Profile cover photo
Profile photo
Carolina C.
15 followers
15 followers
About
Posts

Post has attachment
4 anos
Quatro anos depois ainda és o meu último pensamento ao adormecer
e o primeiro ao acordar.  Quatro anos depois e ainda me tiras o ar em cada beijo,
como se fosse o primeiro.  Quatro anos depois ainda descontrolas o meu coração de
cada vez que me atropelas o ...

Post has attachment
barco à deriva
Pensei que estávamos no mesmo barco e quis levá-lo mais longe. Mas quando reparei já te afastavas no horizonte. Pensei que estávamos do mesmo lado, eu do teu e tu do meu. Mas atravessas-te a rua e já não te vejo neste breu. Pensei que éramos parceiros para ...

Post has attachment
limite
     Para ti, outra vez. Mas para quê, se nem a tinta da caneta que gasto tu mereces? Para ti, outra vez. Porque nao sei mais o que pensar ou fazer. Não sei o que pensar sobre esta amizade que pensei que ter para vida ou sobre as atitudes para te tirar da m...

Post has attachment
Para os dias em que não consegues sair da cama
Tu não és uma desilusão. Não és uma desilusão por teres tido negativa naquele teste para o qual não conseguiste estudar. Não és uma desilusão por teres passado o dia debaixo da colcha a chorar. Não és uma desilusão por hoje nem os dentes teres conseguido la...

Post has attachment
Isto que sinto
E uma eternidade depois continuo sem saber como te falar, uma eternidade depois e ainda não encontrei palavras.  Achei que talvez agora já soubesse como te explicar isto que sinto, não sei, e quero tanto saber como explicá-lo alguém, saber como dizer-to a t...

Post has attachment
ser II
  Apercebi-me que sou uma fraude.    Tudo o que sou ou pensa foi me dado por outro alguém. Nada em mim é realmente meu ou original.     Sou mais uma cópia de tudo o que existe por aí. E não sei ser eu, vivendo constantemente escondida pelas máscaras de hoje...

Post has attachment
31 de Outubro de 2013
Procurei as tuas mãos no escuro. Já é um instinto. E precisava de acreditar, de confirmar que não eras uma ilusão, um sonho meu. Quando senti a tua mão na minha, o frio que tinha desapareceu. Não sei como descreve-lo, simplesmente não me lembro de alguma ve...

Post has attachment
ser III
Sou o paradoxo que não entendes. Sou a mente que não se cala mas da qual tu não ouves uma palavra. Sou a mente cansada e perturbada que ninguém quer ouvir mas que, na verdade, nada tem a dizer. Sou as palavras ainda por criar mas que não fazem falta. Sou o ...

Post has attachment

Post has attachment
**
“ Perhaps
one did not want to be loved so much as to be understood."  George Orwell
Wait while more posts are being loaded