Post is pinned.Post has attachment
Sejam todos muito bem vindos!
Esta é a comunidade de meu blog de poesias.
É um cantinho para que todos possam ter acesso e ficar a vontade para ler, comentar, e compartilhar os meus poemas e escritos com os seus amigos do google.
                                              
                                                   "Atenção"
Nesta comunidade, eu não aceito pessoas que ocultam suas informações de perfil no google.

Um abraço carinhoso para todos os amigos e membros desta comunidade!

By: Poeta Carlos Adriano Santos  (Proprietário)

Post has shared content

Post has attachment
Tempo que me arrasta

E tudo depende do tempo
Tempo que está sempre nos surpreendendo
Limpando ou devolvendo
As vezes machucando por dentro
Saudade e lágrimas vertendo
Despedida no pensamento
Flores coloridas derrubadas pelo vento
A estrada da vida
Coração batendo apertado no peito
E tudo depende do tempo
Os amores que se vão
Dores que jamais nos deixarão
Felicidade ao ver o sol brilhar
Capacidade de fazer o amor despertar
Imprimir, repetir, espalhar pelo ar
E tudo depende do tempo
Tempo que passa correndo
Rompendo as barreiras
Acontecendo em cada momento
Na memória
Na história
Nas correntes ligadas por elos
Do passado ao presente no futuro
Passos marcados
Dormindo acordado
Sentado em cima do muro

Poema de Carlos Adriano Santos
Photo

Post has attachment
Há um certo tipo de magia no ar quando eu te encontro
Magia que atinge o seu mais alto ponto numa troca de olhar

Poesias e pensamentos de: Poeta Carlos Adriano Santos
Photo

Post has attachment
Saram-se as feridas, mas ficam suas marcas na vida.

Frases e pensamentos de: Poeta Carlos Adriano Santos
Photo

Post has attachment
Fone de ouvido

A vida é bela, Manuela
Veja o sol que te traz a luz do dia
A vida é bela, Manuela
A noite escura vem roubar tua alegria
A vida é bela, Manuela
Crianças aprendem tudo na escola
A vida é bela, Manuela
Prende pássaros em sua gaiola
A vida é bela, Manuela
Flores enfeitam os jardins das casas
A vida é bela, Manuela
Não sabe bater suas asas
A vida é bela, Manuela
Existem promessas de amor
A vida é bela, Manuela
Compressas para aliviar a sua dor
A vida é bela, Manuela
Sozinha estarás segura
A vida é bela, Manuela
Sua cabeça desconhece a alma pura
Mas não se aborreça
Deus fará com que isso aconteça
Somente para te livrar do pior
A vida é bela, Manuela
Acredite na felicidade deste mundo em dó maior
Encontre a sua verdade
A sua cara-metade
Capacidade da razão do seu tudo
A vida é bela, Manuela
Pensamento positivo
Fones nos ouvidos
O coração permanece vivo
Embora pareça ser diferente
A vida é bela, Manuela
Em cada estação
Outono, inverno, primavera, verão
Uma canção toca dentro de cada mente
Frutos nascem imbuídos de suas sementes

Poema de: Carlos Adriano Santos
26 de março de 2017 
Photo

Post has attachment
Sobreviver

Marca esta faca que perfura minhas veias
Saca que o que me ataca se coloca numa candeia
Procuro me livrar do fogo que me ateias
Salvo dos embaraços da chama que me incendeia
Que tenta desfigurar o meu coração
Num momento que minha alma não aguenta
Nesta busca sedenta para me livrar da solidão
Mão que arrebenta o meu mundo
Que passa por cima do meu tudo sem dizer nada
Que classifica um criado-mudo como o móvel mais importante da casa
Desembainhe a tua espada, vida acabada, e lute até o fim
Não penses que é chegada a hora de cantar vitória para cima de mim

Poema de Carlos Adriano Santos
Animated Photo

Post has attachment
Ao encontro da felicidade

Há um mundo dentro de mim
Segundos que marcam o tempo de um relógio sem fim
Há belezas, tristezas, alegrias, solidão
Há certezas, dúvidas, luzes acesas, escuridão
Há uma boca que fala com uma voz que se cala
Há sentimentos divididos entre momentos de amor
Há tempos de sentir felicidade com todo o seu teor
Há contratempos que invadem contra minha vontade
Há um coração que bate com medo de sentir saudade
E a vida segue na esperança de ter encontrado sua verdade
Minha cara-metade

Poema de: Carlos Adriano Santos
Photo

Post has attachment
Conviver com ser humano é muito difícil, eles me causam medo com suas manias, com seus segredos.

By: Carlos Adriano Santos
Photo

Post has attachment
Castelo de amor

Senti muito amor quando iluminou o teu sorriso
E eu que não acreditava em disco-voador
Acabei embarcando na espaçonave que me levou ao paraíso
O coração é mesmo uma caixinha de surpresas
Com sua varinha de condão
Constrói castelos de luzes acesas

Poema de Carlos Adriano Santos
Photo
Wait while more posts are being loaded