Post is pinned.Post has attachment
Bem vindos à Comunidade do Direitos do Trabalhador. Nós pretendemos levar mais conhecimentos jurídicos nas relações de trabalho para as pessoas mais afetadas por este fenômeno: o trabalhador.

Saiba mais sobre seus direitos. Nos acompanhe nas redes sociais.
Photo

Post has attachment

Post has attachment
Saiba mais no Canal da Prevenção sobre a dura realidade da exploração infantil na extração de cobalto dos nossos smartphones e computadores.

Post has attachment
Saiba mais no canal da Prevenção os maiores riscos de acidentes em escritório.

Post has attachment
Saiba mais sobre medidas de segurança com equipamentos de elevação mecânica.

Post has attachment
Pensando em fazer concurso na área da segurança do trabalho? Confira dicas importantes no canal da Prevenção!

Post has attachment
Confira no Canal da Prevenção a última parte da série da segurança na construção civil.

Post has attachment
Oi pessoas,
Hoje mais do que uma foto, vim deixar uma dica que eu sofro bastante e provavelmente quem trabalha muito tempo em pé também.
Espero ajudar.
Beijos!

http://www.lidianesoaresfaria.com.br/single-post/2016/09/22/Cuidado-com-os-p%C3%A9s-Dor-Cr%C3%B4nica

Post has attachment
Técnico de espetáculos de diversão vai receber adicional por acumular quatro funções

(27/7/2016) - A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho deferiu o adicional por acúmulo de funções de 40% para cada função que um técnico de palco da União Brasileira de Educação e Ensino (Ubec) realizava, concomitantemente, dentro de uma mesma atividade: maquinista, eletricista de espetáculos, operador de luz e técnico de som.

O empregado apresentou recurso para o TST contra decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG) que, embora tenha reconhecido seu direito ao adicional pelo acúmulo de funções, previsto no artigo 22 da Lei 6.533/78 (Lei dos Artistas), confirmou a sentença que lhe deferiu apenas um adicional.

De acordo com o relator do recurso de revista, ministro Alexandre Agra Belmonte, a decisão regional violou o artigo 22 da Lei dos Artistas, porque, nos casos de exercício concomitante de funções dentro de uma mesma atividade, será assegurado ao empregado um adicional mínimo de 40%, por função acumulada, tomando-se por base a função melhor remunerada.

Como o técnico acumulou quatro atribuições, o relator afirmou ser-lhe devido o total de três adicionais, já que uma delas foi remunerada pelo salário contratual, de forma que as outras três são "funções acrescidas". Ressaltou ainda que o TRT-MG manteve a sentença que já havia deferido ao trabalhador um adicional de 40%, devendo agora ser acrescidos mais dois, totalizando três.

A decisão foi unânime.

(Mário Correia/GS)

Processo: RR-1461-29.2013.5.03.0006
Wait while more posts are being loaded