Profile cover photo
Profile photo
Odete Rangel
Uma obstinada pela vida e uma vitoriosa
Uma obstinada pela vida e uma vitoriosa
About
Odete's interests
View all
Odete's posts

Post has attachment
Novo golpe do desconto do Uber. Leia o post até o fim.

Intimação para regularização de cadastro de pessoa física.
A mensagem, cujo remetente, seria a Receita Federal é falsa.



http://odeter.blogspot.com.br/2017/06/intimacao-para-regularizacao-de.html



Não acredite em tudo que recebe on-line, os aproveitadores e fraudadores estão em ação diariamente.

Bom dia a todos!


http://odeter.blogspot.com.br/2017/05/recupere-seu-credito-saia-da-lista-de.html


Post has attachment
Morre Antonio Candido, deixando o Brasil mais pobre!

Post has attachment
De olho na validade dos produtos alimentícios!

Feliz dia das Mães para todas as mães!
Passou a valer em Santa Catarina nesta terça-feira, 9, uma lei que garante aos clientes que encontrarem produtos vencidos à venda tenham direito a outro produto, dentro da validade, gratuitamente. O projeto, de autoria do deputado Darci Matos (PSD), foi proposto em 2015 e estabelece que o consumidor ganhe um produto idêntico ou similar com o mesmo valor. Em Florianópolis, a Lei nº 9337/2013 já estabelecia essa norma. De acordo com o texto, publicado no Diário Oficial de Santa Catarina, supermercados, hipermercados e estabelecimentos similares que comercializam produtos alimentícios devem fornecer, gratuitamente, outro produto dentro do prazo de validade ao consumidor que constatar a existência de produto exposto à venda com prazo de validade vencido. Os estabelecimentos também devem afixar cartazes ou informações sobre essa disposição. Porém, a lei não se aplica se a constatação acontecer depois da compra. Neste caso, a recomendação é entrar em contato com o estabelecimento comercial e apresentar a nota fiscal, em busca de um acordo. Se não for sugerida uma solução, o cliente deve procurar um órgão de defesa do consumidor (151) ou realizar uma denúncia para a Vigilância Sanitária do Estado ou do Município. A Associação Catarinense de Supermercados (Acats) comunicou que a prática já é realizada nos estabelecimentos associados desde 2011, com a campanha "Olho na Validade", uma parceria com o Procon-SC. A última lista das lojas participantes, divulgada em 2016, contava com mais de 400 mercados. A fiscalização da lei cabe ao Procon de Santa Catarina, que também deve receber as denúncias e reclamações pelo descumprimento. Os estabelecimentos que não seguirem as normas estão sujeitos às penalidades do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/1990) e os valores arrecadados com a aplicação das multa devem ser depositados no Fundo para a Reconstituição de Bens Lesados. Leia também:
Passou a valer em Santa Catarina nesta terça-feira, 9, uma lei que garante aos clientes que encontrarem produtos vencidos à venda tenham direito a outro produto, dentro da validade, gratuitamente. O projeto, de autoria do deputado Darci Matos (PSD), foi proposto em 2015 e estabelece que o consumidor ganhe um produto idêntico ou similar com o mesmo valor. Em Florianópolis, a Lei nº 9337/2013 já estabelecia essa norma.     De acordo com o texto, publicado no Diário Oficial de Santa Catarina, supermercados, hipermercados e estabelecimentos similares que comercializam produtos alimentícios devem fornecer, gratuitamente, outro produto dentro do prazo de validade ao consumidor que constatar a existência de produto exposto à venda com prazo de validade vencido. Os estabelecimentos também devem afixar cartazes ou informações sobre essa disposição.     Porém, a lei não se aplica se a constatação acontecer depois da compra. Neste caso, a recomendação é entrar em contato com o estabelecimento comercial e apresentar a nota fiscal, em busca de um acordo. Se não for sugerida uma solução, o cliente deve procurar um órgão de defesa do consumidor (151) ou realizar uma denúncia para a Vigilância Sanitária do Estado ou do Município.      A Associação Catarinense de Supermercados (Acats) comunicou que a prática já é realizada nos estabelecimentos associados desde 2011, com a campanha "Olho na Validade", uma parceria com o Procon-SC. A última lista das lojas participantes, divulgada em 2016, contava com mais de 400 mercados.     A fiscalização da lei cabe ao Procon de Santa Catarina, que também deve receber as denúncias e reclamações pelo descumprimento. Os estabelecimentos que não seguirem as normas estão sujeitos às penalidades do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/1990) e os valores arrecadados com a aplicação das multa devem ser depositados no Fundo para a Reconstituição de Bens Lesados.     Leia também:
odeter.blogspot.com

Post has attachment
Carteira Nacional de Habilitação, agora com QR- Code

Post has attachment

Post has attachment
Aposenatos do BANRISUL vamos nos mobilizar para termos de volta nossos direitos adquiridos!!!

Post has attachment
Se você tiver interesse no Netflix, vale a pena assinar, é barato e a programação é muito legal. Mas somente faça isso através do site oficial da empresa, nunca aceite serviços e produtos oferecidos por estranhos" on-line. Ótima semana a todos!

Post has attachment
Mentiras e verdades sobre jogos como o da Baleia Azul ou Blue Whale. Informe-se, oriente seus filhos e evite uma tragédia
Wait while more posts are being loaded