Profile

Cover photo
João Barbosa
Works at jornalismo e criação escrita
Lives in Lisboa
249 followers|1,630,708 views
AboutPostsPhotosVideos+1's

Stream

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
2 Many DJ's no Lux - há tanto tempo
 ·  Translate
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. Para dizer verdade, podem muitas ou poucas palavras. A morte não existe e na vida fazemos o devido, o indevido ou nada, sendo nada só nada, o que é ser alguma coisa. Certo de virtudes e sombras, Mário Soares deu-nos muito...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. As musas surgem e vão-se, de estado-matéria fugidio, no sólido sem tempo, estão para o feitiço incendiário, depois escorregando para água ou diluindo-se num esfumado. . . Os desgraçados apaixonam-se. Os outros f...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. À janela como num espelho de Magritte, o tempo é irrelevante no lugar, quieto de província, onde o comboio já não passa. O pequeno viaduto com cheiro antigo é a preto e branco. . A cidade abandonou-se e à noite é deserta...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. Às vezes tenho de aceitar a realidade e dizer que sou mais gasoso do que sólido. A verdade interessa-me pouco e tenho medo da matemática, uma manta de aço oxidado. Durmo nesta rua mas vivo no sítio do querer, onde estarei ...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. A banalidade é uma sopa morna. Óbvia como entediante a sopa fria e a exaltada sopa quente. No enfadonhamento ou com as papilas zangadas não há aromas nem sabores e o cheiro e fome passam. . A banalidade é vazia. O resfri...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. Em torno não há parede. Provisoriamente eterno, declaração de melancolia e procrastinação, um biombo translúcido por onde vem a luz e a sombra, gente e o ardor dos amores deixando-me. . Vingo-me numa rebelião, transparen...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. Os quadrados vêem o mundo redondo, penso com erro de paralaxe. Os outros não voam e não sei andar. . Não compreendo a vida nem as vizinhanças nem a mim nem sentido nos dias. . Por ter nascido aqui, por falta de mercê, ...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. A minha hora encontrará o teu Norte e o que disse a bruxa será inadiável e nem um segundo deixará de ser momento nem o prazer finito antes de nos cansarmos. . Será um acontecimento épico, serei Vasco da Gama e tu a Índia...
1
Add a comment...

João Barbosa

Shared publicly  - 
 
. Às vezes tenho de aceitar a realidade e dizer que sou mais gasoso do que sólido. A verdade interessa-me pouco e tenho medo da matemática, uma manta de aço oxidado. Durmo nesta rua mas vivo no sítio do querer, onde estarei ...
1
Add a comment...
Story
Tagline
a mim ninguém me infotocopia
Introduction
tenho a mania de escrever
Bragging rights
Belenenses
Education
  • História
Basic Information
Gender
Male
Looking for
Friends
Birthday
January 8, 1970
Other names
Vampiro amador
Work
Occupation
Jornalista
Skills
escrever, desenhar e dar bitaites
Employment
  • jornalismo e criação escrita
    jornalista editor escritor e poeta, 1990 - present
Places
Map of the places this user has livedMap of the places this user has livedMap of the places this user has lived
Currently
Lisboa
Contact Information
Home
Email
João Barbosa's +1's are the things they like, agree with, or want to recommend.
Antes carapaus de escabeche
infotocopiavel.blogspot.com

. A banalidade é uma sopa morna. Óbvia como entediante a sopa fria e a exaltada sopa quente. No enfadonhamento ou com as papilas zangadas nã

Só isso
infotocopiavel.blogspot.com

. Inspirar ainda morto ainda respira e já morto se ficar. O tal quarto, do alquebramento silencioso de harmonia caótica, onde azul trinchado

Transfusão de qualquer coisa
infotocopiavel.blogspot.com

. O som é centelha e sua sombra ainda que o risco do avião no azul chegue mudo. . À noite, fosse negro absoluto, na fé, na mágoa, mudo e sur

Mário Soares – 7 de Dezembro de 1924 – 7 de Janeiro de 2016
infotocopiavel.blogspot.com

. Para dizer verdade, podem muitas ou poucas palavras. A morte não existe e na vida fazemos o devido, o indevido ou nada, sendo nada só nada

Chaves
infotocopiavel.blogspot.com

. Em torno não há parede. Provisoriamente eterno, declaração de melancolia e procrastinação, um biombo translúcido por onde vem a luz e a so

Obituário de quem não morreu
infotocopiavel.blogspot.com

. Pode ser que não valha e pode ser que não me importe e pode ser que nem seja importante. . É! Um retrato da decadência. Para não me aleija

Vista para nada
infotocopiavel.blogspot.com

. Não e dizem do azul tristeza e contudo não é cor nem estado de espírito é o adjectivo sem preferência nem fronteira pois do céu e do mar.

Aforismos
infotocopiavel.blogspot.com

. Pensei e disse: . – Espaço e contra-espaço. . Pensei e percebi que não entendi nem da partida nem do caminho nem da chegada nem da utilida

Sobre os dias
infotocopiavel.blogspot.com

. As cores todas entornadas num pedido, muito largo e longo no sorriso de menina e de mulher – acreditar e desejar são coisas diferentes que

Estavam isentos de morte
infotocopiavel.blogspot.com

. . Tinham a adolescência e a isenção de morte. Não passaram juntos a porta, porque era segredo. Caíram loucos de desejo e atrasados nos org

O meu Natal
infotocopiavel.blogspot.com

. Chegou o Natal, com tudo. Como digo tudo não falo do bacalhau cozido com grão nem do peru seco nem da Missa do Galo nem do presépio. Não d

Um muro pela frente
infotocopiavel.blogspot.com

. Os quadrados vêem o mundo redondo, penso com erro de paralaxe. Os outros não voam e não sei andar. . Não compreendo a vida nem as vizinhan

Navio imperfeito
infotocopiavel.blogspot.com

. À janela como num espelho de Magritte, o tempo é irrelevante no lugar, quieto de província, onde o comboio já não passa. O pequeno viaduto

A tarde e a noite
infotocopiavel.blogspot.com

. Tirar-tas, de algodão, claras com florzinhas, como seria naquela tarde, sentir-te os aromas do talco e do despertar. . Faremos o que desej

A cama
infotocopiavel.blogspot.com

. A minha hora encontrará o teu Norte e o que disse a bruxa será inadiável e nem um segundo deixará de ser momento nem o prazer finito antes

Dirás
infotocopiavel.blogspot.com

. Se em ti voam negras em círculo, urrando e uivando, e tombas de morte, uma luz pousará e voz tépida dirá bem, dissipando as aves da escuri

Ninfa Branco Maria Gomes 2015 + Ninfa Rosé 2015
joaoamesa.blogspot.com

João M Barbosa insiste em fazer vinhos de que gosto muito. Estes Ninfa são descontraídos, mas são mais do que Sol e praia. Elegantes e praze

H'Our Branco 2015 + H'Our Rosé 2015 + H'Our Tinto 2012 + H'Our Azeite Vi...
joaoamesa.blogspot.com

A região do Douro tem sido feliz. O potencial existe, mas se não houver quem saiba trabalhar duvido que o resultado seja, na melhor hipótese

À meia-noite haverá fogo-de-artifício
infotocopiavel.blogspot.com

. – Tens tempo? . – Tenho algum. . – Tens tempo até amanhã? . – Como assim? . – Ou antes ou para lá. . – Vamos viajar? . – Sim, é isso. . –

Colecção de advérbios de modo
infotocopiavel.blogspot.com

. Estou abastadamente farto, oficialmente em tédio, generosamente desprendido, inegavelmente falível, obrigatoriamente irrelevante, inesquec