Profile cover photo
Profile photo
Sunshine Cintas
7 followers -
Sunshine Cintas, sua loja virtual 24h no ar.
Sunshine Cintas, sua loja virtual 24h no ar.

7 followers
About
Communities and Collections
View all
Posts

20% de Desconto em toda loja.

Cuidados na Pós Cirurgia
Escrito em 13/09/2016
Sunshine Cintas
Além dos cuidados pré-operatório como realizar todos os exames solicitados pelo cirurgião plástico, os resultados satisfatórios da cirurgia dependem também do cuidado pós-operatório. Um dos itens primordiais é o uso da cinta modeladora pós-cirúrgica. Veremos os cuidados essenciais que você deve observar ao utilizar a cinta pós-cirúrgica.

Para que serve?

Na lipoaspiração o uso da cinta compressiva tem como objetivo, além de moldar a pele ao novo contorno corporal, também evitar edemas e ajudar a manter a postura ereta evitando as famosas dobras na barriga.

O que a cinta vai fazer?

Vai trabalhar na compressão do corpo e compactar os tecidos que sofrerão algum tipo de trauma durante a cirurgia. Portanto deve ser “confortável”, uma vez que seu objetivo é “conter” e não “apertar”, pois cintas apertadas em excesso causam dor e aumentam o edema.

Benefícios da compressão

A compressão da pele e tecidos que estão abaixo da pele diminui o acúmulo do edema, evitando que coleções de líquido se formem em baixo da pele, promovendo a drenagem linfática local e com isto a reabsorção do edema.

Consequências do uso inadequado

Sem a compressão adequada há uma tendência de que o espaço abaixo da pele seja preenchido com líquido pelo edema gerado, isto dificulta a cicatrização da pele sobre as estruturas remanescentes que permanecem abaixo dela e com isto há uma dificuldade na fixação da pele. Isso pode causar flacidez da pele que compromete o resultado final da cirurgia pelo aspecto inestético que a pele flácida tem. Quando a compressão oferecida pelo modelador é excessiva podemos ter a ocorrência de problemas relacionados à falta de circulação sanguínea nos locais comprimidos em excesso. Isto também deve ser evitado uma vez que pode comprometer o resultado da cirurgia ou gerar sérias consequências, como a necrose da pele.

Cuidados durante o uso

O uso do modelador também requer certo cuidado. Sendo um material compressivo que exerce uma força continua sobre a pele, se ao vestir o modelador não houver alguns cuidados, a pele pode ser dobrada abaixo do modelador sem que o paciente perceba. A compressão exercida sobre ela irá provocar um dobra que acaba por desenvolver isquemias na pele e com isso criar uma marca no local que muitas vezes é impossível de ser removida.

Como vestir?

O modelador deve ser vestido adequadamente e o uso da placa de contensão por baixo da cinta também pode ser uma alternativa eficiente. Verificar orientações de uso contidas no próprio produto.

Qual o tempo de utilização?

O período de uso da cinta pode variar de 1 a 6 meses, dependendo da cicatrização, flacidez da pele de cada paciente e da acomodação da pele ao novo contorno corporal e recomendação médica. Pacientes com pele mais flácida deverão prolongar o tempo de permanência com a cinta, pois nesse caso a cinta estaria ajudando para que a pele se retraia e se molde com mais facilidade.


Quais os modelos?

Existem vários modelos no mercado, contudo, os mais indicados são os de colchetes que facilitam vesti-lo e despi-lo e faz compressão nas coxas, local frequentemente lipoaspirado. Também possuem abertura na parte da genitália facilitando na hora de ir ao banheiro.
Wait while more posts are being loaded