Post has attachment
Pessoal!
Estou disponibilizando um Sketch mobile para Android que tem me ajudado bastante na hora de prototipar meus projetos.

http://www.brunobenn.com.br/ferramentas/download-sketch-mobile-android/

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
Vocês sabiam que 60% do mercado que busca por profissionais na área de Design Instrucional não sabem o que nós fazemos?
Algumas empresas querem que o DI seja: Webdesign, Conteudista, Recrutados, Gerente de Projetos, Gerente de Treinamentos e ainda se der, estagiário de todos os setores da empresa.
Um DI é o profissional que sabe mapear o projeto de forma que sejam respeitadas as modulações – avaliações – recursos – ferramentas – mídias – tecnologias envolvidas e ainda aquele profissional que sabe solicitar dos setores envolvidos direcionamento dentro da execução do projeto. Ou seja, não adianta a empresa ter um setor de TI se o setor de TI não oferece suporte necessário, para as funções aos quais um projeto que o DI faz parte precisa, para fazer acontecer.
Da mesma forma que não adianta ter um DI na sua empresa se você não tiver conteúdo. O conteúdo é fundamental para se iniciar qualquer projeto. Quando mais direcionado o conteúdo, quanto mais pedagógico, quando mais instrucional melhor o trabalho de todos os profissionais envolvidos.
Assim para se contratar um bom DI não ofereça menos do que o mercado precisa do trabalho dele para acontecer. Não promova a sucatização do melhor que sua empresa tem a oferecer para um profissional que fará diferença no trabalho a ser apresentado.
Só assim a qualidade poderá prevalecer e todos ganham… Regras do Jogo.
Juliana Galhardi Martins
www.designerinstrucional.com.br -> vale a pena visitar

Post has attachment

Todo mundo convidado!
Os preparativos para o FrontInterior 2013 já começaram e, dessa vez, o poder está nas mãos da comunidade! Este ano, vocês decidem onde será o evento e quais os temas que gostariam de ver na nossa trilha. Para isso, respondam a pesquisa em nosso site até o dia 10/08. 
Nossa pesquisa é como miojo: leva apenas 3 minutos. 
http://www.frontinterior.com.br/

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
Atualmente vemos muitas vagas de empresas que buscam por Designer Instrucional. O problema é que as empresas não sabem o que buscam no mercado com o perfil necessário para que a contratação seja diferencial no desenvolvimento da empresa para o mercado que mais cresce no Brasil.
É claro que quanto menor for o salário, mais a empresa ganha. É claro também que empresas que pensam assim, não sabem contratar. Não sabem sequer o que buscam e o que vendem no mercado.
Um exemplo claro das informações é o grande número de empresas que anunciam vagas para profissionais especializados e com experiência querendo pagar apenas R$2.000,00.
Outro erro clássico é confundir papéis. Algumas empresas anunciam em suas vagas perfis para Designer Instrucional que na verdade não passam de Gerente de Vendas.
Um designer instrucional não tem que vender nada, a não ser o seu próprio trabalho executado. Um designer instrucional não tem que ensinar nada para ninguém. Não tem que ser conteudista e muito menos um webdesign. Um designer instrucional qualificada pode fazer tudo isso, mas por um salário que representa um conhecimento por não menos do que R$5.000,00 iniciais.
Façamos as contas:
Um conteúdo para curso: R$4.000,00. (Conteúdo do curso completo sem cessão de direitos autorais)
Um mapeamento de conteúdo: R$3.500,00 (roteirização e mapeamento instrucional)
Uma aula interativa: R$3.000,00 (aplicação de personagens, cenários, mídias e tecnologia agregada)
Um treinamento para os gestores que irão aplicar este curso: R$1.800,00 (no mínimo)
Um treinamento para os alunos que irão se ambientar ao sistema: R$2.500,00 (no mínimo)
Uma tutoria para no máximo 50 alunos por turma: R$1.700,00 (no mínimo, embora o MEC pague apenas R$756,00 por tutor).
 
Sabendo que um curso pronto com treinamentos necessários e indispensáveis requer um investimento mínimo de R$14.500,00. Com um retorno em resultados de no mínimo o triplo disso, não estamos falando de custo e sim de investimento, certo?
Se pensarmos ainda que ter um profissional qualificado com um salário de R$10.000,00 trabalhando em casa, sem gerar custos com luz, água, café, telefone, papel higiênico, transporte, internet, tempo gasto no trânsito e seguro contra acidentes entre outras coisas, vemos como as empresas ainda estão ignorando o fato de que se ter um excelente profissional que faça tudo isso e ainda crie por mês em média 3 cursos completos (multiplique o valor de R$14.500,00 por 3) e ainda ter resultados é uma deficiência e uma sucatização do mercado que não sabe contratar ou até mesmo uma desvalorização do olhar de uma empresa que não sabe o que quer oferecer ao mercado de capacitação permanente, entende-se  a confusão do mercado em relação a profissionais que fazem diferença.
Em contrapartida, não adianta ter especialização em Design Instrucional e se achar um DI. Títulos não mostram que você é e nem o que você faz.
Saber contratar é fundamental. Saber valorizar o tempo do funcionário é primordial para o sucesso e o resultado do recurso humano das empresas.
Assim todos ganham.
Juliana G. Martins
Designer Instrucional – Gestora de treinamentos e de pessoas.
Visite meu site... Entenda como funciona... Contrate certo.
www.designerinstrucional.com.br
Wait while more posts are being loaded