Post has shared content
C/certeza....Bomm diaaa!!
Ótima quarta-feira à tarde!!!
Photo

Post has attachment
Assim eu te esperava,
olhando a nascer e se perder na noite,
assim como um corpo celeste a viajar pelas galáxias...
Assim eu te esperava,
meu beijo guardei,
meu sonho trancafiei
e minha vida pra entregar-te.
A lua seguia pasma ao meu lado,
nada entendia,
nada me dizia,
apenas em seu silêncio profundo
me acompanhava,
o céu que se fazia de tranquilo,
de forma alguma vira aquilo,
um homem solto na amplidão...
Te esperei por tanto tempo e em vão,
tu não viestes e deixastes a lua na solidão,
as estrelas poucas vieram nos ver,
como a perguntar por onde andas e porque...
Tu fostes um dia claro que vivi,
deixaste a escurão que veio a mim,
como num gesto incontrolável de adeus,
levastes os beijos, meus lábios, e os lábios teus...
Eu e a lua,
não digo o mesmo das estrelas,
o céu acinzentou-se,
num crepúsculo amargo,
a perguntar por ti...
A lua daqui a pouco vai embora,
mas eu não vejo a hora,
de uma nova noite chegar...
E todos os astros irão,
todas nuvens passarão.
e eu ainda estarei a te esperar....
Photo

Post has shared content

Post has attachment
UM POETA E A NOITE

ROBERTO CARVALHO

"UM POETA E A NOITE"

ANTES QUE A NOITE CHEGUE E O SOL SE´VÁ

MEUS PENSAMENTOS SE ESCONDEM NOS MONTES

ONDE O AMOR JAMAIS HABITARA...


É NOITE VIRGEM ENTRE OS PALMARES

ONDE FABRICO ESTE SILÊNCIO TARDIO

SEM FUTURO...


DISTANTE DA LUZ QUE ME SEPARA DAS TREVAS

FRUTO DE UM SONHO ENCANTADOR...

É QUASE NOITE EM FIM...

ONDE AS ESTRELAS PASSAM POR MIM

EM UMA ODISSEIA NO VENTRE DO ANOITECER

ONDE TODOS OS AMANTES HÃO DE MORRER

TALVEZ SEM A FALÊNCIA DO AMOR PERDIDO

DE TODOS OS LOUCOS ESQUECIDOS

A MARGEM DE UM CÉU SEM COR...


ASSIM FECHAM-SE AS PORTAS

PARA O MUNDO

E ABREM-SE AS COVAS DA DOR...


QUANDO UM POETA CIRCULA EM VOLTA DO ABISMO

E SE ENCONTRA O PRECIOSISMO

DE NÃO SE MORRER ANTES DO AMOR...


Photo

Post has attachment
DEPOIS DO ADEUS



Depois do adeus, o amargo em minha boca, um silencio ensurdecedor, uma pausa, o coração disparou, quase parou, o vento não soprou, os olhos úmidos, tristes, a lua, as estrelas, as galáxias, o universo enfim se desfez, da primeira vez, do último beijo, o primeiro gracejo, o derradeiro afago, a estupidez de deixar-me só, a olhar pro infinito.... Depois do adeus, a areia deserta, o deserto que me tornei, o vazio , o amanhecer sem sol, o peixe sem isca, o pescador sem anzol, as águas frigidas, os gritos calados e a inocência de estar aqui, onde me deixaste, onde fiquei a tua espera, depois, não soube o que veio antes, o agora também morreu qual o futuro que era teu e meu... Uma réstia de luz, um túnel, as palavras sem sentido, a dor de teres ido sem me dizer o adeus.... As horas que pairam sobre minha cabeça, os pensamentos envoltos guiados por tua direção... O adeus não dito, a estrada , o ermo, a esmo , um pobre coração... Uma triste flauta, uma louca canção, os nervos aflorados, os traços, enlaços, as palavras ditas e desditas.. Enfim...O amor que nunca sentistes por mim.....
Photo

Post has shared content

Post has attachment

Post has shared content
Simplesmente linda com todo o respeito.

Post has attachment

Post has attachment
Wait while more posts are being loaded