Profile cover photo
Profile photo
Suely Sette
106 followers -
Sou na vida uma eterna aprendiz!
Sou na vida uma eterna aprendiz!

106 followers
About
Suely Sette's posts

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
Suely Sette commented on a post on Blogger.
Um carinho assim é para se guardar.Obrigada Marcelo Garbine Mingau Ácido!
Marcelo Garbine Mingau Ácido É possível dividir esta poesia em quatro focos:
1) A descrição:
O outono, aqui, é, temporalmente, localizado entre solstício e equinócio, além de, liricamente, comparado às outras três estações do ano. Usufruindo de uma habilidade dinâmica, a poetisa traça as peculiaridades da estação que dá título ao poema de forma a disponibilizá-la para a degustação do leitor em "potes" como se fossem iguarias típicas de uma cultura visitada, dada a exploração caprichosa das ramificações que se estendem a partir da essência de um ponto sazonal que não está situado em nenhum dos dois extremos (inverso e verão). A brandura é o recurso principal empregado para acertar o tom descritivo de sensações que não se escoram nem no expoente máximo e nem no mínimo.
2) A contemplação:
Sentir a alma em paz, apreciar o bailado das folhas e a quietude do silêncio, ... Neste ponto, desfrutamos de um dos mais ricos elementos que dá ênfase ao poema: a diversificação dos sentidos: o sabor da fruta, o som da serenata, o cheiro de infância, a visualização do beija-flor tecendo o seu ninho.
3) A reflexão:
Gratuitamente, o calor do sol e a brisa suave são-nos ofertados pela natureza e, devido aos afazeres sociais e suas respectivas ambições, muitas vezes, abrimos mão deste deleite, em grande parte, por não valorizar o que nos é dado sem a exigência de uma paga em contrapartida.
4) A conclusão: Sabiamente, a obra é encerrada com a junção dos fatores reflexivos e contemplativos. Se a reflexão tangenciou uma abordagem acerca da conveniência das escolhas humanas e a contemplação mostrou um campo tátil alternativo, nada mais astuto que miscigenar o segundo e o terceiro foco para forjar o quarto: é urgente sentir e o hoje é o que temos. Não precisamos protelar, esperando uma estação do ano, pois é ela uma questão de estado de espírito que podemos conosco levar.

Post has attachment

Post has attachment
Wait while more posts are being loaded