Profile cover photo
Profile photo
Carlos gonçalves
184 followers
184 followers
About
Communities and Collections
View all
Posts

Post has attachment
**
estou seco. por mais que eu me esprema a barbárie do dia me expropria de qualquer poesia sou uma carcaça sob o sol n'um chão árido de hipocrisia. (chg)
Add a comment...

Post has attachment
**
rente ao chão tingido pela saliva da libido em meio aos passos apressados da humana dimensão urram, berram, rugem, marcam território são muitos. ela, acuada, aguarda, paciente, em seu cínico suspense, o cão do coito | sua flor exala o perfume canto da serei...
Add a comment...

Post has attachment
**
ente ao chão tingido pela saliva da libido em meio aos passos apressados da humana dimensão urram, berram, rugem, marcam território são muitos. ela, acuada, aguarda, paciente, em seu cínico suspense, o cão do coito | sua flor exala o perfume canto da sereia...
Add a comment...

Post has attachment
**
quando partiste, sequei. hoje, as carcaças de meus versos ornam o solo árido e estéril do que um dia foi jardim...                                                                                             fim. (chg
Add a comment...

Post has attachment
**
tenho a nítida impressão de que sou parte pútrida de um parto ... um feto, inquieto nascituro, gestado no ventre de toda ignorância ... por entre lábios-vulva-mundo,                                                     tenho contemplado a vida em toda sua ex...
Add a comment...

Post has attachment
**
não posso ficar a vida inteira pendurado em teu seio... tenho pressa. não mamo... e teu músculo rubro pulsante do peito está cheio de amores outros um dia, meus dedos exaustos - por não mais suportarem a dor da desilusão - hão de ceder ... então, tombarei n...
Add a comment...

Post has attachment
**
... com um dedo de vinho - alimento de formigas ébrias -, o cálice esquecido na mesa é testemunha de um equívoco, de um desencontro... aquele cálice tem o que sonhei em meu lábios: as digitais do teu batom carmim. (formigas se embriagam do vinho, do meu cor...
Add a comment...

Post has attachment
**
deixou-me repentinamente, partiu e o chão se abriu e despenquei no vazio infinito agora, em queda livre, teço asas com os cacos do que fora sonho incessantemente    . chg
Add a comment...

Post has attachment
**
... cheio de si, não se coube... explodiu. (ninguém catou os cacos de sua existência vil...) chg
Add a comment...

Post has attachment
**
frações dolorosas de tempo... : o tempo das marés. enches, cresces e vens                               e teu toque,                               onda morna, chega e beija meu cais... depois, te vais. chg
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded