Profile cover photo
Profile photo
Flavio Duncan
2,194 followers -
www.facebook.com/flavioduncan ou www.flavioduncan.com.br ou www.pescadordeideias.com.br
www.facebook.com/flavioduncan ou www.flavioduncan.com.br ou www.pescadordeideias.com.br

2,194 followers
About
Flavio's posts

Post has attachment
Segunda capacitação de equipe técnica do dia. Novos projetos sendo implantados. #feliz #mudandoomundo #flavioduncan #pescadordeideias #vemcomigo #épossivelmudarpramelhor #eumostrocomo
Photo

Post has attachment
Mais um dos meus projetos "saindo do forno". Desta vez, gerando renda pras mães que tem filhos com deficiência e precisam sustentar suas famílias. É possível crescer e fazer mais. #omundoprecisadeboasideias #mãesdaapaebuzios #crescendo #mudandoomundo #ninguemmesegura #flavioduncan #pescadordeideias 

Post has attachment
Essas são apenas algumas das centenas de maravilhas que foram produzidas após o ciclo de 2014 capacitando 840 famílias que hoje possuem formação e podem gerar renda, deixando de depender de subsidios concedidos por programas governamentais. Tenho orgulho do que faço e sou grato a toda equipe, parceiros e apoiadores que possibilitaram que esse sonho se tornasse realidade. Podemos fazer ainda mais. #crescendo #projetos #pescadordeideias #flavioduncan #mudandoomundo #ninguemmesegura #correntedobem
Photo

Não sou "kardecista", mas li a carta "psicografada" SUPOSTAMENTE ATRÍBUIDA a cantora brasileira: "Cássia Eller" publicada na imprensa há alguns dias por um "médium" do: "Lar Frei Luiz". Impossível não comentar a falta de respeito com a família de Cássia. Parece que esqueceram que falam de um ser humano, uma mãe que deixou parentes que a amam e um filho que deve sofrer por sua falta. Sem contar que parecem ter esquecido que falam com desrespeito a memória de alguem que traz felicidade e emociona a vida de milhares de pessoas com sua arte, mesmo após a sua morte. Ainda que a carta atribuída a ela fosse verídica (o que não acredito, mas me limito a não comentar aqui), acho que nessas horas as pessoas deveriam pensar no efeito que coisas desse tipo causam a família do ente que se foi, antes de tornar toda a coisa pública. Para mim, é nítida a vontade de auto promoção. Saudade dos tempos em que templos religiosos e seus líderes, independente de comungar ou não com o que sua religião prega, eram sérios e valorizavam ao próximo. VONTADE DE SEGUIR O EXEMPLO DO "BOECHAT" E MANDAR QUEM PSICOGRAFOU, PROCURAR UM "PÁSSARO"!

Não sou "kardecista", mas li a carta "psicografada" SUPOSTAMENTE ATRÍBUIDA a cantora brasileira: "Cássia Eller" publicada na imprensa há alguns dias por um "médium" do: "Lar Frei Luiz". Impossível não comentar a falta de respeito com a família de Cássia. Parece que esqueceram que falam de um ser humano, uma mãe que deixou parentes que a amam e um filho que deve sofrer por sua falta. Sem contar que parecem ter esquecido que falam com desrespeito a memória de alguem que traz felicidade e emociona a vida de milhares de pessoas com sua arte, mesmo após a sua morte. Ainda que a carta atribuída a ela fosse verídica (o que não acredito, mas me limito a não comentar aqui), acho que nessas horas as pessoas deveriam pensar no efeito que coisas desse tipo causam a família do ente que se foi, antes de tornar toda a coisa pública. Para mim, é nítida a vontade de auto promoção. Saudade dos tempos em que templos religiosos e seus líderes, independente de comungar ou não com o que sua religião prega, eram sérios e valorizavam ao próximo. VONTADE DE SEGUIR O EXEMPLO DO "BOECHAT" E MANDAR QUEM PSICOGRAFOU, PROCURAR UM "PÁSSARO"!

Post has attachment
12 de junho, dia em promoção a erradicação do trabalho infantil no Brasil. #euapoio #pescadordeideias #flavioduncan #mudeomundo #lugardecriançaénaescola
Photo

Post has attachment
E assistir a um depoimento como esse vale mais do que todos os presentes do mundo. No video, uma aluna de uma de nossas oficinas que hoje já está inserida no mercado de trabalho. Cristina é o retrato de vários rótulos de exclusão da sociedade brasileira. Mulher negra, pertencente a terceira idade, que antes não tinha capacitação e estava excluída do mercado profissional. Hoje Cristina está gerando renda, tem seu trabalho e é um exemplo de mulher guerreira, mostrando que é possível mudar. EU AMO O QUE EU FAÇO. MAIS FELIZ, IMPOSSÍVEL. #resultados

E ainda há aqueles que dizem que a solução é reduzir a maioridade penal, quando não se pode oferecer o mínimo de dignidade e inclusão. Os crimes contra a vida cometidos por menores representam estatisticamente cerca de 0,10% a 0,12%, mas ganham mais visibilidade por terem mais espaço na mídia. É vendável, choca. Acho discrepância usar um parâmetro percentual tão pequeno, usando a minoria pra modificar a legislação que mudará a vida da maioria. Principalmente quando não temos possibilidade de oferecer um referencial salutar pra essas crianças com acesso a direitos básicos. Se criar filhos dando-lhes acesso a educação e saúde, dentro de um referencial familiar já é difícil, imagina quem cresce sem isso? reduzir a maioridade penal, significa que você concorda em colocar essas crianças nos presídios junto com os adultos. Certamente essas crianças serão aliciadas sem a menor chance de absolutamente nada. Discursar frases de efeito moral, ou comoção social pegando "carona" no discurso de políticos despreparados que desejam nitidamente se promover em cima do problema é cruel, insano!

Post has attachment
Há alguns anos atrás eu realizei a primeira pesquisa com população em situação de rua do Brasil, que resultou no primeiro mapeamento formal dessas pessoas, com dados comportamentais e indicadores de relevância para o atendimento a essa demanda. Começávamos ali a diagnosticar o problema que é multifatorial, mapear, entender pra poder "tratar". Através desse trabalho, fui indicado ao Prêmio Nobel. Levei a conclusão da pesquisa para autoridades Municipais e Estaduais da época que acreditavam que os indicadores que arrecadei eram isolados e não mereciam atenção. Fui uma das primeiras pessoas a denunciar a epidemia de uso de "crack" nas ruas e mais uma vez, disseram que se tratavam de casos isolados sem importância, até que sabemos onde resultou. Em grupos de usuários sem paradeiro, que até hoje penam por ressocialização e desintoxicação. Paro e penso... o que passa pela cabeça dessas pessoas que militam em causa própria? dos políticos que são eleitos e se utilizam do medo pra se autopromover e angariar votos. Ou ainda, dos que falam em nome de religiosidade, que fazem discursos de comoção moral, com frases superficiais de incitação ao ódio, motivando uma massa desgastada, angustiada e amedrontada pela violência , que acredita que punir, revidar, matar, levar pra longe de "seus quintais" e impor limites com mais violência ainda, seja a solução. Há dias em que me sinto impotente, mas me recuso a ficar assim. Pensando num jeito de mudar. Eu posso, você também!
Photo

Post has attachment
Amigos, olhem que legal. Fui jurado do "Prêmio Água na Boca", promovido pelo "Jornal O Globo" e acabei sendo citado por um dos meus restaurantes preferidos que ficou em segundo lugar pelo segundo ano consecutivo. http://oglobo.globo.com/rio/bairros/na-barra-duo-vice-do-agua-na-boca-pelo-segundo-ano-consecutivo-16273752
Wait while more posts are being loaded