Olá galera!
Estou procurando players para jogar Dungeon World. Se tiverem interessados comentem ai para entrarmos em ckntato.

Pessoal, venho aqui compartilhar uma ideia que tive para a minha mesa, e que agora não abro mão.

É sobre os atributos do Dungeon World, eu substitui os números por dados. (nossa que JÊnio que ele é kkkk) Assim como no Savage World, imagine que, por exemplo ao invés de FOR 16 seja FOR d10. Os dados vão de d1 (explico abaixo) a d12.

Peraí, mas e os movimentos? Bem, primeiramente deixe-me explicar como os testes funcionam.

Os testes também são feitos através de dados, digamos que eu queira que um jogador realize um teste fácil para realizar um movimento então utilizarei d4, se quero um teste quase impossível utilizarei d20.

Então um jogador anuncia seu movimento de FOR d6, eu decido que a dificuldade do teste será d4.

Há dois tipos de jogadas, eu as chamarei de jogadas "rápidas" e "dramáticas"

Numa jogada rápida eu e o jogador jogamos dois dados cada na mesa, nesse caso eu 2d4 (dificuldade do teste) e ele 2d6 (movimento de FOR). Pode ocorrer três resultados, os quais vocês já conhecem bem.

1. Meus 2d4 foram maiores (3,4) do que os 2d6 do jogador (1,2). Isso resulta em falha (6-).
2. Um dos dados do jogador (2,6) é maior do que um dos meus (4,4) nesse caso é um sucesso parcial (7-9).
3 . Os dois dados do jogador são maiores que os meus, nesse caso ele obteve um sucesso total (10+).

No caso de uma jogada dramática se mantém a mesma lógica mas é jogado apenas 1 (UM) dado por vez.

Um exemplo de hoje, o jogador Guerreiro disputou um braço de ferro contra um Ogro, eu lhe disse que precisava de uma vitória total (2 dados vencedores) para que ele ganhasse a peleja, e a dificuldade séria muito difícil (d12). Ele aceitou, colocamos nossos braços na mesa fizemos um braço de ferro joguei meu d12 e ele seu d10, a primeira vitória foi minha, forcei o braço dele para baixo, jogamos novamente o dado, a segunda vitória foi dele, foi a vez de ele forçar meu braço. Jogamos mais uma vez o dado e foi vitória do Ogro eu já estava forçando o braço dele para baixo quando ele exclamou! "eu busco por força no fundo da minha alma!" (gatilho para gastar Inspiração, eu permito em meu jogo) e então jogamos mais uma vez e foi vitória do Guerreiro.

Foi muito, mas muito bacana.

Sobre o d1 foi o valor o qual eu substituí o 8 (-1), o que significa que o jogador é tão incompetente naquela habilidade que ele só consegue uma vitória se cair 1 no dado de teste xD.

Sobre preços. d1 para d4 e d10 para d12 custam dois pontos, o resto custa apenas 1.

Os atributos iniciais são: 1d10, 1d8, 2d6, 1d4, 1d1.

Sobre os pontos de vida em CON eu trato o dado como valor, então seria:
PV base da classe+8 (CON d8).
Para compensar, a cada nível os jogadores ganham 1 ponto de vida.

Bem pessoal essa é a ideia, vocês não fazem ideia de como é fácil criar dificuldades e desafios diferentes com esse sistema.

"Você quer fazer o que? Tá maluco? Ok, muito difícil (d12) e cinco sucessos, três no mínimo"
"três sucessos depois"
"Bem, você conseguiu subir na cabeça do dragão vermelho e após anunciar que ele iria morrer lançou uma gigantesca bola de fogo no mesmo, que detonou em uma impressionante explosão de irrelevância ...não, o Dragão não achou engraçado, e não, vocês não receberam bônus de carisma para poder conversar com ele como você pensou que conseguiria..."

Post has attachment
Pessoal, eu e meu grupo (Ordem do Graveto) fizemos uma série de modificações no sistema que nós batizamos de ADW (Advanced Dungeon World), e agora terminamos de organizar tudo.

Nossa versão do sistema tem algumas diferenças do DW normal.

Ao todo são 20 classes, incluindo versões modificadas das classes regulares, adaptações de classes que encontramos por ai (tanto pela comunidade brasileira quanto pela do exterior) e classes completamente criadas por nós. Tem um arquivo intitulado "classes" que explica qual a proposta narrativa de cada uma das classes, o seu "flavor".

Também criamos várias classes de compêndio (17 no momento, mas com mais a caminho). Essas classes de compêndio possuem um gatilho ficcional, que uma vez ativado concede ao personagem o seu movimento de entrada. Depois disso, se o dado de dano da compêndio for maior que o seu dado de dano atual, você substitui ele. A partir desse ponto, o personagem tem acesso aos alinhamentos daquela compêndio e os movimentos avançados da compêndio são considerados de classe para ele.

Os personagens já escolhem um movimento avançado no primeiro nível.

Os movimentos para aumentar o dano são muito mais fracos que no DW normal, de forma a alterar a experiência de jogo. Os personagens que focarem em tais movimentos (ou mesmo pegarem 1 ou 2), se tornam mais eficientes em matar seus inimigos, mas não tão eficientes que nada mais represente uma ameaça para eles. Dessa forma, a diferença entre personagens que focarem em dar dano para com os que não o fizerem é significativa, mas não há um abismo tão grande a ponto de tornar os demais irrelevantes em batalha.

Outra diferença é a forma como a multiclasse funciona, de forma que existe mais versatilidade para se criar personagens focados em algo ou com conjuntos de habilidades e capacidades peculiares.

Os movimentos genéricos foram alterados, alguns foram removidos e outros foram adicionados. Também adicionamos dois "estados" e alguns movimentos avançados genéricos (que podem ser pegos no lugar dos movimentos da classe). Como as alterações nessa parte foram muitas, só lendo o arquivo para ver exatamente tudo o que mudou hehe.

Introduzimos o sistema de naturezas, que serve para incentivar os jogadores a interagirem de determinada forma uns com os outros e serem recompensados com experiência quando o fizerem.

Introduzimos o sistema de relacionamento entre os personagens. Esse sistema basicamente serve para demonstrar o quão bem os personagens se conhecem para que possam ajudar ou interferir um ao outro.

Alteramos alguns dos rótulos de equipamentos e criamos outros novos. Também reformulamos completamente os rótulos de povoados.

As fichas não possuem mais movimentos raciais, sendo substituídos por "origens" ou outra coisa similar. No entanto existe uma lista de movimentos raciais avançados (que podem ser pegos no lugar dos movimentos da classe). E sempre é possível a criação ou alteração dos movimentos raciais de acordo com as especificidades do mundo onde se está jogando ou para personagens de outras raças além das 5 "mais comuns".

A tabela de itens "padrão" foi alterada, de forma a tornar a escolha dos equipamentos algo mais interessante. Também criamos uma tabela especial de itens para mesas inspiradas no japão feudal.

O funcionamento dos servos foi ligeiramente alterado também, a fim de se tornar mais balanceado.

Segue o link para quem quiser conferir:

https://www.dropbox.com/sh/mb0w9oohyuayfgc/AADySRzH5JAGLH1Udu_TNAtua?dl=0

Galera, alguém sabe dizer se o worlds in peril virá para o brasil? Faz algum tempo que saiu. Seria fantástico que lançassem aqui também.

Post has attachment
O que fazer quando Discernir Realidades e Falar Difícil falham? Preparamos um material que trata justamente disso.

Post has attachment
E a terceira parte dessa aventura começa agora! Dessa vez aceitamos sugestões do +Gabriel Abreu Lugão e estamos utilizando as cartas de movimentos básicos e avançados do +Bruno Prosaiko.

Criticas e sugestões são sempre bem vindas, espero que curtam!

Post has attachment
Bom dia pessoal, mais uma video-jogo pra vocês, dessa vez continuando a aventura A Ordem de Axus. Temos mais 2 jogos já gravados e eu tenho que me apressar para editar. Criticas são super bem vindas, pra valer, estamos tentando fazer algo bacana mas sempre podem surgir cascas de bananas pelo caminho. Espero que se divirtam, assim como nós. Vlw moçada.

Post has attachment
Olá pessoal, hoje lhes trago, Truncheon World! Uma tradução de um conteúdo adicional para sua mesa de Dungeon World. Espero que curtam!

Post has attachment
E ai galera tudo bom? Estava aqui pensando com meus botões e vi que esqueci do boteco! Shammee!!! Então vim tentar me redimir, apresentando à vocês uma série de vídeos nossos sobre Dungeon World.

Ai galera, sei q faz tempo q isso ta vazio, mas poderiam me ajudar? to querendo criar uma classe de "controlador do sangue" (n pensei muito no nome ainda) mas basicamente o personagem faz hematocinese, ele pode controlar o próprio sangue, ou o sangue de um inimigo (em leveis mais altos) tirei como inspiração a Mirai Kuriyama do anime Kyoukai no kanata, vlws
Wait while more posts are being loaded