Profile cover photo
Profile photo
Vera Silva
769 followers -
Sou como você me vê, leve como uma brisa ou forte como ventania. Depende de quando e como você me vê passar...
Sou como você me vê, leve como uma brisa ou forte como ventania. Depende de quando e como você me vê passar...

769 followers
About
Vera's posts

Post has attachment
Assinem a petição!!!
Aposentadoria de políticos com a mesma regra da legislação previdenciária.

Post has shared content
Poema
Se morro
universo se apaga como se apagam
as coisas deste quarto
se apago a lâmpada:
os sapatos - da - ásia, as camisas
e guerras na cadeira, o paletó
dos - andes,
bilhões de quatrilhões de seres
e de sóis
morrem comigo.
Ou não:
o sol voltará a marcar
este mesmo ponto do assoalho
onde esteve meu pé;
deste quarto
ouvirás o barulho dos ônibus na rua;
uma nova cidade
surgirá de dentro desta
como a árvore da árvore.
Só que ninguém poderá ler no esgarçar destas nuvens
a mesma história que eu leio, comovido.
Ferreira Gullar, em "Dentro da noite veloz", 1975.
http://www.elfikurten.com.br/2012/04/ferreira-gullar-entre-o-lirico-e-o.html

Post has attachment

Post has attachment

Post has shared content

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
Federação Nacional dos Policiais Federais – FENAPEF emite nota, com base em 'postagem alarmista e fantasiosa' do site de extrema direita www.oantagonista.com, na qual este questiona: ESTAMOS SENDO INVADIDOS?

Mesmo tendo os bolivianos informado à Polícia Federal que vieram ao Brasil para o lançamento de um projeto imobiliário do grupo boliviano Sion, de Santa Cruz de La Sierra, a Federação Nacional dos Policiais Federais emitiu nota, para informar que:
"Estrangeiros que participarem de atos políticos podem ser detidos e expulsos do País

Agentes Federais de todo o Brasil estarão de sobreaviso para atuarem em eventuais ocorrências.

A Federação Nacional dos Policiais Federais – FENAPEF vem à público informar sobre a proibição legal da participação de estrangeiros em manifestações políticas no Brasil, diante das notícias veiculadas na imprensa sobre a entrada de estrangeiros vindos da Venezuela, Peru, da Argentina e do Paraguai, com o fim de protestar contra o Impeachment da Presidente Dilma Rousseff, no próximo domingo, 17.

O Estatuto do Estrangeiro (Lei nº 6815/80, art.107) dispõe que o estrangeiro admitido no território nacional não pode exercer atividade de natureza política, nem participar de desfiles, passeatas, comícios e reuniões de qualquer natureza no Brasil, submetendo o infrator à pena de detenção de 1 (um) a 3 (três) anos e expulsão do País.

A lei submete ainda à pena de expulsão o estrangeiro que, de qualquer forma, atentar contra a segurança nacional, a ordem política ou social, a tranqüilidade ou moralidade pública e a economia popular, ou cujo procedimento o torne nocivo à conveniência e aos interesses nacionais, ou desrespeitar proibição especialmente prevista em lei para estrangeiro (art.65, d).

O controle migratório de estrangeiros no Brasil é a atividade de polícia de soberania da Polícia Federal que é realizada nas fronteiras terrestres, portos e aeroportos pelos Agentes Federais, que fiscalizam a regularidade da entrada, permanência e saída de estrangeiros do território nacional, podendo aplicar multas e notificar a deixarem o país, os que infringirem a lei.

Os estrangeiros que forem encontrados participando das mobilizações do impeachment presidencial podem ser detidos e encaminhados à Polícia Federal. “Vivemos no Brasil um momento de crise política interna, mas não devemos abrir mão da nossa soberania. Estrangeiros entrando no País com o objetivo específico de participar de manifestações políticas é uma ameaça ao Brasil, uma violação ao Estatuto do Estrangeiro e afronta às instituições de controle, como a Polícia Federal”, afirma Luis Boudens, Presidente da FENAPEF.

A FENAPEF reafirma à sociedade que os Agentes Federais continuarão sempre a agir com integral respeito à Constituição Federal, aos direitos e garantias individuais e ao Estado Democrático de Direito, colaborando com os Poderes da República e órgãos de Segurança Pública para a manutenção da ordem e da democracia.

Todo o efetivo de Agentes Federais do País estará de sobreaviso no período de 15 a 18 de abril, visando atuar em eventuais ocorrências da competência da Polícia Federal e no auxílio às demais forças de Segurança Pública do País.

Federação Nacional dos Policiais Federais – FENAPEF
Contato Imprensa:
Rapport Comunicação – Luiz Humberto Carrijo
Fone/whatsapp: (11) 2765-2179 / (11) 99983-6977
Diretoria de Comunicação FENAPEF – Magne Cristine
Fone/whatsapp: (61) 9214.7443

Veja notícia relacionada:
http://www.oantagonista.com/posts/estamos-sendo-invadidos " 
Wait while more posts are being loaded