Profile cover photo
Profile photo
Taís Araújo
About
Taís's posts

Post has attachment
**
Após a derrota da seleção francesa nas semifinais pela equipe do Uruguai, o filósofo Paul Ricoeur convida o historiador François Furet para acompanha-lo a grande final da Copa de 2014, entre Brasil e Uruguai no novo maracanã: F: Meu caro Paul em pensar que ...

Post has attachment
Uma Copa nos Trópicos
– Meu caro
colega, o que exatamente foi isso que acabamos de presenciar? – Não
entendi. A que se refere exatamente, François? Estádio do
Maracanã, Rio de Janeiro. Intervalo da Final da Copa do Mundo de 2014 entre
Brasil e Uruguai. Estádio lotado, torcedores...

Um embate recorrente

Após a derrota da seleção francesa nas semifinais pela equipe do Uruguai, o filósofo Paul Ricoeur convida o historiador François Furet para acompanha-lo a grande final da Copa de 2014, entre Brasil e Uruguai no novo maracanã:

F: Meu caro Paul em pensar que poderíamos neste momento presenciar novamente o embate entre Brasil e França, se nossa seleção não tivesse sido eliminada nas semifinais desta Copa.

P: Em todo caso não deixa de ser um embate recorrente, visto que ambas as seleções já se enfrentaram em 1950. Em relação a nossa seleção não foi dessa vez.

F: Seria um espetáculo muito triste para esta torcida que está tão confiante na vitória e consagração de seu país. O que não difere muito da torcida que em 1950 também almejava assistir a vitória de sua seleção.

P: São outros tempos, a simples recorrência de dados estatísticos não garante necessariamente uma nova vitória uruguaia. Sem contar que o evento presente, conforme Santo Agostinho, logo fará parte do passado e consequentemente depositaremos nossas esperanças em um futuro próximo, no qual quem sabe a nossa seleção francesa retome o triunfo de 1998.

F: Já não sou tão otimista assim em relação a um bicampeonato de nossa seleção em um futuro tão próximo, visto que neste intervalo de tempo desde a última conquista não surgiram novos craques como Zidane, Henry entre outros. Tal fato permite um paralelo em relação ao nosso próprio país, que no passado estava à frente no comando da revolução, cuja transferência revolucionária a União Soviética e posteriormente ao Terceiro Mundo, guardou por muito tempo a esperança de retomada entre as grandes nações.

R: Não seja tão pessimista consigo mesmo, aproveite este grande espetáculo do qual fazemos parte, como torcedores. Tenho grandes expectativas em relação a este jogo, creio que a seleção brasileira seja a favorita perante a seleção uruguaia. Quais suas expectativas em relação a este jogo?

F: Creio que esteja certo, afinal quem triunfar neste embate, poderá enaltecer a sua história as gerações futuras, em um caráter memorialista, assim como, grandes momentos históricos como a batalha de Waterloo ou a morte de Stalin são recontados indefinidamente. Quanto ao jogo, prefiro não dar palpite em relação ao placar, mas quero ver gols, visto que ao relatar futuramente este evento à outra pessoa, de acordo com a história-narrativa, será necessário reconstruir a experiência já vivida no eixo do tempo.

R: Não tem jeito mesmo Furet, sempre tão pragmático mesmo diante deste grande espetáculo não consegue se desvencilhar de suas teorias, das estatísticas e ainda por cima se recusa a sair de cima do muro quanto a sua torcida. Como estamos no meio da torcida brasileira, somente espero que não rompa a sua imparcialidade em favor da seleção uruguaia, até mesmo para que possa de fato ter a oportunidade de contar futuramente esta experiência vivida.

**************
Rodrigo Leandro de Lima – Noturno – Nº 6838259

Post has attachment
1950: O Presente-Passado
Estádio do Maracanã lotado, a torcida com o coração na mão. Eles não aguentam mais esperar. Querem a vingança, mas sentem medo. Medo de outra vergonha na própria casa. O passado está mais presente do que nunca. Enquanto isso, duas presenças inesperadas para...

Post has attachment
Pra Frente Brasil!
Todos ligados na mesma emoção, tudo é um só coração! Todos juntos vamos pra frente Brasil! Salve a seleção! O grito da polvorosa torcida brasileira ecoava os quatro
cantos da cidade do Rio de Janeiro, que festivamente comemorava a grande final
da Copa do Mu...

Post has attachment
O jogo teórico
Em meio a gritos, canções, uivos, cornetadas, vaias
e histerias de mais de 90 mil pessoas no Maracanã, na final da Copa do Mundo
2014, o clássico Brasil X Uruguai acontecia e no meio desse alvoroço,
encontram-se dois senhores frenéticos com os lances do jog...

Post has attachment
Furet, Ricoeur e a Catarse
Nem todos se rendem facilmente aos
encantos do futebol. Há quem o chame de “ópio do povo”, acompanhando nosso
velho amigo Marx; nada além de um instrumento de dominação do povo. Outros
dizem que é algo inútil, improdutivo, que não acrescenta nada à economia...

Post has attachment
**
2014, Rio de Janeiro. Final da Copa do Mundo de Futebol. Brasil x Uruguai O estádio cheio, a tensa partida, que decidirá qual a melhor seleção de futebol
pelos próximos quatro anos, está nos 30 minutos do segundo tempo. Furet : Não sei por que deixei você
m...

Post has attachment
Nem toda briga de estádio é por causa de futebol...
Influenciado pela
historiografia dos Annale, ou pelas empresas de seu amigo Lévi-Strauss com a etnologia
estrutural - que, inclusive, falara muito bem de uma terra onde canta o sabiá - François Furet decide que o
futebol brasileiro talvez seja algo interess...

Post has attachment
**
Paul
Ricoeur dirigia-se para a arquibancada do maracanã onde presenciaria a final da
copa do mundo de 2014 no Brasil entre o país anfitrião e seu tradicional rival,
o Uruguai. E, eis que encontra inesperadamente seu velho amigo François Furet.
Uma boa conve...
Wait while more posts are being loaded