Profile

Cover photo
Misericórdia de Braga
Lives in BRAGA
34 followers|17,708 views
AboutPostsPhotosYouTube

Stream

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
INFORMAÇÃO:
ULTIMAS VAGAS PARA CRECHE PARA O PRESENTE ANO LETIVO
 ·  Translate
1
Add a comment...
 

À DESCOBERTA DE BRAGA
II centenário da morte de Carlos Amarante
 
23 jan (sexta) | 21h15
Sessão de História Local
Local: Igreja do Hospital de S. Marcos
Conferência “Carlos Amarante (1748-1815): Um Arquitecto de Braga e do Porto” – igreja de S. Marcos, por Eduardo Alves Duarte (Universidade de Lisboa)
 
24 jan (sábado) | 10h00
Visita guiada às obras de Carlos Amarante em Braga, que incluem a Igreja do Hospital de S. Marcos
Ponto de encontro: Largo de S. Paulo
 
Para participar deve prencher ficha de Inscrição
 
24 jan (sábado) | 21h30
Concerto pela Coro e Orquestra Sinfónica do Conservatório Calouste Gulbenkian
 
Carlos Luís Ferreira da Cruz Amarante é um dos nomes maiores da arte bracarense.
Entre as obras que legou à cidade de Braga encontra-se a igreja do Hospital de S. Marcos; a fachada da igreja do Pópulo; o templo, terreiro de Moisés e escadório das Virtudes no Bom Jesus do Monte; e o palacete dos Vilhena Coutinho (antigo tribunal), entre outras obras que lhe são atribuídas. Protegido do Arcebispo D. Gaspar de Bragança, deixou uma vasta obra na cidade do Porto para onde foi viver nas duas últimas décadas da sua vida.
Nascido em Braga no ano de 1748, veio a falecer no dia 22 de Janeiro de 1815 na cidade do Porto, onde está sepultado. Em virtude da comemoração desta efeméride pretende o Município de Braga assegurar um programa de iniciativas que dignifique o papel desta figura no contexto da história e património local.
Em parceria com a Misericórdia, Confraria do Bom Jesus e Escola Secundária Carlos Amarante foi gizado um programa cultural a desenvolver entre os dias 22 e 24 de Janeiro. Integrado nesse programa estão duas iniciativas sob a égide “À Descoberta de Braga” que integra uma sessão de história local, orientada por um investigador especializado na obra de Carlos Amarante, e uma visita guiada a algumas das obras do artista.
 
 ·  Translate
1
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
Coro da Santa Casa Misericórdia de Braga

 ·  Translate
1
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
No próximo dia 11 de Julho, celebra-se a Missa Solene em honra de S. Bento do Hospital.
 
            Para comodidade dos fiéis a Missa será celebrada na Igreja do Hospital de São Marcos às 17,30 horas do referido dia 11 Sexta-Feira.
 ·  Translate
Missa em Honra de S. Bento
Fri, July 11, 2014, 12:30 PM
Braga

1
Add a comment...
 
Procissão Ecce Homo, Braga, Portugal: http://youtu.be/doyCtgElXfw
 ·  Translate
1
Add a comment...
Have them in circles
34 people
Alice Magalhaes's profile photo
Natália Costa's profile photo
Projecto Intervir's profile photo
Imóveis A. E. Caldas's profile photo
Miguel Angelo's profile photo
Maria Judite Machado Xavier's profile photo
Forum Braga XXI's profile photo
Projetos 3R's profile photo
Jaime Xavier's profile photo

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
1
Irene Montenegro's profile photo
 
Excelente concerto! Parabéns a todos.
 ·  Translate
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
Cantar dos Reis 2015
Grupo dos utentes residentes e utilizadores das Respostas Sociais da Terceira
Idade da Santa Casa da Misericórdia de Braga.
 ·  Translate
1
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
 
Coro da Santa Casa da Misericórdia de Braga
Natal de 2014
 ·  Translate
1
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
IGREJA DO HOSPITAL DE SÃO MARCOS - 19.DEZ.2014 - 21h30m. CONCERTO DO ADVENTO COM A PARTICIPAÇÃO
DO CORO DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE BRAGA
Direção artística: Prof. Hugo Torres
E DA
ORQUESTRA SINFONIETA
DE BRAGA
Direção musical: Maestro Paulo Morais

PROGRAMA
Lewis Redner
O Little Town of Bethlehem
Johann Sebastian Bach
Concerto para violino e oboé, BWV 1060, em Dó menor
1.     Allegro
2.     Adagio
3.     Allegro
Fernando C. Lapa
Um Natal Português
1.     Caminhando vai José
2.     Pastores que andais na serra
3.     Eu hei-de m’ir ao Presépio
4.     Alegrem-se os Céus e a Terra
Wolfgang Amadeus Mozart
Exsultate Jubilate, Motete KV 165
1.     Exsultate, jubilate
2.     Fulget amica dies – Tu virginum corona
3.     Alleluia
George Gershwin
Lullabye (Canção de embalar)
Irving Berlin
White Christmas
Franz Xaver Gruber (harm. Karl Jenkins) Noite Feliz
D. João IV
Adeste Fideles
Solistas : João Miguel Silva oboé
Rita Morais                   soprano
Hugo Torres                barítono
 ·  Translate
1
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
CCR, Coro do Colégio do Rosário, Porto - Missa Br…: http://youtu.be/LdXEevQ8npY
 ·  Translate
1
Add a comment...

Misericórdia de Braga

Shared publicly  - 
 
CONCERTO KEMPISCH KAMERKOOR NA IGREJA DE S.MARCOS…: http://youtu.be/aAxkHeC33og
 ·  Translate
1
Add a comment...
People
Have them in circles
34 people
Alice Magalhaes's profile photo
Natália Costa's profile photo
Projecto Intervir's profile photo
Imóveis A. E. Caldas's profile photo
Miguel Angelo's profile photo
Maria Judite Machado Xavier's profile photo
Forum Braga XXI's profile photo
Projetos 3R's profile photo
Jaime Xavier's profile photo
Work
Occupation
Actividade de Acção Social
Basic Information
Gender
Decline to State
Story
Tagline
Instituição Particular sem Fins Lucrativos
Introduction

Foi esta Instituição fundada em 1513, e constituída Irmandade pelo Arcebispo D. Diogo de Sousa em 1558. A sua administração é exercida por uma Mesa Administrativa trienalmente eleita pelos seus cerca de 700 Irmãos, constituída por 7 elementos, Provedor, Vice-Provedor, Secretário, Tesoureiro e 3 Vogais.

 

Resenha Histórica

 

                            Ainda não se conhece a data exacta da fundação da Confraria da Misericórdia da cidade de Braga, encontrando-se, actualmente, a Investigadora Drª. Fátima Castro a proceder a pesquisas, na tentativa de encontrar a data certa ou aproximada da fundação da Santa Casa da Misericórdia de Braga.

                            Através dos Livros das Provisões da Santa Casa da Misericórdia do escrivão do público e judicial, João Barros Pereira de 10 de Março de 1756 e do escrivão Francisco Ventura Maciel, de 20 de Maio de 1794, conhece-se a Carta de privilégios e liberdades, concedida por D. Manuel em 31 de Maio de 1514 para que a acção da Instituição bracarense pudesse encontrar maior êxito.

                            Na carta o Soberano reconhecia também o muito e " contínuo " trabalho que já tinham os dirigentes da Confraria. Por ela sabemos ainda que houvera um antigo "Compromisso", que regera a Confraria da Misericórdia de Braga e que nesse ano de 1514 fora então confirmado e melhorado. Porém há documentos de 1504 onde se refere a existência das Misericórdias de Lagos e do Porto e onde, nesses documentos, Braga é tida como a irmã mais velha da Misericórdia de Lisboa. Também há documentos que referem a edificação da Capela, chamada da Misericórdia Velha, em 13 de Abril de 1509.

                        É de admitir que no início do arcebispado de D. Diogo de Sousa em 1505, cujas funções desempenhou até 1532, já existisse a Confraria da Misericórdia de Braga.  Com este prelado passou a dispor de melhores instalações e entre 1513 e 1530 (não se sabe a data certa) foi agasalhada na capela de Jesus da Misericórdia, que ele fundara na Sé.

Na segunda metade do século XVI outros prelados ficam notoriamente ligados à Misericórdia de Braga. Primeiro D. Frei Baltazar Limpo, de seguida D. Frei Bartolomeu dos Mártires dão o seu apoio à construção da nova Casa, que a Confraria da Misericórdia queria erguer para melhor prover os pobres, doentes, presos e cumprir outras obras de Misericórdia. As autoridades seculares da cidade deram o seu consentimento como, aliás, era necessário.

           Obtidas as autorizações indispensáveis, assegurados minimamente os recursos materiais (alguns provenientes das vendas de bens imóveis e outros donativos) a obra realizou-se. Com o novo edifício para o culto e para os serviços, a prática das obras da Misericórdia - materiais e espirituais  reorganizou-se e ampliou-se.

Tornava-se necessário ampliar as fontes de receitas e simultaneamente satisfazer a devolução dos fieis por esta confraria. Por tudo isto criou-se em 1585 a Irmandade dos Cem Irmãos, que era a reconversão da antiga confraria numa Instituição mais ajustada à realidade da época mas na prossecução dos mesmos objectivos assistenciais.

Passava, assim, a existir mais pessoas para os serviços que a Irmandade prestava bem como mais entradas de esmolas obtidas pelas admissões dos novos membros. Com essas esmolas, com as rendas do património existente e do património ampliado pelas doações e heranças, a Santa Casa dispunha de mais meios que aplicava nas suas obras.

A contabilidade era rigorosa, os tesoureiros, celeiros e mordomos eram os principais responsáveis pela administração dos bens. O recebimento das rendas e as despesas que se aplicavam por autorização da Mesa eram anualmente objecto de verificação. Para além dos membros da Mesa ligados gratuitamente à gestão da Santa Casa da Misericórdia, havia pessoas que mediante um salário faziam os serviços de assistência e os de administração da fazenda quando era necessário fazer cobranças ou receber à justiça.

            Actualmente está a considerar-se o ano de 1513 como ano da fundação da Santa Casa da Misericórdia de Braga, e constituída em Irmandade pelo Arcebispo D. Diogo de Sousa, mas espera-se, mediante as investigações em curso, encontrar uma data mais aproximada da sua fundação.

Places
Map of the places this user has livedMap of the places this user has livedMap of the places this user has lived
Currently
BRAGA