Profile cover photo
Profile photo
Lucas Lisboa
"A poesia torna possível o que já se tornou impossível na prosa da realidade"
"A poesia torna possível o que já se tornou impossível na prosa da realidade"
About
Lucas Lisboa's posts

Post has attachment
Bad request error
I don't belive in Jesus Script I'm a bug in God's code and I live in poor mode in core, mother board and crypt My life, Apocalypse On the road, in ride No culty, no pride the last day of eclipse Lostest backup Error four zero four he doesn't exist System in...

Post has attachment
Meu dia
Eu dormi a tarde toda como manda o figurino quero mais é que se foda minha insonia, desatino Já não danço na roda nem de pé fico pro hino e sequer me dou mais corda pra inda crer no meu destino Eis misantropo e casmurro meu fim trancado num quarto aos livr...

Post has attachment
Drink
Sem bravata, desafivelo essa fivela nu no espelho, me vejo e a vista me trava pele pálida, desespero e tristeza bela sem poesia, sem amor, sem força, sem lavra Era mais fácil na época duma Florbela um bilhete duplo pra Verona bastava e partia sem choro sem ...

Post has attachment
Lentamente
Minha virtude, meu mote não mais me diz quem eu sou muito menos porque vivo Não tenho mais essa sorte que do meu peito passou só me resta um frio cativo Não sei bem quem mais errou e por mais que viro e revivo não acho qualquer resposta Tantos meses se calo...

Post has attachment
Poema inacabado
Verso verseja mortal bom, ruim, leal ou mau ainda quero meu poema escrito co'a linha forte da palma de minha mão tracejada em fino corte Verso verseja mortal bom, ruim, leal ou mau Cutucando meu edema num masoquismo de morte voando a partir do chão seguindo...

Post has attachment

Post has attachment
Quadra de luxo
O Diabo veste Prada mas seu rico falo veste uma camisa de vênus da grife Luis Viton

Post has attachment
Abstêmico
Porque meu trago estragou tudo

Post has attachment
B
Eu quero  correr  a corda por seu corpo pequenino pois quero ver se lhe acorda um desejo ou desatino Se  você faminta aborda do palato ao  intestino uma vontade que não discorda um malvado ou santino É erótica a restrição de seus movimentos e frêmitos deixa...

Post has attachment
D
Ao meu comando seu ato tenho seu controle exato de lhe  fazer abanar seu rabo para me dar Faz pose,  fica de quatro q'eu pego chego e lhe engato o tapa de avermelhar as nádegas em seu  par Dominá-la é meu  deleite que lhe  faz beijar meus  pés e pedir por m...
Wait while more posts are being loaded