Post has attachment
CRIAÇÃO DO BARRO – PLÁGIO DOS EGÍPCIOS


NÃO TEM PARA ONDE O CRENTE FUGIR. O ESTUDO DA MITOLOGIA EGÍPCIA, PERSA, BABILÔNIA, GREGA E ROMANA MOSTRA DE ONDE TUDO FOI COPIADO DESCARADAMENTE NA BÍBLIA. 100% DE TUDO QUE ESTÁ NA BÍBLIA JÁ EXISTIA NESSAS MITOLOGIAS MUITO ANTES.

DESCUBRA DE ONDE A BÍBLIA COPIOU A CRIAÇÃO DO BARRO E AS LENDAS DE VASOS E OLEIROS.

KHNUM OU JNUM, O CRIADOR DA RAÇA HUMANA, 4000 ANOS ANTES DA BÍBLIA SER ESCRITA.

Milhares de anos antes da Bíblia ser escrita, o CARNEIRO, animal considerado excepcionalmente prolífico pelos egípcios, simbolizava um dos deuses relacionados com a criação. Segundo a lenda, o deus KHNUM, um homem com cabeça de carneiro com chifres horizontais, como pode ser visto em uma estatueta de bronze pertencente ao Museu Britânico de Londres, ERA QUEM MODELAVA, EM SEU TORNO DE OLEIRO, OS CORPOS e os kas (réplicas imateriais dos corpos) DOS DEUSES E, TAMBÉM, DOS HOMENS E MULHERES, pois plasmava em sua roda todas as crianças ainda por nascer. Entendia-se que a divindade criava o ka das pessoas EM SEU TORNO DE OLEIRO e depois colocava-o no seio materno em forma de sêmen. Acreditava-se ainda que ele tinha modelado o ovo primordial, do qual saiu a luz solar no início dos tempos.

ELE É UM DOS MAIS ANTIGOS DEUSES EGÍPCIOS, possuidor de numerosos atributos, considerado como um dos criadores do universo. Seu culto remonta ao período pré-dinástico (final do 5º milênio a 3200 AC). Inicialmente era representado apenas na sua forma animal: um carneiro com chifres horizontais retorcidos. O nome da divindade já aparece nos textos das Pirâmides e surgia frequentemente como parte dos nomes de pessoas ou faraós como, por exemplo, Khufu, forma egípcia de Kéops, cujo significado é Khnum protege-me. Em egípcio a palavra que designava o ba, ou seja, a alma e o carneiro, o animal sagrado do deus, era a mesma. A divindade era, então, considerada como sendo o ba ou alma de alguns deuses como do deus Rá, por exemplo. Por isso, em sua viagem noturna pelo mundo subterrâneo dos mortos, Rá surgia com a aparência do deus Khnum. Em alguns casos é representado por um homem com quatro cabeças de carneiro que simbolizavam, segundo o egiptólogo Karl H. Burgsh, o fogo, o ar, a terra e a água. Também se afirma que tais cabeças se referem a quatro deuses muito ligados a Khnum: Geb e Shu, representando o poder criador da divindade; Rá, que foi criado a partir do ovo modelado por Khnum e Osíris, que foi ressuscitado pelo deus em Elefantina. Uma terceira hipótese afirma que as quatro cabeças seriam os quatro pontos cardeais.

KHNUM TAMBÉM FOI CONSIDERADO uma divindade solar e associado ao deus-Sol Rá formando, juntos, a divindade Khnum-Ra. Nesse caso aparecia representado com um disco solar e um uraeus na cabeça. Outras das formas pelas quais se representava o deus era a de um homem usando a coroa dupla do faraó; a de um homem com um jarro de água na cabeça ou a de um homem com um jarro nas mãos, do qual sai água. Nesse último caso existe uma simbologia mais direta com a inundação do Nilo que, acreditavam os egípcios, o deus comandava. Desde o Império Antigo que a mitologia conta que esse Divino Oleiro criava não apenas homens e faraós, mas também outros deuses. Dependendo do ser a ser criado, ele empregava materiais diferentes: seres divinos eram feitos com ouro e seus cabelos com lápis-lazúli; os mortais eram feitos com barro vermelho-pardacento do Nilo.

É MUITO INTERESSANTE observar como essa ideia da criação dos homens por um Divino Oleiro persisitiu ao longo de toda a história da humanidade. Milhares de anos após a construção das pirâmides, Khnum ainda era adorado pelos gnósticos, uma seita semi-cristã. A própria Bíblia copia essa tradição religiosa antiquíssima. A lenda egípcia da criação do mundo pelo deus Khnum diz, a certa altura:
A lama do Nilo, aquecida ao máximo pelo Sol, fermentou e gerou, sem sementes, as raças de homens e os animais.

A Bíblia, por sua vez, simplesmente copia a crença no conceito do Divino Oleiro quando afirma no capítulo 2, versículo 7, do Gênesis: Formou então o Senhor Deus o homem, com pó da terra e insuflou em suas narinas um hálito de vida, e deste modo o homem se tornou um ser vivo, milhares de anos depois da lenda egípcia.

A OLARIA, TANTO DE PEDRA QUANTO DE BARRO, era o símbolo do deus Khnum e como o carneiro de chifres horizontais não era nativo do Egito e pode ter sido trazido do leste, alguns estudiosos acreditam que a técnica da fabricação de recipientes de pedra dura pode ter sido ensinada aos egípcios por pastores migratórios que tinham esse animal como símbolo. Na escrita hieroglífica ele era representado por um vaso. Também era descrito como o deus do Nilo e das inundações anuais, as quais provocava só com o estender das mãos.
Um dos velhos deuses cósmicos, Khnum é descrito como autor das coisas que são, origem das coisas criadas, pai dos pais e mãe das mães e é tido como o senhor da primeira catarata. E também como senhor dos peixes. A influência desse deus cresceu de forma contínua nos primeiros tempos, mas diminuiu após a XII dinastia (1991 AC.), voltando a ganhar forças na XVIII dinastia (c. de 1550 AC.). A divindade considerada esposa de Khnum variava de acordo com a região de culto. Em Elefantina ela era Anqet, representada por uma mulher usando um adorno de cabeça feito de longas penas e que se acreditava fosse a responsável pela distribuição de água fresca e potável. Em Antinoópolis, sua esposa era Heqet, deusa com cabeça de rã, também associada à criação e ao nascimento, e ambos, marido e mulher, assistiam ao nascimento das crianças. Em Esna, outro importante centro de culto daquele deus e onde havia um santuário a ele dedicado da época de Tutmósis III (1479 a 1425 AC.), sua esposa era Neith, deusa da guerra e da caça. JUNTO AO TEMPLO DE KHNUM EM ELEFANTINA FORAM ENCONTRADOS VÁRIOS TÚMULOS CONTENDO MÚMIAS DE CARNEIROS.

KHNUM OU JNUM OU CRIAVA OS HOMENS COM SEU TORNO DE OLEIRO, MAS CANSADO DE FAZÊ-LA QUEBROU SUA RODA E COLOCOU EM CADA MULHER UMA PARTE DELA. DESDE ENTÃO AS PESSOAS PUDERAM SE REPRODUCIR SEM SUA INTERVENÇÃO.

OS ELEMENTOS COPIADOS PELO MITO BÍBLICO SÃO MAIS QUE EVIDENTES: O VERBO INICIAL, DEUS NA SUPERFÍCIE DAS ÁGUAS, A CRIAÇÃO DO BARRO, O OLEIRO, A ALMA ETC.
Animated Photo

Post has attachment
Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
João 14:5,6
Chegou Video Novo No canal , Venha acompanhar
https://www.youtube.com/watch?v=3sbjZJqQpvw&feature=youtu.be

Post has attachment

Post has attachment
HUMILHEM-SE.
Está próximo o Grande Julgamento, vi num leito de hospital um senhor de 68 anos deitado, vítima de AVC.
Se ele é um bom homem, não sei, não o conheço, não cabe a mim julgar.
Sua esposa de cabelos grisalhos pelo tempo ao seu lado, com todo carinho e atenção para com aquele que lhe completa por uma vida.
Orgulho? Vaidade?... poucos não tem.
Tudo vai por terra quando dependemos de alguém para simples funções do dia a dia.
Um homem lúcido com poucos movimentos, sem poder executar coisas do cotidiano, que não valorizamos,que não agradecemos ao Criador.
Simples vontades de ir ao banheiro para necessidades. Levantar para tomar banho. Coisas tão simples que deixamos de lado e nos omitimos em agradecer ao Senhor dos Exércitos.
Então, o senhor vestido como criança, uma sonda para urinar, talvez pelo tempo e a idade somente sua esposa tenha presenciado a sua nudez.
Entra a enfermeira com ou sem pudor, coloca aquele homem exposto na enfermaria para banho.
Observei seu rosto, lágrimas corriam de vergonha, ou humilhação não sei.De arrependimento creio que chega aos olhos do Senhor.
" E o pó volte a terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu." ( eclesiastes 12.7). Nunca é tarde para um concerto, um arrependimento para Deus.
O caminhar do dia a dia, observamos pessoas soberbas, vaidosas, achando-se melhores do que o próximo.
Já estamos no tempo de reflexão, já estamos vivendo em apocalípse. Nunca é tarde para um recomeço.
" Humilhem-se diante do Senhor, e Ele o exaltará." ( Tiago 4.10 )
s.franco
Photo

Post has attachment

Post has attachment
Obrigado meu Deus pelo cuidado e amor incondicional
Photo

Post has attachment
Boa Tarde.
Somos vasos de barro nas mãos do oleiro. Cada um formado e moldado com capacidade determinada pelo Escultor. Para ser preenchido com o conhecimento que não transborde, e nem venha faltar.
Pois o Criador conhece cada vaso, e capacidade. Todos com a medida determinada, para que sejam vistos para honra e nunca desonra.
s.franco
Photo

Post has attachment
Amem.
Photo

Post has attachment

Post has attachment
  Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado.
Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.
Porque, se alguém cuida ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo.
Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro.
Porque cada qual levará a sua própria carga.
Gálatas 6:1-5
Photo
Wait while more posts are being loaded