Profile cover photo
Profile photo
Barbara de Sousa
95 followers -
Carpe Diem (Horácio)
Carpe Diem (Horácio)

95 followers
About
Posts

Post has attachment
black velvet
Man with black velvet skin I see you in my dreams crawling under the fear Diving in my flesh and bones While I scream in agony wondering if your kiss is just a sweet fantasy... Black velvet skin your touch is magical you know, you know, you know we are wave...
Add a comment...

Post has attachment
**
E viva não estou E viva sou A sombra de mim esquecida E viva não estou E em vida digo Que me morri tantas vezes perdida! Que até custa a crer que ainda em mim palpita O teu frágil coração Ainda por nasceu Meu amor! Meu filho? Minha filha? Perdoa-me! Por que...
Add a comment...

Post has attachment
Quimera
Líquido como o ar que passa por entre o arvoredo devagar, o tempo desdobra-se  e a dor mais profunda como gotas de sangue  caem e escoam no chão Fingi estar bem, sorri com quem olha para as estrelas e lê a primeira letra do poema  sorri, como quem agarra as...
Add a comment...

Post has attachment
Mais suave
Beija a flora da boca, como se não houvessem segredos Desflora as horas mal dormidas, as noites fantasmagorias Beija como se nunca tivesses sido traída. Ah! O beijo do amor inocente E tu tentaste, não é verdade? Ser mais doce, mais meiga, mais prestável usa...
Add a comment...

Post has attachment
Pedaços
Chegará o dia, em que todos os pedaços de mim morrerão, delicadamente, por entre as ondas da maresia e o vento passará por entre os fios uivando em agonia. A minha maior angústia é saber  que apenas amei o sonho que sonhei, vagarosamente o tempo transforma-...
Add a comment...

Post has attachment
ébano
A tua pele castanha na ponta dos meus dedos que curva entre o infinito o improvável e o desassossego. Tu na tua forma mais perfeita de ser, a tua boca soturna e meiga em cada entardecer junto ao mar, aquele mesmo mar que antes nos separava e que hoje unidos...
Add a comment...

Post has attachment

Post has attachment
Respirar
Tento respeitar a minha franqueza por um segundo, tento aceitar a tristeza maior, o gosto límpido do orvalho da manhã o sossego, a paz, o silêncio breve como a vida depressa inunda-se e renego o meu ser, a minha alma volto a adormecer pois só no sono mais p...
Add a comment...

Post has attachment
O futuro
Algum dia fui aquilo que hoje vagamente me lembro só depois de amanhã saberei o que pensar depois da amanhã Mas hoje não! Não posso pensar nas mil camadas de sal que cobrem a minha pele. Criança assustada num canto Choramingando a morte de um pássaro qualqu...
Add a comment...

Post has attachment
Sou
Olha para mim, sou pele cicatrizada sou o grito sufocado na garganta o corpo rasgado a alma vestida. sou este fantasma de mim que caminha Sou eu! Eu na forma mais primitiva do meu ser. Que outra coisa não sem ser, sem ser eu nada sou. (tremem -me as mãos) O...
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded