Profile

Cover photo
Luise Petry
Lives in Brasil
1,173 views
AboutPostsPhotosVideos

Stream

Luise Petry

Shared publicly  - 
 
muito boa a ideia!
 ·  Translate
1
Add a comment...

Luise Petry

Shared publicly  - 
1
Add a comment...

Luise Petry

Shared publicly  - 
 
Passando rapidinho só pra avisar que o http://neochapa.blogspot.com/ está com posts novos sobre temas variados, além do design novo .
visitem, leiam e comentem.
 ·  Translate
1
Add a comment...

Luise Petry

Shared publicly  - 
 
"Here’s to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently. They’re not fond of rules. And they have no respect for the status quo. You can quote them, disagree with them, glorify or vilify them. About the only thing you can’t do is ignore them. Because they change things. They push the human race forward. And while some may see them as the crazy ones, we see genius. Because the people who are crazy enough to think they can change the world, are the ones who do.”
1
Add a comment...

Luise Petry

Shared publicly  - 
 
Sarah Caroline Almeida originally shared:
 
- "Agora a coisa ficou preta!"

Uma mensagem da Wikipédia:

Por mais de uma década, nós, juntamente com outros milhões de voluntários por todo o mundo, contribuímos em centenas de línguas para a construção da Wikipédia.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipédia:SOPA
 ·  Translate
1
Add a comment...

Luise Petry

Shared publicly  - 
 
 
Pessoal, a hora tá chegando, faltam 11 dias para o começo das provas do Vestibular UFSC 2012, pra quem está nervoso(a) e/ou ansioso(a) segue um texto com algumas reflexões. Confiram!

TENSÕES E VESTIBULAR

Em ano de vestibular, muitos sentimentos afloram: medo, ansiedade, tensão, alívio, angústia. Enfim, vive-se em meio a um turbilhão de emoções.

Ano de vestibular é assim mesmo. É ano de decisão, de tomada de rumo, de reorganização interna e externa. Por isso, surgem dúvidas e incertezas, que são bastante parecidas entre todos os vestibulandos: "Será que eu vou passar? E se eu não passar, repito todo o cursinho ou faço um semi-intensivo no ano que vem? Arranjo um trabalho ou faço uma viagem? Como vou lidar com uma possível decepção? E se entrar na universidade e perceber que o curso que escolhi não é bem o que eu imaginava?"

Os pais de vestibulandos, por sua vez, também não ficam atrás. Mas as suas dúvidas são outras: "Faço planos com meu filho? Preparo-o para uma possível decepção e corro o risco de ele achar que não estou colocando fé na sua capacidade? E no dia, deixo uma festa engatilhada ou aguardo o resultado?
E se ele passar, vai dar tempo de organizar a festa que meu filho tanto merece?"

Além disso, tanto os vestibulandos quanto os seus pais muitas vezes se preocupam muito com o desempenho intelectual e não dão muita importância ao lado emocional.

E o que é possível fazer para vencer esse inimigo? Em primeiro lugar, é necessário que, ao invés de antecipar possíveis acontecimentos, nos atenhamos ao agora. Temos que lidar com o momento presente, cultivar o hoje para depois pensar no amanhã.

Isso por si só já contribui para a diminuição da ansiedade.

O vestibular está se aproximando, é claro, e representa um grande desafio. Mas é fundamental que pais e filhos recordem que já venceram muitos outros: o primeiro dia de aula, a primeira apresentação, o time, a namorada, o segundo grau... Tudo isso também não são grandes conquistas? Encarar cada momento com naturalidade e torná-lo especial devem ser as primeiras atitudes a serem tomadas.

Assim, podemos perceber que o vestibular de fato seleciona. Seleciona os mais determinados, os que melhor aproveitam as chances sociais que tiveram, os de maior controle emocional, os com mais facilidade de suportar frustrações e postergar desejos... numa palavra os que estudam com senso de realidade na justa medida na necessidade para o curso que elegerem disputar uma vaga.

Também deve-se procurar falar sobre outros assuntos e fazer programas bastante diferentes dos atuais. Isso ativa outras partes do cérebro, além de aliviar o stress.

Outro ponto vital para o vestibulando é a união da família, pois ele fica bastante vulnerável nesse período e precisa, acima de tudo, sentir-se apoiado e não cobrado.

Confie em si mesmo. Acredite! Não espere. Faça acontecer!

Dra. Juliana Nanni

(fonte: www.sejabixo.com.br)
 ·  Translate
1
Add a comment...

Luise Petry

Shared publicly  - 
 
Sabem por que caras como Steve Jobs e Hitler se destacaram tanto em suas épocas? Porque eles não escutaram tudo o que diziam e apenas obedeceram. Eles são as pessoas que inventam, pensam e mandam. São eles que fazem você agir desta forma. Essa é a simples consequência do ato de pensar. Se é equivocado, se vai trazer consequencias boas ou ruins, você é quem escolhe. O simples ato de pensar é que traz mudanças, não o ato de ser submisso. Eles mandaram, você obedeceu!
 ·  Translate
1
Add a comment...
People
Basic Information
Gender
Female
Places
Map of the places this user has livedMap of the places this user has livedMap of the places this user has lived
Currently
Brasil