Profile cover photo
Profile photo
Greenplan Consultoria Ambiental. Certificação Energética e Acústica.
1,148 followers
1,148 followers
About
Greenplan Consultoria Ambiental. Certificação Energética e Acústica.'s posts

Post has shared content

Post has shared content
Camaleões, uma língua muito rápida e um disfarce perfeito!

Para fecharmos a vez da capa antiga com chave de ouro. Fiz um post exclusivo falando sobre o antigo ganhador que enfeitava a capa da NATUREZA INCRÍVEL, o sagas e esperto camaleão, o mestre dos disfarces!

Link:
http://tudorocha.blogspot.com.br/2016/11/camaleoes-uma-lingua-muito-rapida-e-um.html

Hashtags:

#curiosidades #vidaselvagem #répteis #camaleão


Post has shared content
Campo de Gerês [Parque Nacional da Peneda-Gerês] - Terras do Bouro, Minho (Portugal).

A Serra do Gerês é uma serra do Norte de Portugal Continental, situada entre os rios Homem e Cávado. O Parque Nacional da Peneda-Gerês abrange a serra do Gerês entre os rios Cávado e Lima, e parte da serra da Peneda.
O Gerês constitui uma cadeia granítica que se estende de nordeste para sudoeste, numa extensão de 35 quilómetros, entre a Fonte Fria e o Rio Caldo. No cume dos Carris, a serra atinge os 1507metros de altitude; na Nevosa, 1545 metros; no Pico da Cabreira, junto da raia de Espanha, os 1534 metros; e no Altar dos Cabrões, os 1544 metros.
Há vestígios de características geomorfológicas de origem glaciar de baixa altitude, como blocos erráticos, moreias e pequenos circos glaciários (em locais, como, por exemplo, Lagoa do Marinho, Alto Vale do Vez e Couce).
Tanto a flora como a fauna desta região são consideradas das mais ricas de Portugal. No Gerês, a vegetação está escalonada por três zonas de altitude: na primeira, até 1200 metros, predominam os castanheiros, azevinhos, medronheiros e pilriteiros; na segunda, de 1200 a 1400 metros, os teixos, vidoeiros e pinheiros nórdicos; na terceira, acima de 1400 metros, as árvores dão lugar a pequenos arbustos e ao zimbro que cobrem os cumes. Nesta serra abundam os jacintos, narcisos e os lírios. Ocasionalmente, aparecem planaltos com vegetação herbácea onde, de maio a setembro, pastam os rebanhos.
É nesta serra, repleta de inúmeros atrativos turísticos, que nasce o rio Homem. Também aqui existe uma importante estância termal especializada em doenças de fígado.

Foto de Onkobrain.
Photo

Post has shared content
#ponteD.Luis #Porto
Ponte de D. Luís - Porto (Portugal).

A Ponte Luís I ou Luiz I, popularmente também chamada Ponte D. Luís, é uma ponte em estrutura metálica com dois tabuleiros, construída entre os anos 1881 e 1888, ligando as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia (margem norte e sul, respectivamente) separadas pelo rio Douro, em Portugal.
Esta construção veio substituir a antiga ponte pênsil que existia no mesmo local e foi realizada mediante o projecto do engenheiro belga Théophile Seyrig, que já tinha colaborado anteriormente com Gustave Eiffel na construção da ponte Maria Pia, ferroviária.
A ponte foi inaugurada em 1886 (tabuleiro superior) e 1888 (tabuleiro inferior e entrada em total funcionamento).

+Foto de autor não identificado+
Photo

Post has attachment

Post has shared content
Régua / Porto Campanhã - CP Regional

Viagem de comboio pela Linha do Douro com destino ao Porto Campanhã um passeio inesquecível.

Foto de Nelso Silva
Photo

Post has attachment

Post has attachment

Post has shared content
Murmuration of birds is an amazing sight - a swooping mass of thousands of birds whirling in the sky above your head.

Starling flocks, it turns out, are best described with equations of “critical transitions” — systems that are poised to tip, to be almost instantly and completely transformed, like metals becoming magnetized or liquid turning to gas. Each starling in a flock is connected to every other. When a flock turns in unison, it’s a phase transition.

Starlings may simply be the most visible and beautiful example of a biological criticality that also seems to operate in proteins and neurons, hinting at universal principles yet to be understood.

Article:
http://www.mnn.com/earth-matters/animals/stories/the-incredible-science-behind-starling-murmurations

Video source:
https://www.youtube.com/watch?v=nsM8rWeQiG8

#biodiversity   #birdsmurmuration   #coolcritters  
Animated Photo

Post has shared content
Praia da Adraga – Sintra (Portugal).

Conhecida pelas suas águas puras e o vasto areal de fácil acesso, a Praia da Adraga prima ainda pela beleza paisagística em que está enquadrada. Em 2003 foi considerada uma das 20 melhores praias europeias, na opinião dos leitores e jornalistas do The Sunday Times, obtendo o honroso terceiro lugar.
Espalhadas pelo areal, existem diversas rochas escuras, que lhe conferem uma personalidade própria, combinando a paisagem de montanha, com a paisagem de praia.
Na escarpa Sul da praia, poderá o visitante admirar a Pedra de Alvidrar – ou pedra do juízo – enorme rocha que desce, quase na vertical, até ao mar e que, segundo a tradição local, era sítio iniciático para os jovens mancebos provarem a sua valentia descendo-a e subindo-a com risco da própria vida. No mesmo local, a cerca de cinquenta metros da arriba, é imprescindível dar uma olhadela ao Fojo, poço natural muito profundo que, na sua base, tem comunicação com o mar. A gruta do Fojo resultou da acção corrosiva da água das chuvas, através das fracturas existentes nas rochas calcárias, conjugada com a acção erosiva das ondas, que originaram um labirinto de grutas, cavernas e enormes fendas.
Consta que os Romanos acreditavam existir um Tritão a tocar búzio no fundo do buraco do Fojo, com cerca de 90 metros.
Na realidade, seria o ruído causado pelas ondas, mas na época foi até enviada uma embaixada ao Imperador Tibério (entre o ano 14 e 34 d.C.) para relatar o fenómeno.
A Praia da Adraga, para além da época balnear, convida a um passeio à beira-mar ou a uma expedição espeleológica.
GPS - N38º48'8.59'' , W9º29'05.17''
[Fonte: Sintra Romântica].

Foto de James Mills / Flickr.
Photo
Wait while more posts are being loaded