Profile cover photo
Profile photo
Catarina Reis
10 followers
10 followers
About
Catarina Reis's posts

Post has attachment
**
Solta a sensatez. Franca e a fresco, Silencia-te a saudade, Que tem frente frouxa, folga fraca, e freme por florir. Solta-te desse semblante soturno, Faz-te falta a firmeza fugida. Sumiu-se o sangue possante, Ficou-te, fraquejante, o fôlego frouxo, Fodasse!...

Post has attachment
**
Esse fruto. Reluz vivo, de cor doce, Fez-se de veneno e àgua benta. Trinca-lhe a carne. Sabe à seiva do prazer eterno. Transpiras de lúxúria, Ardem-te as vísceras como jamais. No início, O sangue freme quente nas veias, A violência com que lateja, Tremes de...

Post has attachment
**
Dia após dia, Esperas o dia que não chega. Nunca vai chegar, Não é ambição desmedida, É exagero, é desespero. Fórmula infalível da miserabilidade. Retrato perfeito da tua vida. Dia após dia, E não te chega o dia. Ferido e esperançoso, Desalinhas a fasquia, ...

Post has attachment
**
Respira fundo, Acabou. Vê que é a tua sombra, Não tens por onde escapar. No buraco negro que é cabem todos os teus demónios, E eles não têm para onde ir, Não têm com quem mais estar. Sabes-te noite e dia, E nas tuas noites frias és só sombra. Consomem-te as...

Post has attachment
**
É quando perdes tudo, Que reavalias. A só. Vês mais, vês que querias mais. E sobra-te amor. Tristes os sós, Que só se querem a eles. Tristes que dão tudo ao que morre com eles, Tristes que de prazer sorriem para o reflexo do espelho, Tristes por se lambuzar...

Post has attachment
**
Tenho tanta coisa para te contar, Que já temo. Às vezes quando me deito e fecho os olhos, tudo aclara, Queria que estivesses ao meu lado, E ouvisses tudo o que tenho para dizer, E me dissesses tudo o que quero ouvir. Mas nunca estás lá, E eu sei que vais co...

Post has attachment
**
Nunca devias ter acreditado, Devias saber melhor, Esses moralismos de coração doce, Esse peito eternamente pesado com as dores dos outros. Aos outros não lhes pesa assim. Antes tinhas já visto desmoronar, A garganta seca, A boca semiserrada, os lábios despi...

Post has attachment
**
Andássemos nós despidos e despojados. Sujos como somos desde o primeiro grito. Sem o aconchego do trapo que nos disfarça os desconcertos, Sem a exteriorização do ego ou da necessidade. Despidos e a cru. Soubessemos nós caminhar como quem não se deixa ver. S...

Post has attachment
**
Quando o meu tempo aqui acabar, Não me chores por saudade, Chora-me, Por amor. Quando o meu tempo aqui acabar, Não me sintas em falta, Não me encontres na ausência, Quando o meu tempo aqui acabar, Sabe que tive tempo, Quase de sobra. Quase de mais, Quase ex...

Post has attachment
A história que já se fez história.
Faz já anos, era de tarde, no jardim. Estava frio, estávamos lá para uns dias de Outubto. Ou uma daquelas tardes de Julho, que por maldição se deixam resfriar. Mas, saúde fraca de fumador, já nem teme os resfriados de que fogem os que transpiram eternidade....
Wait while more posts are being loaded