Psicomotricidade
 É a ciência que tem como objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo,  onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto.
A psicomotricidade pode também ser definida como o campo transdisciplinar que estuda e investiga as relações e as influências recíprocas e sistémicas entre o psiquismo e a motricidade.
Segundo Costa ( 2002) - “A Psicomotricidade baseia-se em uma concepção unificada da pessoa, que inclui as interações cognitivas, sensório motoras e psíquicas na compreensão das capacidades de ser e de expressar-se, a partir do movimento, em um contexto psicossocial. Ela se constitui por um conjunto de conhecimentos psicológicos, fisiológicos, antropológicos e relacionais que permitem, utilizando o corpo como mediador, abordar o ato motor humano com o intento de favorecer a integração deste sujeito consigo e com o mundo dos objetos e outros sujeitos.” 
Na infância , a psicomotricidade ocupa um lugar importante, em razão de que se reconhece que existe uma grande interdependência entre os desenvolvimentos motores, afetivos e intelectuais. A psicomotricidade é a ação do sistema nervoso central que cria uma consciência no ser humano sobre os movimentos que realiza através dos padrões motores ((velocidade, espaço e tempo )
A teoria de Piaget afirma  “ ... que a inteligência se constrói a partir da atividade motriz das crianças. Nos primeiros anos de vida, até os sete anos, aproximadamente, a educação da criança é psicomotriz. O conhecimento e a aprendizagem centra-se na ação da criança sobre o meio e as experiências através de sua ação e movimento."
Dentre as funções básicas da psicomotricidade, a coordenação motora ampla e fina apresenta variações  que auxiliarão o desenvolvimento da criança  ( motor, cognitivo , sensorial).
- A importância de estimular a coordenação motora  Ampla e Fina 
Desde cedo, a criança é estimulada involuntariamente, isto é, no simples ato de pegar um brinquedo, ela está desenvolvendo a sua motricidade. E  esse trabalho de desenvolver a motricidade fina como ampla é algo muito importante na educação Infantil, pois o processo de desenvolvimento motor é sequencial e contínuo relacionado à idade, pelo qual o comportamento motor se modifica.
Em cada idade o movimento toma características significativas e a aquisição ou aparição de determinados comportamentos motores tem repercussões importantes no desenvolvimento da criança. Cada aquisição influencia na anterior, tanto no domínio mental como no motor, através da experiência e troca com o meio (Fonseca, 1988).
A coordenação motora fina é a capacidade que temos de coordenar os movimentos decorrentes da interação entre o cérebro e as unidades  motoras dos músculos e articulações. È a capacidade de usar de forma eficiente e precisa pequenos músculos, produzindo assim, movimentos delicados e específicos. Como manusear objetos , trabalhar com giz de cera, massa de modelar, recorte e colagem, pinturas etc ...
 AQUI PODERÍAMOS COLOCAR  FOTOS Á RESPEITO
A coordenação motora grossa ou ampla é aquela que permite a criança dominar seu corpo no espaço. Como : pular, caminhar, correr, dançar, etc...
AQUI PODERÍAMOS COLOCAR FOTOS Á RESPEITO
Segundo Freire ( 1989) “... o significado , nessa primeira fase da vida, depende , mais que em qualquer outra, da ação corporal. Entre os sinais gráficos de uma língua escrita e o mundo concreto, existe um mediador, às vezes esquecido, que é a ação corporal.”


Aspectos do desenvolvimento motor  :
Equilíbrio 
O movimento depende de uma atitude e a coordenação do movimento necessita de um bom equilíbrio, que é um dos sentidos mais importantes do corpo humano. O tônus é o que assegura e controla a musculatura para a maioria dos movimentos e atividade postural. À medida que a criança cresce, o equilíbrio torna-se cada vez mais fundamental para a sustentação do corpo
A equilibração pode ser estática ou dinâmica, segundo Aves (2012)
- Equilíbrio estático – movimento não locomotores, como ficar em pé, apenas com a ponta dos pés tocando o solo.
-Equilíbrio dinâmico – movimento locomotores, como andar em marcha normal sobre uma linha pré delimitada.
Uma das principais características do equilíbrio e domínio postural é a capacidade de locomoção. Assim, é fundamental que a escola estimule as habilidades  e destrezas motoras para  desenvolver os movimentos mais complexos, como andar, saltar, girar, agarrar, ter relações sexuais e outros. É através dessa experimentação que a criança passa a explorar objetos e a interagir com tudo ao seu redor, propiciando a sua verticalidade.
A criança que possui equilíbrio adequado desempenha suas atividades com menor esforço e desgaste, garantindo uma movimentação harmônica e coordenada.


COLOCAR  FOTOS  SOBRE 
Wait while more posts are being loaded