Shared publicly  - 
 
O dramático aquecimento da Antártica Ocidental

Um vasto estudo (http://www.nature.com/ngeo/journal/vaop/ncurrent/full/ngeo1671.html)conduzido por uma equipe internacional de meteorologistas acaba de trazer novos dados sobre o aquecimento da Antártida Ocidental (http://en.wikipedia.org/wiki/West_Antarctic_Ice_Sheet) -- uma das regiões do planeta mais capazes de provocar desequilíbrio climático de grandes proporções. O trabalho está publicado no último número mais recente da revista Nuture Geoscience (www.nature.com/ngeo e foi produzido a partir do recálculo das temperaturas detectadas em meio a condições precárias, desde 1958, no centro da camada de gelo antártica. O New York Times produziu breve resenha a respeito (http://www.nytimes.com/2012/12/24/science/earth/west-antarctica-warming-faster-than-thought-study-finds.html?_r=0)

A temperatura média nestas regiões pode ter se elevado em cerca de 4.4º Farenheit (aproximadamente 2.4ºC) em pouco mais de cinquenta anos, dizem as novas estimativas. Para chegar a elas, os cientistas usaram modelos matemáticos e cálculos por computador, para suprir dados que até agora faltavam, devido às condições inóspitas em que são obtidos.

A constatação de que há aquecimento no centro da camada de gelo da Antártida Ocidental, torna ainda mais presente o risco de que ocorra, em algumas décadas, o colapso de toda esta camada. Se ele vier a ocorrer, estima-se que possa provocar, sozinho, uma elevação de ao menos 3,3 metros no nível médio do mar. Além disso, poderia significar que todo o gelo antártico está sob ameaça -- o que envolve um volume de água dez vezes superior ao da porção ocidental do continente.
Translate
1
Add a comment...