Para a primeira postagem, pensei em falar sobre a primeira festa (ou reunião) que temos em nosso nome: o chá de bebê! Aqui vou falar de como podemos planejar, quem planeja, o que se pede, tudo.

QUEM PLANEJA O CHÁ DE BEBÊ?
Geralmente o chá de bebê fica por conta de qualquer outra pessoa que não os próprios pais, embora não haja regra fixa sobre isso. O mais comum é que um parente, uma amiga ou uma colega de trabalho bem próxima se mobilizem para organizar o evento por e para você. 
Se você tem muita vontade de ter um chá de bebê e ninguém está se voluntariando, que tal pedir para a vovó (ou uma irmã, ou uma prima) fazer as honras dos convites? Prepare uma lista das amigas para convidar e peça para ela mandar. Depois você mesma pode organizar o resto da festa do seu jeito, de acordo com o seu orçamento.
QUAL A MELHOR ÉPOCA DA GRAVIDEZ PARA FAZER O CHÁ DE BEBÊ?
O chá de bebê acaba sendo uma boa distração para aquela ansiedade mais no finzinho da gravidez, quando parece que os dias demoram anos para passar. Além do mais, nada como um chá de bebê com a presença da mamãe de barrigão bem grande para aumentar a torcida da contagem regressiva para o grande dia. 
Mas procure marcar a data antes das 37 semanas de gravidez, para não correr o risco de o bebê chegar antes da festa. 
Ao escolher uma data, converse com as avós e as pessoas mais chegadas para ter certeza de que elas não têm compromissos no mesmo dia. Nada mais chato do que planejar uma comemoração e metade dos convidados não aparecer por algum motivo.
QUEM DEVE SER CONVIDADO PARA O CHÁ DE BEBÊ?
Tudo depende do formato do chá de bebê. Hoje em dia, as opções incluem chá só de mulheres, chá incluindo os maridos e outras crianças, festa separada para amigos e outra só de família, festa somente na empresa. 
Se as pessoas próximas a você querem fazer mais de um chá de bebê, não há problema algum, contanto que os convidados sejam mesmo diferentes, para evitar aquela sensação de que seu intuito é acumular muitos presentes. 
Avós, irmãs e melhores amigas podem, sem dúvida, participar de todos, mas não deixe de ressaltar que o que vale é a presença e não o presente. 
Caso o chá de bebê seja para alguém que já tem um ou mais filhos, a lista de convidados normalmente acaba sendo menor e formada por um círculo mais íntimo de amigos. Vale incluir aí também alguém que, por alguma razão, ficou de fora do chá de bebê de seus outros filhos. 
QUE TIPO DE CONVITE DEVO USAR?
Pode ser convitinho tradicional, de papel, convite por email ou até por telefone. Além das informações básicas de data e endereço do local do chá, algumas pessoas gostam de incluir um telefone de contato para confirmar presença (é sempre mais fácil organizar uma festa sabendo quantas pessoas participarão) e também o tema do chá (só fraldas, por exemplo). 
Há famílias que têm o costume de indicar um presente para cada pessoa já no convite. É preciso tomar o cuidado de incluir presentes simples, baratinhos e acháveis em qualquer farmácia. A vantagem é evitar presentes repetidos. A desvantagem é que esse sistema pode acabar sendo uma imposição e uma inconveniência para o convidado. Além do mais, a mãe perde a possibilidade de ganhar itens que não conhecia ou que não considerou e que podem ser superúteis para o bebê. 
Tem quem coloque junto também nome de lojas onde há uma lista de presentes disponível, mas dá para dar essa informação só para quem perguntar depois, assim ninguém fica na obrigação de presentear itens daquele determinado lugar. 
Não deixe de comunicar o evento com antecedência de pelo menos duas semanas, assim as pessoas terão tempo de se programar para ir e de comprar um presente ou lembrancinha.
QUE BRINCADEIRAS FAZER DURANTE O CHÁ DE BEBÊ?
Isso eu já prefiro não opinar, pois vai de cada um. Mas, se quiser, realmente, fazer, na internet há vários sites que dão idéias. Basta pesquisar ou criar sua própria diversão.
Wait while more posts are being loaded