Profile cover photo
Profile photo
João Felix Vieira
85 followers -
Na boca de quem não presta, quem é bom não vale nada...
Na boca de quem não presta, quem é bom não vale nada...

85 followers
About
João Felix's posts

Post has attachment
Estar chegando a hora, Miss Paraná 2017. Estamos na torcida para Bruna Nogueira representante de Maringá.

Post has attachment
Estudos realizados e comprovados constatam, que os princípios da cactácea Pereskia aculeata, nome científico da planta ora-pro-nobis, podem ajudar na prevenção de várias doenças, entre elas: varizes, câncer de colon, hemorroidas, tumores intestinais e diabetes, além de diminuir no nível de colesterol ruim, tratar inclusive, de furúnculos e sífilis.
Na forma de chá, com folhas, pode ser usada como depurativa do sangue e tônica, podendo ser eficaz no tratamento de cistite, úlceras, queimaduras, problemas de pele e processos inflamatórios. Rica em vitaminas A, B, C, fibras, ferro e fósforo, além da mucilagem, a planta auxilia no bom funcionamento intestinal, no aumento da imunidade.
As folhas, consumida "in natura", podem ser usadas ainda misturadas na ração de animais devido ao alto teor de proteína. De fácil digestão, uma excelente sugestão de uso da planta é triturada com água no liquidificador e, em seguida, adicionada à massa do pão ou macarrão. As folhas são ainda ótimas para enriquecer as saladas, e outros pratos comuns no cardápio diário dos brasileiros.
Não há contraindicações no consumo de ora-pro-nobis.
A segunda edição do livro, estar disponível em Clube de Autores:
Confira no link: https://www.clubedeautores.com.br/book/144184--ORAPRONOBIS?topic=biografiaetestemunho#.WFLZxvkrJkg
Photo
Photo
15/12/2016
2 Photos - View album

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
BIBLIOTECA DO CARAÇA
Como a maioria, a Biblioteca do Caraça também foi se formando aos poucos e de acordo com as necessidades do Colégio. Na época do Irmão Lourenço de Nossa Senhora, não havia mais do que 27 livros, sendo todos religiosos.
Os primeiros Padres da Missão que chegaram ao Caraça trouxeram algumas publicações da Europa e do Rio de Janeiro, dando início ao famoso acervo desta Biblioteca. De todos os Padres que por aqui passaram, o que mais contribuiu para a formação do acervo foi o Padre Miguel Maria Sípolis, que por duas vezes foi superior do Caraça (1854-1857 e 1861-1867). Tendo ido à Europa por diversas vezes, Padre Sípolis trouxe de lá publicações dos séculos XVI, XVII e XVIII.
No século XIX, na Província de Minas, duas Bibliotecas se destacavam pelo número de volumes e pelo valor cultural de seu acervo. Uma era a Biblioteca Municipal Batista Caetano de Almeida, instalada em 1827, na cidade de São João Del Rei. A outra era a Biblioteca do Colégio do Caraça, provavelmente com cerca de 50.000 volumes.
Quando houve o incêndio em 1968, a maioria dos livros se queimou. O que se sabe ao certo é que quase 15.000 livros foram salvos pelos alunos e pelos Padres que enfrentaram o fogo para salvar o rico acervo. Hoje, contando com mais de 30.000 volumes, a Biblioteca do Caraça guarda dentre suas preciosidades 2.500 obras raras.
Para o visitante que sobe a Serra, são necessários tempo e disposição, associados a interesse e cultura, para apreciar os tesouros de uma Biblioteca quase bicentenária, responsável pela formação de tantos homens ilustres que ajudaram a mudar a história deste país.
A Biblioteca atualmente está instalada no segundo andar do prédio onde funcionava o Colégio e que hoje abriga o Museu, a Biblioteca, o Arquivo Histórico e Fotográfico e um Centro de Convenções.
Entre obras de grantissímo valor literário, como Os Lusíadas de Luís de Camões e do mais antigo livro que se tem notícias como,
Historia naturale. Trad. Christophoro Landino. Veneza: Bartolomio Zani de Portesio, 1489, de PLÍNIO, O Velho, encontra-se no acervo da Bibliotea os livros: "Ora-pro-nobis - A carne de pobres" e "De Iguaçu ao Sabarabuçu, a conexão da fé entre velhos e novos caminhos"
Photo
Photo
2016-11-28
2 Photos - View album

Post has attachment
Uma das mais bonitas da Região Serrana do Rio de Janeiro, a Travessia Cobiçado x Ventania, é o segundo trecho dos Caminhos da Serra do Mar, uma caminhada que corta a crista das montanhas que dividem as cidades de Petrópolis e Magé, no Rio de Janeiro.
Com aproximadamente 12 km de extensão (oito pela crista) a trilha é considerada pesada, tendo em vista a parte mais exigente, a forte subida do Morro do Cobiçado, depois a trilha segue mais leve até o Pico dos Vândalos (1.742 m de altitude) que é o ponto culminante da travessia, desse cume podemos apreciar o visual de toda a Baía de Guanabara e da Cidade Maravilhosa, um belo contraste com as montanhas da Serra e das cidades vizinha, inclusive.
O grande destaque fica por conta da flora da região, pois é localizada nos arredores do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, riquissimo em biodiversidade, durante a travessia é possível observar espécies de rara beleza, como orquídeas e amaryllis que, dependendo da época do ano, são vistas em abundância durante todo o percurso, afinal, o local abriga a maior porção remanescente de Mata Atlântica preservada.
Do Alto da Ventania, podemos avistar os Castelos do Açu, o Pico Grande de Magé e o Alcobaça, que são também grandes atrativos e que fecha o cenário da travessia.
A trilha segue por cristas e cumes, com os sugestivos nomes: Vândalos, Pedra do Diabo eTridente, logicamente com o Cobiçado e Ventania que dão nome a travessia.

Post has attachment

Post has attachment
Travessia Petrópolis Teresópolis, a chegada ao "cavalinho"...

Post has attachment
A Travessia Petrô-Terê já foi, agora vamos voltar ao Cobiçado...
Em 2015 passei mal e voltei da jornada...Vamos encarar outra vez!

Post has attachment
Wait while more posts are being loaded