SOU BRASILEIRO NATO, AMO FUTEBOL
Eu, um imaginável ninguém pra milhares e milhares de alguéns, porém, como tenho caráter, consciência, respeito pelo meu país, que mesmo sofrendo com sua maldita desigualdade social e sua infernal corrupção ainda o amo e que na condição de eleitor, cidadão, sinto-me um importante alguém, acho, generalizadamente, uma covardia se radicalizar uma contrariedade a Copa 2014 de Futebol aqui no Brasil. Copa essa que até bem pouco tempo, muitos hoje contra, vibraram com sua conquista para hoje seja aqui pro Brasil e outros tantos contra é porque simplesmente não gostam de futebol, e aí seria interessante comum respeito, afinal nosso país é um tanto quanto democrático, ou não?

Copa essa 2014 que é num riquíssimo país, muito mais do que qualquer outro do continente africano, salve engano, mas também contraditório em qualidade de vida. Dito país do futebol, que se envergonha no seu dia-dia com o jorrar aos montes de milhões e milhões pelos ralos, chuveiros, brechas, etc., para obras faraônicas e eleitoreiras, quase sempre superfaturadas, e principalmente para a crucial corrupção em si, mas falta o básico pra um todo que possa se aproximar duma real dignidade social.

Sou totalmente contra o exorbitante padrão FIFA de ser, onde se tem que derrubar gigantes obras para reerguer outras bilionárias e acho que se há denuncias de superfaturamentos, atos de corrupção ou qualquer forma de irregularidade possível, no que diz respeito à Copa do Mundo de Futebol no Brasil, tem que ser apuradas com extremo rigor, mas, agora, dizer que o país não tem condições de realiza-la, é brincadeira, em 1950, quando perdeu para o Uruguai, o  Brasil pode, e de lá pra cá que se alimento bem o sonho de se vê novamente uma copa aqui, e este sonho vibrantemente se conquista, agora se vem com essa de país miserável, muita calma nesta hora!

Além de termos que desmistificar esta baita contrariedade de que o Brasil é um país pobre e de miseráveis, tem-se também que respeitar quem faz valer a máxima mundial e real sobre o Brasil, País do Futebol, a grande maioria: peladeiros, boleiros, futebolísticos, torcedores, os fervorosos amantes do futebol, afinal, somos ou não, além de país do futebol, democráticos? Não acho interessante, nem lógico, se buscar liberdade tirando-se os poucos momentos de felicidades de um povo tristemente excluso de um muito em direitos.


Valdez Belo

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
PhotoPhotoPhotoPhotoPhoto
10 Photos - View album

Post has attachment
Photo

Post has attachment

NATAL de JESUS

O verdadeiro sentido do Natal
Divino momento de graças e luz
Que iluminado pela estrela guia
Nasceu do Ventre da Virgem Maria
O belo menino chamado Jesus

Trazendo consigo no seu Natal
A humildade, a glória, o louvor
A Divina materialização de gente
O encarnar do poder onipresente
O semear da paz, justiça e Amor

A certeza de ser um eterno Natal
O ensinamento pra todo renascer
A Fé com partilha e a felicidade
O respeito, o valor e a igualdade
A compaixão pelo outro não ter

O sentido espiritual do Natal
O viver em comum com o irmão 
O além do vestir, comer e beber
A compreensão do dever do crer
E o gesto fraterno e de união

O desejo de se ter um Feliz Natal
Regado à condição cristã cristalina
NE no festejar com amigos e familiares
Amor, paz e bênçãos em seus lares
E um 2013 iluminado pelas luzes Natalina

Valdez Belo
Wait while more posts are being loaded