Profile cover photo
Profile photo
Adriana d'Almeida
4 followers
4 followers
About
Posts

Post has attachment
Dias para tudo.
Há dias para tudo. Uns dá-lhe para acordar já de lágrima a dançar no olho, outros dá-lhe para acordar com a energia de quem passou uma noite inteira ligada a uma tomada eléctrica. Uns dá-lhe para achar que nada neste mundo é bom [talvez deva ir para Marte, ...

Post has attachment
Eles.
Ela. Sempre ela, mas nunca sem ele. Uma noite que se tornou mais longa, não sabe se pelas horas de sono a mais que carregava no corpo, se pelas preocupações que giravam dentro da sua cabeça. Passada a noite em branco naquela cozinha, apenas fumando cigarros...

Post has attachment
Paixonite aguda.
Sabemos que gostamos de alguém quando começamos a escrever sobre essa pessoa, sobre os momentos e as emoções, sobre aquilo que nos faz feliz e até mesmo sobre aquilo que mais nos magoa. Descobrimos que alguém é importante para nós quando começas a perceber ...

Post has attachment
Paixonite aguda.
Sabemos que gostamos de alguém quando começamos a escrever sobre essa pessoa, sobre os momentos e as emoções, sobre aquilo que nos faz feliz e até mesmo sobre aquilo que mais nos magoa. Descobrimos que alguém é importante para nós quando começas a perceber ...

Post has attachment
Menina - Mulher.
À já algum tempo atrás a menina escrevia sobre a sua paixoneta aguda e do quanto isso a andava a inquietar mas principalmente de como isso trouxe vida ao seu pequeno e retraído coração. Hoje ela escreve sobre essa mesma paixoneta, mas de uma forma diferente...

Post has attachment
Não é sorrir que é o melhor remédio.
Não é sorrir que é o melhor remédio mas sim falar. Não é a "sorrir e acenar" que se resolvem problemas e muito menos a fazer dos mesmos rotundas, mas sim confrontando, encarando, discutindo, debatendo esses mesmos problemas. Os problemas são isso mesmo, pro...

Post has shared content
Duas pedras.
Duas pedras da calçada, duas trincheiras abandonadas, duas panelas sem testo. Um diz mata, o outro diz esfola. Um não fala um dia, o outro não fala um mes. Um orgulho sem termo, um orgulho sem fosse ou medida. Desmedido, um orgulho completamente desmedido. ...

Post has attachment
Duas pedras.
Duas pedras da calçada, duas trincheiras abandonadas, duas panelas sem testo. Um diz mata, o outro diz esfola. Um não fala um dia, o outro não fala um mes. Um orgulho sem termo, um orgulho sem fosse ou medida. Desmedido, um orgulho completamente desmedido. ...

Post has attachment

Post has attachment
estações do ano.
Dei por mim a apaixonar-me numa gélida e ventosa noite de inverno. Embora no momento em que esse amor surgiu ainda não tivesse dado conta, pouco depois me apercebi que encontrara um amor que poderá durar as próximas quatrocentas estações. Algum tempo depois...
Wait while more posts are being loaded