Profile cover photo
Profile photo
Cláudia Clarin
About
Cláudia's interests
View all
Cláudia's posts

Post has attachment
Na garantia do próprio equilíbrio, alinhemos algumas indicações de paz, destinadas a imunizar-nos contra a influência de aflições e tensões,
nas quais, tanta vez, imprevidentemente arruinamos tempo e vida:
... corrigir em nós as deficiências suscetíveis de conserto, e aceitar-nos nas falhas cuja supressão não depende ainda de nós,
fazendo de nossa presença o melhor que pudermos,
no erguimento da felicidade e do progresso de todos;
... tolerar os obstáculos com que somos atingidos,
ante os impositivos do aperfeiçoamento moral, e entender que os outros carregam igualmente os deles;
... observar ofensas como retratos dos ofensores, sem traçar-nos a obrigação de recolher semelhantes clichês de sombra;
... abolir inquietações ao redor de calamidades anunciadas para o futuro, que provavelmente nunca virão a sobrevir;
... admitir os pensamentos de culpa que tenhamos adquirido, mas buscando extinguir-lhes os focos de vibrações em desequilíbrio, por meio de reajustamento e trabalho;
... nem desprezar os entes queridos, nem prejudicá-los com a chamada superproteção tendente a escravizá-los ao nosso modo de ser;
... não exigir do próximo aquilo que o próximo ainda não consegue fazer;
... nada pedir sem dar de nós mesmos;
... respeitar os pontos de vista alheios, ainda quando
se patenteiam contra nós, convencidos quanto devemos estar se que pontos de vista são maneiras, crenças, opiniões e afirmações peculiares a cada um;
... não ignorar as crises do mundo; entretanto, reconhecer que, se reequilibrarmos o nosso próprio mundo por dentro - esculpindo-lhe a tranquilidade e a segurança em alicerces de compreensão e atividade, discernimento e serviço -, perceberemos, de pronto, que as crises externas são fenômenos necessários ao burilamento da vida, para que a vida não se tresmalhe da rota que as Leis do Universo lhe assinalam no rumo da perfeição.

Chico Xavier / Emmanuel (espírito)

A paz. Todos buscamos a paz.
Mas não adianta nos isolarmos do mundo, tentando não ver, ouvir ou comunicar-se
com os que estão ao redor, escondendo-se num casulo protetor, mas, ao mesmo tempo, falso e solitário.
Somos seres sociais e necessitamos uns dos outros.
E Emmanuel nos dá o roteiro a seguir, para melhor e mais rapidamente cultivarmos a paz em nós mesmos.
Porque é lá que ela começa - dentro de nós.
Então, vamos praticar o que Emmanuel nos ensina?
Vamos burilar-nos de forma a deixar florescer a suavidade, a compreensão,
a benevolência, a caridade, a alegria e o amor que existem em nós?

Temos dentro de nós a centelha divina.
Que ela possa se expandir, então, e transformar a nossa vida, transformando-nos em seres a cada dia melhores e mais compassivos conosco e com os que estão ao redor.

Uma excelente semana para você.
Que, a cada manhã, ao levantar-se, você se proponha a viver um dia de muita paz, contribuindo, com amor e boa-vontade, para que ele assim seja.

E, em agindo assim, você encontre-se e envolva de amor todos aqueles com os quais estiver em contato.
Photo

Post has attachment
**
Fevereiro se inicia com muita energia positiva! Agora é hora de decidir fazer algo diferente! Não desista, corra atrás de seus sonhos e metas, com certeza você  irá conseguir concluir todos os seus objetivos! Peça ao ARCANJO MIGUEL proteção divina, peça par...

Post has attachment

Post has attachment
Porque nos sentimos tão ansiosos ?
Por que vivemos tão ansiosos? Em maior ou menor grau, todos se sentem o que chamamos de “ansiedade” boa parte do tempo. Os momentos verdadeiros de relaxamento e paz interior autênticos são raros. A dificuldade em viver no presente é um dos maiores contribui...
Wait while more posts are being loaded