Profile

Cover photo
Pensamentos Abissais
24,871 views
AboutPostsPhotosVideos

Stream

Pensamentos Abissais

Shared publicly  - 
 
       Relembrar o desenvolver de suas células desabrochando em um grito de vida dentro de mim... Seu pequeno e acelerado coração batendo, sobressalta-se  como uma voz rouca de angustia e força diante deste parto forçado. 
         Nego-me a ruptura abrupta da indução a que estão nos impulsionando. Sufoco as lágrimas e contenho o choro, nosso cordão não será rompido.
          Parto-me. Parto-me a cogitar você sendo levada de meu seio. Seu primeiro choro de vida inocente ao adentrar esse mundo é a luz que me guia por este caminho frio e burocrático, carrego a prece de nosso primeiro olhar e nascimento - és minha filha, sou tua mãe!
         Enquanto sinto seu frágil corpinho relaxar e aos poucos adormecer em meus braços mentalizo seus primeiros passos em minha direção e renasço novamente pronta para ampará-la.
          Por ti minha pequena enfrento todos os cortes que insistem em fazer em minha pele, não deixarei de te embalar com meu canto mesmo sabendo que dessa vez ninguém me fará as suturas.
          Já que veio deitar-se comigo esta noite, durma medo meu...
1
Add a comment...

Pensamentos Abissais

Shared publicly  - 
 
Percebi a linha tênue que nos ligava, a mesma que segurávamos como uma ânsia tão palpável e em contrapartida imperceptível. Nos enrolávamos com ela durante as madrugadas em um frenesi sedento, queríamos ser nó, um laço jamais desfeito. Esse emaranhado em que nos encontrávamos e onde queríamos estar era o nosso elo, muito batido e julgado - "masoquistas são", vozes gritavam!  Em meio as certezas e incoerências dessa teia só queria enxergar seus olhos cada vez mais distantes...  Veja os meus suplicantes: "não solte, sem você eu caio"!
 ·  Translate
1
Add a comment...

Pensamentos Abissais

Shared publicly  - 
 

            Abriu a porta de casa e sentiu o sol iluminando seu rosto, respirou o mais fundo que pode como se assim pudesse não encher apenas os pulmões de ar, mas sua alma de vida. Colocou os óculos escuros, como quem põe um escudo de proteção, quanto quem teme que suas angustias sejam lidas da forma que uma cigana lê a palma de sua mão. 
           Levantou seus olhos outrora sempre indecifráveis e hoje traiçoeiros iniciando sua caminhada com passadas rápidas, precisava chegar ao local marcado. Acendeu um cigarro e agradeceu mentalmente ao vicio e a cada tragada seus passos se aceleravam, soltava a fumaça com a ânsia de que seus temores fossem junto com ela. 
            Virou a esquina e a viu de longe, parou inconscientemente e a fitou por alguns instantes, suas pernas esticadas, seu olhar perdido e a forma despretensiosa com que jogava os cabelos emolduravam um quadro desafetado. Balançou a cabeça tentando afastar os pensamentos que anuviaram sua obstinação por segundos e foi em direção à figura que lhe era tão estimada. Parou em frente e lançou seu sorriso mais desconcertado, nunca na vida tinha sorrido de maneira tão sem graça...
                Entre a indecisão de saber se cumprimentava com um beijo ou um simples aperto de mão, optou por se sentar ao lado. Fitando-a intensamente por detrás de seu escudo, aguardou o exato momento em que as palavras tão doloridas começaram a jorrar em seus ouvidos. Não soube precisar se foi por fraqueza ou pela maior demonstração de coragem que tudo ao seu redor fiou mudo e por instantes se desligou, apenas sentindo o vento bagunçar seus cabelos e ouvindo as batidas ritmadas do seu coração. Quando deu por si, encontrou um olhar inquiridor e sabia exatamente o que aquilo significava – tudo estava acabado. 
             Ali sentadas percebeu o quão pequena demais, quão medíocre demais, quão pouco demais era a outra. Percebeu o quanto de alma faltava na menina em sua frente enquanto a dela transbordava. Sorriu agora um sorriso amargo e não pediu novamente para que a outra ficasse. 
              Finalmente abriu os lábios e falou o mais sufocado adeus, a outra com uma desenvoltura assustadora tentou transformar a situação em algo engraçado, anotando seu novo endereço em um pedaço de papel e descrevendo que aguardava uma visita. Assim, levantou e se foi sem olhar para trás... Amassando o pequeno pedaço de papel supostamente autografado em suas mãos rumou a qualquer lugar junto com a penosa tentativa de autocompreensão. 
 ·  Translate
1
Add a comment...

Pensamentos Abissais

Shared publicly  - 
 
Para ela o tempo parou de repente e ninguém reparou. A curva do sorriso havia estacionado em uma de suas próprias trilhas de um modo frio e calculista. Seus sonhos despertos se tornaram a caixa de Pandora, um presente a si mesma. Olhos abertos, atentos e perdidos. 
Que sejas bem vinda, tarde vazia!
 ·  Translate
1
Add a comment...
Story
Tagline
"Para que nada passe a ser imutável"
Introduction
 Escute: sou a profundidade nas lembranças, sonhos e ações que determinastes insondáveis para que sobrevivas 'são' no caos dessa realidade. Uma estrada que quando invadida serpenteia-se por entre abismos. Eis-me aqui! Sou o extremo da verdadeira essência d'aquilo que outrora faltou em coragem. Sou o último grau de sua consciência, um abismo que separa as duas mentalidades, a ponta de desastre e perversidade -  o passo não dado e a palavra não dita!
Basic Information
Birthday
January 21, 1991