Post has attachment
Cão da Montanha dos Pireneus

O Cão da Montanha dos Pireneus é um cachorro de grande porte, considerado um parente próximo do Kuvasz (pastor húngaro) e do Pastor Maremano. Como seu próprio nome indica, trata-se de um cachorro da região dos Pireneus, onde atua como guardião de rebanhos, aos quais defende principalmente de predadores como o urso. Devido ao nome dado a este cão nos países de língua inglesa (Great Pyrinees), a raça é também conhecida como Grande Pireneus.

História da Raça Cão da Montanha dos Pireneus

Presente nos Pireneus desde tempos remotos, conhecido na Idade Média e utilizado como guardião de castelos, este cão foi mencionado por Gaston Phoebus no século XIV. Já apreciado como cão de companhia no século XVII, conheceu a glória na corte de Luís XIV.
A primeira descrição detalhada dessa raça, data de 1897 no livro de Comte de Bylandt. Dez anos mais tarde, foram criados os primeiros Clubes desta raça e, em 1923, na reunião dos Amantes dos Cães Pireneus, por iniciativa de Mr. Bernard SÈNAC-LAGRANGE, registrou-se o standard oficial através da S.C.C. (Société Centrale Canine). O standard atual é ainda muito próximo daquele elaborado em 1923.

Descrição da Raça Cão da Montanha dos Pireneus

É um cachorro de porte grande, apresenta pelagem dupla e abundante, de fios longos e flexíveis, variando do branco ao branco com manchas em cinza, ou ainda amarelo e laranja. De temperamento classificado como tranquilo, apegado ao dono, fiel, independente e alerta, esta é uma raça que gosta de espaço, apesar de não ser um animal muito ativo. No entanto, seu caráter independência o torna um cachorro de adestramento mais difícil para proprietários pouco experientes.
A altura dos machos da raça Cão da Montanha dos Pireneus pode variar de 70 cm a 80 cm. Já para as fêmeas da raça, o tamanho varia de 65 cm a 72 cm, medidos sempre na altura da cernelha. O peso do Cão da Montanha dos Pireneus não deve ultrapassar os 55 kg, no caso dos machos. Já para as fêmeas, o peso não deve ultrapassar os 45kg.
Photo

Post has attachment
Spitz Japonês

Inteligente, alegre e valente, o Spitz Japonês é cão que compartilha suas origens com o spitz nórdico. Levado ao Japão, este cão se aclimatou e difundiu-se rapidamente, tornando-se uma das raças mais populares nesse país.
História da raça Spitz Japonês
A hipótese mais provável é que o Spitz Japonês teria como ancestral direto os grandes spitzes brancos, que teriam sido importados da Sibéria e do nordeste chinês no início do século 20 e posteriormente entrecruzados com outros cães canadenses, americanos, australianos e chineses. Cães desta raça foram vistos pela primeira vez em uma exposição canina em Tókio, já em 1921. No período entre 1925 e 1936, diversas raças de cães brancos do tipo spitz foram importados para os trabalhos de aprimoramento genético.
Através desses cruzamentos seletivos, chegou-se ao padrão do Spitz Japonês tal qual conhecemos hoje, e ao final da Segunda Guerra Mundial, o standard que é válido até hoje foi estabelecido oficialmente. O Spitz Japonês ganhou notoriedade após a guerra e os exemplares da nova e aprimorada raça começaram a ser exportados na décda de 1950, chegando à Suécia e posteriormente à Inglaterra, onde obtiveram reconhecimento pelo Kennel Club em 1977. Mais tarde, a raça foi ganhando popularidade, e estabeleceu-se também em outros países, como a Austrália, Estados Unidos e Índia.
Descrição e aparência do Spitz Japonês
Este é um cão descrito como elgante, de aspecto vivaz e digno. Com a aparência típica que compartilha com outros spitzes, este cão é coberto por uma generosa pelagem branca. Assim como outros cães do mesmo tipo, apresenta um característico focinho pontudo, orelhas triangulares e portadas eretas. A cauda também lembra muito outros spitzes, é coberta por longos pelos e enrolada acima do dorso.
A cabeça do Spitz Japonês é considerada moderadamente larga, proporcional ao tamanho do corpo. Com stop bem definido, o focinho é pontudo, com a ponta ligeiramente arredondada e com a trufa preta, pequena e redonda.
Conforme mencionado mais acima, a cauda é inserida alta, moderadamente longa, portada sobre o dorso, com longas e profusas franjas. Como pode-se supor, esta é uma raça especialmente capaz de suportar as temperaturas mais baixas, em grande parte devido a sua vasta pelagem, com a presença de um denso subpelo. A pelagem de corbertura é reta e eriçada, enquanto o subpelo é mais macio e curto. Com exceção da testa, das orelhas, da parte da frente dos antebraços e da parte inferior dos jarretes, todo o corpo do Spitz Japonês é coberto por uma pelagem longa e abundante, especialmente do pescoço até os ombros. Outra característica marcante desta raça é a típica e abundante juba no antepeito. A única cor aceita para a raça é o branco puro, e não há variedades com outras tonalidade de cor.
O tamanho dos cães da raça Spitz Japonês variam de 30 a 38 cm, medidos sempre à altura da cernelha. De acordo com o standard internacional da raça, as fêmeas devem ser ligeiramente menores que os machos.
Temperamento da raça Spitz Japonês
Este é um cão muito ativo, conhecido por sua coragem e lealdade, e apesar de não ser agressivo, costuma alertar os donos sobre a presença ou aproximação de estranhos. É portanto, considerado um extraordiário cão de companhia e também de guarda.
É um cão muito inteligente, brincalhão e muito obediente, em especial quando comparado a outros spitzes de maior porte, por vezes descritos como cães um pouco teimosos. É conhecido ainda por ser um cachorro doce, gentil e especialmente amoroso com as crianças. Todas essas características em conunto, fazem desses cachorros excepcionais cães de família, capazes de conviver em harmonia tanto com as crianaças quanto com pessoas idosas. Assim como outros cães deste tipo, são ainda capazes de manter um ótimo relacionamento com outros animais de estimação, pois sabem muito bem viver em matilha.
Apesar de suportarem as baixas temperaturas, os cães dessa raça foram criados como cães de companhia e preferem viver dentro de casa. Apesar de serem brancos e de pelagem longa, são considerados cães de fácil manutenção, a pelagem precisa de cuidados ocasionais mas a escovação costuma ser fácil. A escovação regular e banhos ocasionais costumam ser suficientes para mantê-lo limpo e com o pelo bonito e brilhante.
Photo

Post has attachment
Keeshond

Os Spitzes Alemães são descendentes dos cães da Idade da Pedra, os chamados Peat dogs, ou Torfhunds (Canis familiaris palustris Rüthimeyer). Muitas outras raças de cachorros foram criadas a partir delas. Nos países de línguas não germânicas o Wolfsspitz é conhecido como Keeshond, enquanto o Spitz Alemão Anão é chamado de Pomerânia.
O Keeshond é um cão dócil e brincalhão, gosta de crianças e de outros animais. É também, muito sociável e é necessário que faça parte da família e que receba carinho como qualquer outro membro da família, nunca deve ser preso fora de casa.
O filhote é irresistível, parece um pequeno urso de pelúcia, no entanto, ele cresce e é preciso entender algumas características da raça para manter um ótimo relacionamento com o seu Keeshond. Os cães da raça Keeshond tem muita energia e precisam de um grande quintal para que possam se exercitar regularmente. Caso contrário, será necessário que o proprietário tenha disponibilidade de tempo para passeios diários, em especial enquanto filhote. Bom protetor, o Keeshond sempre procura avisar sobre a aproximação de pessoas estranhas à família.
Alguns cuidados com a pelagem são necessários para manter um cão da raça Keeshond limpo e bonito. Recomenda-se escovação semanal e banhos, pelo menos bimestrais
Photo

Post has attachment

Post has attachment
:D
Animated Photo

Post has attachment
Projeto Rick e Cassiano Personal Dog.
 Distrito Federal, Goiás, Tocantins

Aulas de Cinotecnia, aprenda como lidar com seu melhor amigo, cães adestrados não cães educados, turmas de Segunda à Domingo.
Socialização, Comando, Hierarquia, Manejo.
Aulas finais de semana horário Sábado e Domingo das 16h às 17h30.
Aulas de Segunda a Sexta - Turmas das 16h às 17h30 e das 19h às 21h30.
Aulas de Segunda a Sexta Feira - Turmas das 7h as 8h30 e das 9h as 10h30.
Pagamento no ato da inscrição Valor 500,00 (quinhentos reais por mês).
As aulas serão ministradas no Núcleo Bandeirante. As aulas poderão ser em sua cidade-satélite com turmas a parti de quatro alunos. Seja o organizador do curso em sua cidade e fique isento das taxas. Informações Deise 92427321 whatsapp Projeto Rick Juliana 92452634, Cassiano 41012008 e 84662383, www.cassiano.blog.br.
Estamos aptos para fechar contratos com condomínios afim de cuidarmos dos cães desta unidade habitacional  Distrito Federal, Goiás, Tocantins. Sindico ou proprietário de cães entre em contato. 61 41012008 (email) falecom@cassiano.blog.br

Post has attachment
Welsh Corgi Pembroke

O Welsh Corgi Pembroke é uma raça antiga, levada para a Inglaterra há quase mil anos atrás. Aparentado com cães nórdicos como o Samoieda e o Elghund Noruguês, o Welsh Corgi Pembroke começou a parecer-se com o Cardigan quando em meados do século XIX as duas raças foram cruzadas entre si.

Originalmente um cão pastor, hoje é um maravilhoso cão de companhia e guarda doméstica. É inteligente, ativo, vigoroso, de membros curtos e constituição forte. Possui temperamento amistoso, jamais tímido ou agressivo.

Os olhos da raça Welsh Corgi Pembroke são redondos, de tamanho médio, de cor avelã, sempre em harmonia com a cor da pelagem. As orelhas do Welsh Corgi Pembroke são portadas eretas, de tamanho médio e ligeiramente arredondadas nas pontas. A cauda é naturalmente curta. A pelagem do Welsh Corgi Pembroke é curta, densa, com sub-pelos, nunca macia ou demasiadamente dura. As cores devem ser uniformes: vermelho, fulvo encarvoado, fulvo, preto e castanho, com ou sem a presença de manchas brancas nos membros.

De tamanho pequeno, a altura ideal para os cães adultos desta raça fica entre os 25 e os 30 cm, medidos sempre a altura da cernelha. O peso fica entre 10 e 11 kg para as fêmeas, e entre 10 e 12 kg para os machos.
Raça:::Welsh Corgi Pembroke
País de origem:::Grã-Bretanha
Nome original:::Pembroke Welsh Corgi
Grupo 1:::Cães Pastores e Boiadeiros
Utilização:::Cão de Pastoreio
Porte:::Pequeno
Necessidade de exercício diário:::Média
Temperamento:::Corajoso, amigável, tranquilo
Adestrabilidade::::Alta
Photo

Post has attachment

Post has attachment
Assim como a de tantas outras, a origem da raça Terra Nova é incerta. Umas das prováveis teorias sustenta que os ingleses foram os introdutores da raça na vasta ilha de Terra Nova, situada ao norte do continente americano. Alguns admitem esta hipótese, mas afirmam, no entanto, que o verdadeiro Terra Nova, isto é, o de pelagem totalmente preta é autóctone da ilha.

Outras teses também são frequentemente citadas, como a que sustenta que a raça se formou como resultado de cruzamentos entre o Labrador Retriever e cães de trenó escandinavos, levados a ilha por pescadores noruegueses. Seja como for, os cães da raça Terra Nova tornaram-se grandes auxiliares do homem. Fortes, altruístas, e plenamente acostumados ao ambiente aquático, são utilizados até hoje como salva-vidas, cão de guarda, companhia, guarda de crianças, cão d'água, entre outras tantas funções.

O Terra Nova é também um grande companheiro. É um cachorro um pouco preguiçoso, porém muito valente. É conhecido por ser um cão amoroso com as crianças, fiel, e excelente protetor. Um cachorro (cães machos) da raça Terra Nova pode chegar a altura de até 72 cm, medidos sempre a altura da cernelha.
Photo

Post has attachment
A minha cadela fofa
Photo
Wait while more posts are being loaded