Profile cover photo
Profile photo
Julia Bicalho Mendes
29 followers -
Nomad - till nowhere, blooming in the prison of your mouth, becomes wherever you are: you
Nomad - till nowhere, blooming in the prison of your mouth, becomes wherever you are: you

29 followers
About
Posts

Post has attachment
alfonsina, inanna, santa, diosa, sirena, marina, fantasma
flutuo o mar percute nos
lajedos a boca escancara contra a espuma a voz sotopõe-se
nágua           permaneço o eco           dos peixes        da letra           que tenta decifrarte um corpo            imoto            excedendo-se            nos cabelos  ...
Add a comment...

Post has attachment
'hoje
gostaria guardarme    dentro de um chá de cúrcuma tocar os dedos nos poros úmidos do pulmão que salta contornar uma a uma as puas afiadas de lágrimas arranhadas pelo rosto abaixo dobrar o corpo em 5, em 6, o silêncio que se desata, para caber no canto da sa...
'hoje
'hoje
juliabmendes.blogspot.com
Add a comment...

Post has attachment
hoje
gostaria guardarme   dentro de
um chá de cúrcuma tocar os dedos nos poros úmidos do pulmão que salta contornar uma a uma as puas afiadas de lágrimas arranhadas pelo rosto abaixo dobrar o corpo em 5, em 6, o silêncio que se desata, para caber no canto da sal...
Add a comment...

Post has attachment
talvez alguns fragmentos te interessem [1]
Add a comment...

Post has attachment
senda e litoral
quando você abre os olhos e no lugar da antiga praia está o desconhecido conjunto de folhagens e sargaço, as ramificações espaçadas das árvores de frio na beira, as pedras ante o mar demasiadamente horizontal e o escandaloso sol que não recobra mais nada, a...
Add a comment...

Post has attachment
senda e litoral
quando você abre os olhos e no lugar da antiga praia está o desconhecido conjunto de folhagens e sargaço, as ramificações espaçadas das árvores de frio na beira, as pedras ante o mar demasiadamente horizontal e o escandaloso sol que não recobra mais nada, a...
Add a comment...

Post has attachment
senda e litoral
quando você abre os olhos e no lugar da antiga praia está o desconhecido conjunto de folhagens e sargaço, as ramificações espaçadas das árvores de frio na beira, as pedras ante o mar demasiadamente horizontal e o escandaloso sol que não recobra mais nada, a...
Add a comment...

Post has attachment
zap de ano novo
 vim dizer um oi de um silêncio que vem navegando há dias ou há tempos na garganta com a água salgando até os olhos os olhos marejados a deixar romper a paisagem interna a paisagem externa distorcer-se no cosmos das relações interpessoais ou planetárias um ...
Add a comment...

Post has attachment
canção desejante
canção desejante atrapada a alma nas aguas ressurge o inquietamento a branca face a tarde explendorosamente azul e o caracol vergando o som das montañas por dentro o marulho que salga incessantemente o sangue de mulher urânica a bestial euforia da partida a...
Add a comment...

Post has attachment
outro jardim 351
tarde a boca aberta e o sol que anuncia o natal me faz pensar em lúcia. algo nesta ilha sempre me escapa. há um poeta que diz que a solidão pode ser um vício. busco na alegria dos meninos brincando no trapiche e nas mãos doces do velho pramuk uma paz que nã...
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded