Post has attachment
Photo

Post has attachment
Photo

Post has attachment
LEIA LIVROS apresenta:
COLETÂNEA DE POESIAS E TEXTOS CURTOS
TÍTULO: SABORES DE VERÃO
TEMA: Verão

Serão selecionadas 50 poesias ou textos curtos (até 2 páginas A4 espaço 1,5 entre linhas) de autores de língua portuguesa.

Os arquivos deverão ser enviados via e-mail para leialivros.serviços@gmail.com

Fonte Times New Roman Tamanho 12 Simples

Data: Válido para e-mails recebidos até o dia 31/01/2017 às 24h

Classificação: Os textos classificados serão divulgados no dia 06/02/2017 às 19h30min.

Será editada a coletânea, em formato e-book e publicada no site www.leia-livros.com em LEITURAS e com ampla divulgação nas redes sociais.

VALOR: Os autores classificados deverão ADERIR ao programa LEIA LIVROS, pagando a taxa de R$ 30,00 e depois a cada trimestre. Poderão ainda usufruir de todas as vantagens de ser um autor LL. Terão seus demais livros divulgados em nossa loja, bem como, outros e-books disponibilizados para leitura gratuita e seu trabalho constantemente divulgado. Participarão de todas as ações de marketing que serão implantadas no site, que serão divulgadas a medida que forem acontecendo.

Essa é a primeira de muitas que organizaremos ao longo do ano. Nosso objetivo é divulgar seus sonhos e nada melhor do que transformá-los nas suas palavras e arquivá-los num livro e mostrar para toda a gente.

Leia Livros
Comunicação/Marketing
16/01/2017



Photo

Post has attachment
Photo

Post has attachment
Bom dia!


O silêncio que a noite traz


A serem publicado todos os dias
Um poema por dia!


A partir de amanhã 27/09/2016
todos os dias às 8:00 hora de Lisboa
No blog abaixo!
** Lançamento **
** Lançamento **
escritanoface.blogspot.pt

Post has attachment
Photo

Post has attachment
Sustenho no peito o teu sonho!

Cai em mim o silêncio das estrelas
A noite escorre pelas paredes do quarto
Ouço-me, no profundo e vazio silêncio
Correm longe as palavras nos teus lábios
Dormes, sustentadamente no meu peito
Sentir que te emana da alma, ilumina-me
Corres pelos sonhos,
Como te vagueiam as mãos,
Pelo meu corpo despido…
Na tua companhia, estou só, sozinho,
Acordado sustentando teu sonho!...

Alberto Cuddel®
In: Palavras que circulam - V
Sustento no peito o teu sonho!
Sustento no peito o teu sonho!
escritanoface.blogspot.pt

Post has attachment
Poesia oculta
Pudesse eu fechar-me em mim próprio
Construindo paredes perfeitas,
Pedras finamente cortadas empilhadas
Que afastasse de mim a luz e o mundo!
 
Pudesse eu ser apenas verso
Apenas rima e poesia, enclausurado
Nas frias e secas palavras despidas
Engavetado no mofo de fechadas gavetas!
 
Pudesse eu ser segredo oculto da branca beleza
Em folhas negras escritas a branco,
Em folhas brancas escritas a negro,
Tinta seca, palavras arrastadas nunca lidas!
 
Pudesse eu…
Mas arrasto-me pela devassidão dos olhares
Pela interpretação de humanos ávidos e sedentos
Vasculham as letras, os espaços, os silêncios
Procuram-me a essência, o âmago, procuram-me
Esperam encontrar-me a alma, a calma,
A devassidão prazerosa da vida, a formula do amor,
O mapa da felicidade, ou apenas ler-me,
Compreender-me no ato altruísta que de mim dou
Ao escrever-me nos seus pensamentos!
Pudesse eu ficar fechado numa gaveta,
Poder até podia, mas seria eu apenas e só
A falta da doce luz de ser poesia!
 
Alberto Cuddel®
In: Palavras que circulam - III
Poesia Oculta
Poesia Oculta
escritanoface.blogspot.pt

Post has attachment

Post has attachment
Photo
Wait while more posts are being loaded