; dia 22 ;dia 29 ; e dia 36.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.
Segunda Feira, o segundo dia que compõe todas as semanas; Seus dias são os; dia 02 ;dia 09 ;dia 16 ;dia 23 ;dia 30 e dia 37.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.

Terça Feira, o terceiro dia que compõe todas as semanas; Seus dias são os; dia 03 ;dia 10 ;dia 17 ;dia 24 ;dia 31 e dia 38.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.
Quarta Feira, o quarto dia que compõe todas as semanas; seus dias são os; dia 04 ;dia 11 ;dia 18 ;dia 25 ;dia 32 e dia 39.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.
Quinta Feira, o quinto dia que compõe todas as semanas; Seus dias são os; dia 05 ;dia 12 ;dia 19 ;dia 26 ;dia 33 e dia 40.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.
Sexta Feira, o sexto dia que compõe todas as semanas; Seus dias são os; dia 06 ;dia 13 ;dia 20 ;dia 27 ;dia 34 e dia 41.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.

Sábado, o sétimo dia que compõe todas as semanas; Seus dias são os; dia 07 ;dia 14 ;dia 21 ;dia 28 ;dia 35 ;e dia 42.Seu primeiro dia corresponde a sua nomenclatura.
Responsável Técnico; Eduardo Fernando Guimarães da Silva Martins/CNPJ;11.026.466/0001-82

Post has attachment
Distribuição de horas por períodos de 42 dias em anos letivos de 378 dias

1º mês 42 dias = a 00;00 horas à 1008;00 horas(Período correspondente ao início do ano)
2º mês 84 dias = a 1008;00 horas à 2016 horas
3º mês 126 dias= a 2016;00 horas à 3024 horas
4º mês 168 dias = a 3024 horas à 4032 horas
5º mês 210 dias = a 4032 horas à 5040 horas
6º mês 252 dias = a 5040 horas à 648 horas
7º mês 294 dias = a 6048 horas à 7056 horas
8º mês 336 dias = a 7056 horas à 8064 horas
9º mês 378 dias= a 8064 horas à 9072 horas(Período correspondente ao fim do ano;fecha se obedecendo o fechamento do ciclo lunar(28 dias=9072/28,que é =9100 dias – 28(base do ciclo Lunar/07(base semanal=385-7=378),onde sol,ou energia solar se representa por 15=1+2*1/2 de 14(representando 02 hemisférios pelo número 07=13.12(cada hemisfério),onde 13=0,5;juntando os 02(dois) grupos gera se o nº 16=7.6=sol(janela=10/60)/60=5/55(5+55=60),são binômio que representam a contagem exata do tempo e fatores endógeno e exógeno.

A exatidão na contagem dos períodos semanais, mensais e anuais; se deve ao fato de se originar de uma mesma base decimal e numérica formadoras das primeiras micro divisões do tempo,espaço e micro reações químicas das matérias;Exemplo, 0,5= a terra,acrescida do aquecimento solar=0,75,onde 0,025 é efeito decimal de T2,que representa também a dilatação relativa de determinado composto orgânico=terra mais espaça gerado; o acúmulo desse espaço associado a constante exposição ao calor(sol) e aos efeitos de saturação da matéria primária, expostas a um clima frio e outros elementos químicos ,gerar um acréscimo milimétrico na matéria na razão de 0,5+-10,conforme material orgânico, localização geográfica e incidência de fenômenos naturais de maior relevância,como água,calor,frio elementos inorgânico;fe3,Ca,H2,O2 e outros,que a efeito das proteínas sofre alterações estrutural por meio da quebra de cadeias iônicas,que por sua fez ocorre,quando da exposição de determinado composto proteico a um processo de saturação,onde sua cadeia molecular são transformadas em enzimas,que geralmente formam hormônios,que irão por sua fez formar as cadeias de DNA, RNA e RNA m, base das identidades cromossômicas de todos os seres;animais,vegetais e genomas dos ecossistemas existentes,ou seja o sol fornece a energia;a terra gera o fruto,que geralmente alimenta os animais e vegetais.Até mesmo o cérebro animal,inclusive o do homem executa tais no processo de ATP e ADP;respectivamente, adenosina tri fosfato e adenosina difosfato,momento que na carência de se alimentar,os animais retira do ossos a cálcio necessário a desempenhar o processo de ATP e ADP,o processo chamado por mim de 89,onde corpo representa 8 e nove o composto de carência .seguindo o curso afim;sol, terra animais e vegetais,eu chamo de 98,onde os animais represente 9 e 8 a terra(intermediária),ou seja;temos em um plano geral, o mesmo potencial de energia no ecossistema terrestre em ralação a energia fornecida pelo sol,que é = 99,que somado,representa 18,onde 1 é aliança,ou fio de prata e 8 o corpo em estabilidade de todos compostos orgânicos,seres vivos e alguns compostos inorgânicos.

Photo
Wait while more posts are being loaded