Profile cover photo
Profile photo
Dia do Basta
88 followers
88 followers
About
Posts

Estamos promovendo um
ATO/OPERAÇÃO
para enquadramento do máximo de corruptos por crimes eleitorais.
QUEM QUER PARTICIPAR?
Add a comment...

Post has attachment
Nilson Leitão (PSDB)

Coordenador da bancada ruralista, é alvo de seis inquéritos (3711, 3632, 3631, 3630, 3629 e 3492), por corrupção passiva e crimes contra Lei de Licitações. O primeiro caso está relacionado à Operação Navalha, que revelou esquema de corrupção entre a empreiteira Gautama e administradores públicos. Na época, era prefeito de Sinop e chegou a ser preso preventivamente por três dias.

Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Deputado Federal Rodrigo Maia (DEM - Rio de Janeiro)
O presidente da Câmara responde a dois inquéritos (4431 e 4437), por corrupção e lavagem de dinheiro, decorrentes da Lava Jato. Nos dois casos,há suspeitas também contra o seu pai, o ex-prefeito do Rio Cesar Maia. Uma das investigações apura repasses ilícitos da Odebrecht para os dois em três anos eleitorais diferentes, em valores de R$ 350 mil a R$ 600 mil. No outro inquérito, o deputado e o ex-prefeito, ao lado dos senadores Eunício Oliveira, Renan Calheiros e Romero Jucá,são acusados de receber vantagens indevidas em troca da aprovação de três medidas provisórias(470/2009, 472/2010 e 613/2013) de interesse da Odebrecht.
Apelidado nas planilhas da empreiteira como “Botafogo”, Maia é suspeito de receber R$ 100 mil nesse caso.

Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Ezequiel Fonseca (PP)

Inquéritos 4249 e 4297 e ação penal 941, por corrupção eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e crimes da Lei de Licitações. O deputado alega que a PGR já se manifestou pela absolvição dele no processo. Diz que aguarda para ser ouvido nos dois inquéritos.

Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Valtenir Pereira (PMDB)

Inquérito 3653, por crime contra Lei de Licitações.

Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Testando
Add a comment...

Post has attachment
Jorge Viana (PT)

O inquérito 4393 apura se o senador e seu irmão, o governador Tião Viana (PT), receberam R$ 2 milhões da Odebrecht para a campanha ao governo do Acre em 2010, conforme delação premiada de ex-executivos da empreiteira. Desse total, segundo delatores,R$ 1,5 milhão em caixa dois. Os dois negam irregularidade. “Vamos provar na Justiça o que dissem os antes: nossas campanhas foram dentro da lei e feitas com dinheiro limpo. Nada devemos e nada tememos. Confiamos na Justiça.”

Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Gladson Cameli (PP)
O 2º secretário da Mesa Diretora do Senado responde ao inquérito 3989, da Lava Jato, pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha. Segundo o doleiro Alberto Youssef, o senador fazia parte do grupo do PP que recebia re-passes mensais entre R$ 30 mil e R$ 150 mil da cotada legenda no esquema na Petrobras. Gladson diz que as doações no período eleitoral de 2014 foram obtidas de maneira lícita pelo seu comitê e aprova-das pela Justiça.

Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Fonte: Revista Congresso em Foco nº 26
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded