Profile cover photo
Profile photo
G. Vieira
6 followers
6 followers
About
G.'s posts

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
Saiu meu novo e-book: DEVORAGEM, poesia, acessem gratuitamente até amanhã (11) no link:•
http://www.amazon.com/dp/B00Z4TWJ3S
http://www.amazon.com.br/dp/B00Z4TWJ3S

Post has attachment

GENEALOGIA DO FANATISMO

"Em si mesma, toda ideia é neutra ou deveria sê-lo; mas o homem a anima, projeta suas chamas e suas demências; impura transformada em crença, insere-se no tempo, toma a forma de acontecimento: a passagem da lógica à epilepsia está consumada...
Assim nascem as ideologias, as doutrinas e as farsas sangrentas.
Idólatras por instinto, convertemos em incondicionados os objetos de nossos sonhos e de nossos interesses. A história não passa de um desfile de falsos Absolutos, uma sucessão de templos elevados a pretextos, um aviltamento do espírito ante o Improvável.
Mesmo quando se afasta da religião o homem permanece submetido a ela; esgotando-se em forjar simulacros de deuses, adota-os depois febrilmente; sua necessidade de ficção, de mitologia, triunfa sobre a evidência e o ridículo. Sua capacidade de adorar é responsável por todos ao seus crimes: o que ama indevidamente um deus obriga os outros a amá-lo, na espera de exterminá-los se se recusam. Não há intolerância, intransigência ideológica ou proselitismo que não revelem o fundo bestial do entusiasmo.
Que perca o homem sua "faculdade de indiferença": torna-se um assassino virtual; que transforme "sua" ideia em deus: as consequências são incalculáveis. Só se mata em nome de um deus ou de seus sucedâneos; os excessos suscitados pela deusa Razão, pela ideia de nação, de classe ou de raça são parentes dos da Inquisição e da Reforma.
...Nas crises místicas, os gemidos das vítimas são paralelos aos gemidos do êxtase...patíbulos, calabouços e masmorras só prosperam à sombra de uma fé - dessa necessidade de crer que infestou o espírito para sempre. O diabo empalidece comparado a quem "dispõem" de uma verdade, de "sua" verdade."

(do livro: Breviário de Decomposição de E.M. Cioran)

Post has attachment
Wait while more posts are being loaded