Post is pinned.Post has attachment
FOI UM DIA de reviver Emily Dickinson. Não sabia que ela tinha tantos amantes. Ao republicar este video no efebê, notei que os poemas de Emily têm um grande apelo aos poucos leitores de poesia...Boa notícia.

ARE FRIENDS DELIGHT OR PAIN*
*******************************
Are Friends Delight or Pain?
Could  Bounty but remain
Riches were good –,

But if they only stay 
Ampler to fly away
Riches are sad.
++++++++++++++++++++


Amigos são dor ou ventura ?
Durasse sua fartura
A riqueza era boa.

Se eles, porém, só se demoram
Cobrando força p’ro vôo –
A riqueza é agrura.

++++
(*) Poema 1199, p.136/7, “Emily Dickinson: Uma Centena de Poemas”, Edit. T.A.Queiroz/USP, S.Paulo, 1984. Tradução, introdução e notas de Aíla de Oliveira Gomes.
Nota da tradutora: “A medida curta, tercetos de 6-6-4 sílabas, com 3-3-2 acentos, foi substituída por outra, de 8-7-6 sílabas, com os mesmos números de acentos tônicos (forçado, uma vez, na primeira estrofe). As liberdades tomadas quanto ao esquema rítmico não só encontram respaldo no encontro  ‘sad’ e ‘good’ (Vs. 3 e 6 do original) como são compensadas por todos os finais de versos mantidos numa área vocálica constante, entre /u/ e /o/.
“Amor e amizade, nos poemas de Emily Dickinson, estão sempre ligados à separação. A miséria, para a abelha, é a sua separação da rosa” (cf. 620). 
Provavelmente, dona Aíla queira se referir a 211…
“Chega apressada à flor,
Zumbe em volta a sua alcova
Avalia o néctar,
Entra – e se afoga em bálsamos (211).

(Reaching late his flower,
Round her chamber hums –
Counts his nectars –
Enters – and is lost in Balms.) 
(p.48/49, op. Cit.)

Post has attachment
Aos amantes de Emily, peço passagem para a poesia de dona Adélia. Adélia Prado (Casamento).#AdeliaPrado

Post has attachment
EMILY, amada minha...

Post has attachment
Nova página de Emily Dickinson, porque a anterior o WP comeu...
Uma estória de amor entre tradução e Poesia, tendo como protagonistas Paulo Rónai, D. Aíla de Oliveira Gomes e Emily.

Post has attachment
Que maravilha, o app. Deezer nos permite acompanhar os poemas lendo/ouvindo os poemas. Saiba mais em http://betoqueiroz.com

Post has attachment
Para os que vivem na solidão, este vídeo demonstra quão solitária foi Emily Dickinson (1830), que escreveu cerca de 1.800 poemas mas não viu publicados senão meia-dúzia em vida...
Devemos a sua irmã Lavinia, que viu a obra de Emily publicada. Emily é hoje considerada entre os grandes da Poesia americana, ao lado Walt Whitman, Robert Frost, Wallace Stevens e Hart Crane. Este um vídeo fantástico (32min) com foco no lugar da solidão de EMILY, seu quarto, onde se isolava quase sempre e de onde brotavam os milhares de poemas da escritora.

Post has attachment

Post has attachment
Retomando a publicação em nossa abandonada comunidade!
Saudades de um poema de Emily? 
Ouça estes na voz de Meryl Streep.

Post has attachment
Mais Emily Dickinson, para não perder o prumo... Programa super produzido sobre a vida e obra de Emily ...
Wait while more posts are being loaded