Post has shared content
Com a aproximação do dia 10 de Junho, este evento destina-se ao debate de novas formas de luta contra o Acordo Pornográfico, o Desacordo Ortográfico ou Desacordo Pornográfico, como preferirem

Estão todos convidados. Os intelectuais que nos têm deliciado a todos com maravilhosos escritos. Os juristas que nos têm encantado com os mais elaborados argumentos sobre a legalidade e entrada em vigor. Está também convidado quem usa a unha para palitar os dentes, mesmo que use a mesma unha para limpar a cêra dos ouvidos e tirar os «macacos» do nariz. Estão convidadas todas a pessoas bem educadas, contra o AO, quanto mais não seja por namorarem, terem casado ou terem um arranjinho com alguém contra o AO. Há uma mesa para aqueles que são conhecidos por doutores, sem nunca terem tirado um curso superior, para que assim se tratem uns aos outros e umas às outras, para ver se alguém acredita. Também estão convidados os menos educados, os grosseiros e os bêbados, os quais terão que reservar mesas à parte e longe das pessoas bem educadas. Desde já, muito se agradece, a quem faça o favor de ajudar a avisar esta gente toda, pois nem todos são membros deste grupo. Estão todos «convidados» desde que cada um pague o seu jantar, porque não há «fundos» para que possam jantar de borla. Os queijos (em grande variedade) e vinhos são aqueles que estiverem disponíveis e todos os produtos expostos são para consumo no restaurante.

Atenção: A reserva de mesas fica por conta dos interessados. Há uma mesa já reservada, com nove lugares ainda disponíveis, para quem não consuma bebidas alcoólicas, refrigerantes de espécie alguma, café ou chá. Só água engarrafada, fresca ou à temperatura ambiente. Esta é, naturalmente, a mesa Anti-VIP. Para ficar na mesa VIP é favor contactar alguém mais, que esteja interessado. Quem quiser ficar numa mesa qualquer (sem ser a Anti-VIP) e consumir toda a espécie de bebidas, incluindo a sangria da casa, faz o favor pega no telefone, liga para o «Quartel» (21-245-8620) e reserva uma mesa em seu nome. Quem quiser anunciar aqui as reservas e os lugares disponíveis nas suas mesas, disponha, que é para isso que esta página serve. Para fazer reservas em nome de quem não aparece, nem dá qualquer satisfação ou dá uma desculpa esfarrapada à última da hora, não contem com isso, que aqui não há criados de ninguém.

Este texto será editado, oportunamente, caso tenha esquecido alguma coisa. Espera-se que tenham gostado. :-)

Post has shared content

Post has shared content
É incoerente a estratégia dos que apelam à abstenção, só os mais distraídos não percebem o embuste. Os revoltados, os descontes, as vitimas e os indignados que odeiam o ps psd cds, são convidados a afastar-se das urnas... e a remeterem-se ao silêncio, neutralizando a sua indignação. Que conveniente... Mas será que ainda existe quem não perceba incoerência desta teoria e o ridículo? Estás revoltado? Não votes contra os que te revoltam? Fica em casa?
Acham que é no silêncio da abstenção, que eles vos ouvem ou temem? Se a abstenção até os favorece? Ainda confias nos que escolhem sempre o PS/PSD/CDS? Eles votaram, eles escolheram, eles ganharam, tu não votas... assistes e queixas-te que não te sentes representado? Como podes sentir-te representado se a tua vontade não contou?
A grande maioria do povo (trabalhadores, pobres e desfavorecidos) demitem-se de participar nas eleições. E a minoria (ricos e privilegiados) podem assim, sem qualquer oposição, eleger quem os representa e favorece. Quando a participação politica é reservada apenas aos exploradores e beneficiários do sistema que resultados podemos esperar? Não será a nossa demissão, a causa da nossa miséria? Não será dessa forma que estamos a colaborar com quem nos rouba e explora? Compreendo o desânimo com o estado das coisas, mas a política e os políticos que nos desagradam são os que agradecem a abstenção. Só com a abstenção da maioria é que continuarão a ser permitidos e legitimados os ataques da austeridade e à dignidade. A abstenção é o gesto mais inofensivo, nada tem de revolucionário e, em termos práticos, não exprime qualquer indignação contra o sistema. Na realidade, não exprime rigorosamente nada. Está na hora de ser a maioria a decidir.
ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/05/partidos-portugueses-que-propoem.html#ixzz3hn0kaAkE
Photo

Post has shared content

Post has shared content

Post has shared content

Post has shared content

Post has shared content

Post has shared content

Post has shared content
Wait while more posts are being loaded