Post has shared content

Post has attachment
Um novo processamento da galáxia Messier 31. Foto obtida no meu observatório em Torres Novas em 2017 mas só agora processada.
Photo

Post has attachment

Detecte exoplanetas por si mesmo com o equipamento mais barato:

https://www.youtube.com/watch?v=XHCppdWYs6w&list=PL3RiFKfZj3pv1ZqpFxuZinoGtUGEOankw

Por favor, compartilhe este post. Obrigado!
Photo

Post has attachment
¡Hola a todos!
En este interesante vídeo sobre ASTRONOMÍA se muestran los objetos y fenómenos que se ven en el cielo A SIMPLE VISTA. Espero que os guste y lo disfrutéis :D
Un saludo a todos :)
https://youtu.be/OhLPjEJswAI

Post has attachment
Luna Gibosa Creciente 20 de septiembre a las 20 horas 02 minuto (8:02 p.m.).Distancia aproximada 405.207 km. Alumbrando al 85%. Altura 65°. Acimut 76° (Norte 0° Este 90°) Vista de Argentina.

Photo

Post has attachment
Um processamento rápido do cometa 21/ Giacobini-Zinner em 13-14 setembro.
Nikon D750+Nikkor 180mm f/2,8.
Photo

Post has attachment
Messier 31. Exposições de janeiro de dezembro mas só agora processada.
Detalhes aqui: https://joaovieira.zenfolio.com/p14745285/eb6bb30db
Photo

Post has attachment

Post has attachment
NGC6164 e NGC6165 - Ovo do Dragão de Ara - Nebulosa Bipolar na paleta bicolor

https://www.flickr.com/photos/astrocamera/42506928240/in/dateposted/

Nome: NGC6164 e NGC6165
Tipo: Nebulosa bipolar de emissão
Distância: 3.700 anos-luz
Magnitude Visual da estrela central: 6.71 ~ 6.81
Constelação: Norma [5]

Esta é a nebulosa bipolar catalogada como NGC6164 e NGC6165. O objeto acima é conhecido no mundo astrofotográfico como Ovo do Dragão de Ara. Tal nome foi dado devido a sua forma ovalada e por estar próximo da nebulosa NGC6188 que possui uma estrutura que dá a ideia de dois dragões lutando. NGC6188 pertence à constelação de Ara, o Altar mas a nebulosa bipolar fotografada aqui pertence à constelação de Norma, o Esquadro. Já tive a oportunidade de fotografar NGC6188 que pode ser vista no link: <a href="https://www.flickr.com/photos/astrocamera/40620850792/in/photostream/lightbox/">www.flickr.com/photos/astrocamera/40620850792/in/photostr...</a>.

Este nebulosa bipolar sempre me despertou interesse! Não pude deixar de fotografá-la no inverno de 2018. A imagem acima é o resultado deste registro. Na astronomia este objeto tem levantado muitos questionamentos. O que estaria acontecendo com a estrela no centro da foto? O que teria formado as duas nebulosidades no seu entorno? Seria uma nebulosa planetária indicando o fim da vida desta estrela ou trata-se de uma nova que lançou parte da sua estrutura no meio interestelar? Algumas perguntas já foram respondidas pelos astrônomos enquanto outras permanecem em estudo.

A estrela central é catalogada como HD 148937. Até o momento é a única estrela na nossa galáxia catalogada como estrela magnética de tipo espectral Of?p que apresenta este tipo de nebulosidade [1]. É um tipo raro de estrela sendo que até o momento apenas 5 estrelas deste tipo espectral foram identificadas [2]. A estrela possui aproximadamente entre 50 e 60 vezes mais massa que o nosso Sol, muito quente, massiva e possui um forte campo magnético que canaliza o vento estelar na direção do eixo magnético. É uma estrela que possui variação espectral bastante peculiar com um período de 7,03 dias sendo que as demais estrelas deste tipo possuem uma variação muito maior entre 73 dias até 55 anos. A variação espectral é explicada devido ao eixo magnético ser inclinado em relação ao eixo rotacional da estrela [1].

Sobre a nebulosidade NGC6164 e NGC6165, sabe-se que se trata de uma nebulosa de emissão com aproximadamente duas massas solares, uma nebulosa ionizada por HD 148937. O formato e a estrutura desta nebulosidade sugere que a mesma foi criada devido à inclinação do eixo rotacional da estrela com o forte eixo magnético da mesma [1]. Um modelo desta estrutura pode ser visto em [3]. Duas são as teorias da origem desta nebulosa. Uma delas é de uma gigante erupção que ejetou o material estelar e este espiralou-se em direção aos pólos. A outra teoria está relacionada à fusão de duas binárias. Estudos apontam que a teoria mais válida para a formação da nebulosa seria da grande erupção mas os estudos ainda continuam [1].

Além da nebulosidade de NGC6164 e NGC6165 é possível ver nesta imagem uma outra nebulosa mais externa chamada de Esfera de Strömgren [1]. Essa nebula é uma esfera de hidrogênio ionizado que circunda estrelas jovens dos tipos espectrais O ou B [4]. Um dos objetos mais conhecidos que apresenta este tipo de estrutura é a Nebulosa da Roseta (NGC 2237).

Bom, quanto ao registro deste objeto devo dizer que até o momento foi um dos mais desafiadores tanto na captura como no processamento. Essa imagem usa a paleta bicolor, usando os filtros H-alpha e Oxigênio 3. No espaço de cor RGB, no canal vermelho R foi utilizado o filtro H-alpha, o canal verde G foi sinteticamente produzido utilizando a técnica de Steve Cannistra [6] usando a fórmula (Oxigênio + 30% de H-alpha) e no canal azul B foi utilizado o filtro Oxigênio 3. O canal de luminância foi obtido pela técnica de super luminância combinando H-alpha e Oxigênio.

A Esfera de Strömgren é discretamente vista no filtro H-alpha sendo mais pronunciada no filtro Oxigênio. Foi necessário um tempo de integração maior no filtro Oxigênio para conseguir destacá-la na imagem.

Registrei esta imagem em diferentes noites e locais em Julho e Agosto de 2018.
- Em julho foi registrado na comunidade rural Riacho do Mato - município de São Romão - Minas Gerais - Brasil. Um local com Escala de Bortle 1.
- Em agosto foi registrado na área rural de Munhoz - Minas Gerais - Brasil. Um local com Escala de Bortle 4.


Dados técnicos:
Gain: 0, Offset: 10, temperatura da câmera: -20°C, exposição total de 6h45m, darks, flats e bias aplicados.
Filtros
H-Alpha: 37 x 300s / Bin 1x1
OIII: 44 x 300s / Bin 1x1

Equipamento:
- Montagem Equatorial Orion Atlas EQ-G
- Telescópio GSO Ritchey-Chretien 8" F8 Fibra de Carbono
- Câmera ZWO ASI1600MM Cooled
- Redutor focal Astro-Physics 67 CCDT
- Auto guiagem com câmera ZWO ASI120MM em OAG
- Roda de Filtros ZWO 8 posições
- Filtro Optolong 1,25" H-Alpha 7nm
- Filtro Optolong 1,25" OIII 6.5nm

Softwares
- Captura: APT - Astro Photography Tool 3.50
- Processamento: PixInsight 1.8 e Adobe Photoshop CS5
- Guiagem: PHD2
- Controle: EQMOD e SkyTechX


[1] <a href="https://www.aanda.org/articles/aa/full_html/2017/03/aa29585-16/aa29585-16.html" rel="nofollow">www.aanda.org/articles/aa/full_html/2017/03/aa29585-16/aa...</a>, March 2017 - Evolutionary status of the Of?p star HD 148937 and of its surrounding nebula NGC 6164/5 - L. Mahy, D. Hutsemékers, Y. Nazé, P. Royer, V. Lebouteiller and C. Waelkens
[2] <a href="https://arxiv.org/pdf/1108.4847.pdf" rel="nofollow">arxiv.org/pdf/1108.4847.pdf</a> - The spectral variability and magnetic field characteristics of the Of?p star HD 148937, Sep 2011 - G.A. Wade, J. Grunhut, G. Graefener, I.D. Howarth, F. Martins, V. Petit, J.S. Vink, S. Bagnulo, C.P. Folsom, Y. Nazé, N.R. Walborn, R.H.D. Townsend, C.J. Evans, the MiMeS Collaboration
[3] <a href="https://www.aanda.org/articles/aa/full_html/2017/03/aa29585-16/F12.html" rel="nofollow">www.aanda.org/articles/aa/full_html/2017/03/aa29585-16/F1...</a>
[4] <a href="https://en.wikipedia.org/wiki/Str%c3%b6mgren_sphere" rel="nofollow">en.wikipedia.org/wiki/Str%C3%B6mgren_sphere</a>
[5] <a href="http://simbad.u-strasbg.fr/simbad/sim-id?mescat.distance=on&Ident=@3506635&Name=HD+148937&submit=display+all+measurements#lab_meas" rel="nofollow">simbad.u-strasbg.fr/simbad/sim-id?mescat.distance=on&...</a>
[6] <a href="http://www.starrywonders.com/bicolortechniquenew.html" rel="nofollow">www.starrywonders.com/bicolortechniquenew.html</a>
Flickr
Flickr
flickr.com

Post has attachment
Wait while more posts are being loaded