www.miningmath.com

Olá, meu nome é Thales de Araújo. Com esse vídeo darei início a uma série de vídeos sobre o artigo ‘Sequenciamento Direto de Blocos’, apresentado no 8º Congresso Brasileiro de Mina a Céu Aberto e de Mina Subterrânea, ocorrido em agosto de 2014, na cidade de Belo Horizonte. O artigo foi elaborado por Octávio Guimarães com a colaboração de Alexandre Marinho, ambos da MiningMath Associates. 

Octávio é Engenheiro de Minas e mestre em Sequenciamento de Lavra pela UFMG. Atualmente, está cursando doutorado em Tecnologia Mineral na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ele tem mais de 20 anos de experiência na área mineral, sendo um dos primeiros usuários do Brasil do software padrão de mercado para definição de cava final. 

Alexandre é Matemático Computacional pela UFMG e mestre em Engenharia de Minas pela Universidade McGill do Canadá, onde atuou no Projeto Cosmo. Ele tem coordenado e executado projetos na área de mineração, em alto nível, e já atuou em diversas empresas de software e consultoria no Brasil. 

No artigo, são mostradas tecnologias alternativas às tecnologias ditas como padrão de mercado no que diz respeito à planejamento de lavra. São mostradas técnicas para sequenciamento direto de blocos que existem desde a década de 60, mas que, por dificuldades computacionais, até então impediam a aplicação dessas técnicas em modelos reais e de grande porte. 

Com os recentes avanços tecnológicos na área computacional, incluindo melhorias como processadores, tecnologia 64 bits, processamento paralelo, além da evolução dos algoritmos, técnicas para sequenciamento direto de blocos vêm se tornando possíveis e mais atraentes. Possuem a capacidade de eliminar etapas de processamento e a possibilidade de ganhos econômicos superiores aos resultados obtidos pelas tecnologias padrão de mercado.

Estas técnicas para sequenciamento direto de blocos são objetos de pesquisa e vendo sendo estudadas e trabalhadas pelas melhores universidades do mundo no assunto, já há algum tempo. No meio acadêmico é crescente as divulgações e publicações de resultados, artigos, dissertações e teses sobre o assunto. No meio profissional, o termo também vem ganhando destaque e atraindo a atenção das empresas e profissionais de ponta. 

O artigo visa comparar resultados de três tecnologias utilizadas no planejamento de lavra e de minas a céu aberto. Serão dois métodos de sequenciamento direto de blocos, sendo que no primeiro método a sequência de lavra é otimizada diretamente a partir do modelo de blocos, unicamente pela programação Intera Mista. Esse método foi desenvolvido pela Universidade Adolfo Ibáñez através do algoritmo conhecido como ‘Direct IP’. Essa mesma Universidade criou o ‘MineLib’ – uma biblioteca virtual sobre alguns programas presentes em minas a céu aberto. Já no segundo método, o sequenciamento direto de blocos ocorre através de um método híbrido composto de programação Intera Mista e heurísticas próprias, desenvolvida pela MiningMath Associates e presente em seu software SimSched. O SimSched está em fase final de desenvolvimento – uma versão gratuita foi lançada em 22 de dezembro de 2014; o lançamento da versão comercial está previsto para o próximo ano. O terceiro método é o amplamente aceito algoritmo de Lerchs-Grossman, com cavas alinhadas presentes no software da Geovia – Whittle. No artigo, as vantagens e limitações de cada método são comparadas através de exemplos utilizando um depósito de cobre e ouro bem conhecido.

No próximo vídeo, darei sequência a este interessante assunto, avançando um pouco mais no artigo ‘Sequenciamento Direto de Blocos’. Um grande abraço e até lá!
Shared publiclyView activity