Profile cover photo
Profile photo
Fabiano Raposo
6 followers
6 followers
About
Posts

Post has attachment

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Olá, Fabio. Poderia me tirar uma dúvida? De onde foi extraída essa tradução da obra de Justino. Tenho procurado na internet o texto em português do "Diálogos com Trifão" , mas não o tenho encontrado. Cheguei até a encontrar as traduções da Editora Paulus da Primeira e Segunda Apologias, mas não a dessa obra reproduzida por você. Seria esse texto extraído da própria tradução da Paulus (que contem as Apologias e o Diálogo com Trifão) ou é uma tradução independente?
Add a comment...

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Isso não tem nada a ver com as profecias bíblicas a respeito do fim. O dispensacionalismo (corrente escatológica que ensina uma vinda de Cristo em duas fases distintas, entre as quais ocorrerá uma grande tribulação de 7 anos) não tem base bíblica.

Quando Cristo voltar (e nós não sabemos quando isso ocorrerá!) os eventos serão seguidos um ao outro. Ele voltará para nos transformar e ressuscitar, condenar os impios e implantar seu reino eterno num novo céu e nova terra. Ponto. O que passa disso é pura especulação! 
Add a comment...

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Acabei de assistir a toda a palestra, e foi muito boa. Quem discorda do Augustus Nicodemos sobre esta questão, que traga argumentos biblicamente embasados. E argumentar que ele deveria estar se preocupando com o evangelismo ao invés de criticar os supostos apóstolos é puro diversionismo. Primeiro porque não podemos deixar de nos preocupar com a sã doutrina sob o pretexto de estar mais preocupado com o evangelismo; segundo porque quem diz isso não conhece o Rev. Augustus para dizer que se cumpre seu papel de cristão ao evangelizando ou não. O Rev. Augustus, quando pastoreava em Recife, fazia um forte trabalho de evangelismo nesta cidade, em São Paulo creio que seja igual. Mas quem diz o contrário, que prove.
Add a comment...

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Acho que muitos dos que abandonam as igrejas, o fazem não por descordar do Cristianismo em si, mas por conta da decepção com certos escândalos. Talvez, se tais pessoas tivessem frequentado alguma igreja séria, ainda estariam nelas. 
Add a comment...

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Que idiotisse! Ele é o dono de seu próprio negócio. Sendo assim, ele tem liberdade para fazer o que bem entende com sua empresa, inclusive rejeitar um pedido por quaisquer motivos. Se ele não gostasse de cristãos e não quisesse realizar tal encomenda, nada poderíamos fazer! Só o que o caso aqui foi com um casal de homossexuais. Se ele não quis preparar o bolo, que o casal procure quem queira. Aposto que não falta!
Add a comment...

Post has attachment

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Algum de nós é proíbido de ouvir ou aderir a alguma religião? Não, é a resposta imediata. Temos liberdade religiosa. Por que que com os índios deve ser diferente. A FUNAI quer mandar nos índios, quer impor a eles que permaneçam em suas cultura e crença, mesmo contra a sua vontade. Ora, se eles querem ouvir o evangelho, por que impedi-los? E por que também privá-los dos benefícios sociais trazidos pelas igrejas cristãs? Essas são atitudes arbitrárias de certos orgãos públicos. 
Add a comment...

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Prefiro entender o relato do Gênesis sobre a formação do homem como não literal. Acredito que através de uma linguagem poética, o texto queira apenas dizer que Deus usuou os elementos da terra para formar o primeiro ser humano e não um boneco feito de barros que derrepente tomou consciência de si, após o sopro de Deus em suas narinas.
Add a comment...

Post has attachment
Fabiano Raposo commented on a post on Blogger.
Acho que nós, cristãos, devemos ignorar estas coisas. É claro que este grupo gosta de nos provocar e parece que tem conseguido. Em minha opnião, deveriamos ignorá-los e deixá-los satirizar com o que quiserem desde que não haja nenhuma calúnia. Se ficarmos esbravejando, nos irando com eles, mais eles nos provocarão. Então, deixemo-los pra lá! Eles se resolverão com Deus; é assim que cremos, não é?
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded