Profile cover photo
Profile photo
Carlos Alberto Scorpion
91 followers
91 followers
About
Carlos Alberto's posts

Post has attachment

Post has attachment
STF pode estar no centro de próxima delação. Talvez aí fique clara a razão de muitas decisões sem logica
às julho 02, 2016
STF
Tal como se lê na Coluna do Moreno (do jornalista Jorge Bastos Moreno, no Globo), a coisa tende a feder para o STF nos próximos dias:

Renomado advogado, considerado um dos melhores do país, soube que estava na mira das investigações.

Não pensou duas vezes: procurou investigadores para oferecer tudo que sabe sobre o Judiciário — e relatou detalhes das relações nada republicanas com integrantes do Superior Tribunal de Justiça e também do Supremo Tribunal Federal.

Detalhe: entregou nome de ministros.

Quem teve acesso às negociações diz que não vai sobrar pedra sobre pedra quando a delação for fechada.

Não vemos a hora!

Talvez aí fique clara a razão para tantas decisões totalitárias, interferência nos poderes e liberação de presos feitas nos últimos tempos.

FONTES: DIVERSAS

LEIA TAMBÉM:

Fraude na Casa da Moeda pode chegar a R$ 6 bilhões e R$ 70 milhões em propinas
A verdade o libertara das falsas igrejas: falsos ensinos – E como a Bíblia os refuta
Delcídio, sem foro privilegiado pode provocar novos estragos. Moro recebe investigação sobre Pasadena
PGR vai recorrer da revogação da prisão de Paulo Bernardo. Gleisi pode começar a chorar agora!
Temer restitui competências aos comandantes das Forças Armadas
Operação Sépsis: nova fase da Lava-Jato expõe tramas da corrupção sistemica
Lava Jato: Eduardo Cunha ficava com 80% da propina do esquema do FI-FGTS, afirma o delator!
Repórter da CNN humilha Dilma em entrevista
Dilma fazia militares ficarem de joelhos: Temer revoga na sexta decreto bolivariano de Dilma
Chega de explorar os trabalhadores: Projeto de lei quer acabar com obrigatoriedade de contribuição sindical
Brigou e caiu do cavalo: Dilma descobre que voos da FAB custam caro e aluga jatinho para viajar
Estratégia de petistas é atacar Janaína Paschoal

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
Sérgio Machado vai devolver R$ 75 mi aos cofres públicosAcordo de delação premiada do ex-presidente da Transpetro prevê que o dinheiro seja pago à União e à subsidiária da Petrobras
Por: João Pedroso de Campos15/06/2016 às 22:36 - Atualizado em 15/06/2016 às 22:38
Sérgio Machado
O ex-presidente da Transpetro e delator da Operação Lava Jato Sérgio Machado(Transpetro/Divulgação)
O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que em seu acordo de delação premiada envolveu o presidente interino Michel Temer (PMDB) e ao menos outros vinte políticos em relatos dos onze anos em que esteve à frente da Transpetro, se comprometeu com o Ministério Público Federal a devolver 75 milhões de reais aos cofres públicos.
O acordo firmado por Machado, que descreveu em detalhes como arrecadou e distribuiu mais de 100 milhões de reais a excelências do PMDB, prevê que a União deve receber 80% do montante a ser devolvido, o equivalente a 60 milhões de reais, enquanto os 20% restantes, equivalentes a 15 milhões de reais, caberão à Transpetro, subsidiária da Petrobras onde o delator deu as cartas entre 2003 e 2014.
Dez milhões de reais deverão ser pagos até o próximo dia 24, exatamente 30 dias após a homologação do acordo de colaboração pelo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki. O trato prevê que os outros 65 milhões de reais devem ser restituídos ao erário até novembro do ano que vem, 18 meses após a homologação da delação pelo STF.
Expedito Machado Neto e Sérgio Firmeza Neto, dois dos filhos de Machado que também firmaram delação premiada, forneceram ao MPF uma lista de bens avaliada em 76 milhões de reais como garantia do pagamento da multa compensatória.
LEIA TAMBÉM:
Ex-presidente da Transpetro envolve Temer e ao menos 20 políticos em esquema de propina
Delator diz que Aécio recebeu 1 milhão de reais de recursos ilícitos
Conforme o acordo firmado com o Ministério Público Federal, Sérgio Machado será condenado a uma pena de, no máximo, 20 anos de reclusão. Cumprirá dois anos e três meses em prisão domiciliar, com monitoramento por tornozeleira eletrônica, e nove meses em regime semi-aberto.
Enquanto estiver preso domiciliarmente, a cerca de um quilômetro da orla de Fortaleza (CE), Machado não poderá receber visitas. As exceções são seus advogados, profissionais de saúde para tratamento emergencial ou de doenças crônicas, e outras 27 pessoas listadas, entre as quais um padre e os seus três filhos que também fecharam acordos de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato.
Sérgio Machado poderá deixar sua residência durante seis horas seguidas em oito dias pré-determinados no acordo de colaboração, entre os quais o Natal de 2016 e o de 2017.
Nos nove meses de regime semi-aberto, o ex-presidente da Transpetro prestará serviços à comunidade, em uma entidade designada pela Justiça Federal, durante oito horas semanais.

Post has attachment
Mesmo com triplex e sítio, Lula será eleito presidente do Brasil em 2018, debocha Gleisi mar
20
r César Weis
Redação Ucho.infogleisi-rindo.jpg

Atolada no Petrolão, maior escândalo de corrupção da História, investigada pela Operação Lava-Jato e alvo principal da Operação Pixuleco II, a senadora Gleisi Helena Hoffmann (PT-PR) não perde arrogância, ao mesmo tempo em que não se separa do “non sense”.

A senadora paranaense debochou da aparente incapacidade do brasileiro de punir com o voto o Partido dos Trabalhadores, que protagonizou assombrosos e inexplicáveis escândalos de corrupção. Gleisi elogiou os cínicos discursos de Lula na festa dos 36 anos do partido e previu que, apesar do sítio em Atibaia e do triplex no Guarujá, Lula será reeleito presidente em 2018.

“Apesar dos problemas que enfrenta, referentes a um apartamento triplex e um sítio, Lula mantém a serenidade, a sensatez, a coragem de fazer o combate, enfrentar as adversidades e olhar para frente”, tripudiou Gleisi em seu discurso. Completou o raciocínio (sic) prevendo a vitória do PT em 2018, mesmo com Lula carregando o sítio e o triplex a tiracolo.

“Esse é o Lula. E é isso que está em jogo, a presidência de 2018. Pela pesquisa publicada pelo Datafolha, no jornal Folha de São Paulo, pode-se evidentemente ver isso: apesar de ter uma série de dados positivos, a manchete é óbvio rumou para o lado negativo. Mas o fato é que esta pesquisa diz que Lula estaria no segundo turno e, eu tenho certeza, ganharia as eleições nesse país”.

Gleisi Hoffman destacou que Lula é considerado o melhor presidente que o país já teve por 37% dos brasileiros, segundo pesquisa Datafolha, divulgada no último domingo pela “Folha”. Nenhum outro presidente atingiu esse patamar, afirmou a senadora.

“De acordo com a pesquisa, se as eleições presidenciais fossem hoje, Lula estaria no segundo turno qualquer que fosse o candidato”. Para Gleisi, “isso ocorre porque ele representa um projeto que mudou o Brasil”.

De fato o projeto petista de fazer a revolução pela corrupção mudou o Brasil. A percepção a respeito do país jamais foi tão ruim. Os indicadores econômicos apresentam recordes negativos, mas os autores desse desastre ainda são capazes de produzir peças de retórica autocongratulatória e debochar dos brasileiros de maneira pífia e acintosa. Ou seja, o Brasil transformou-se em uma ópera bufa, orquestrada nas coxias por um partido que já foi acusado de ser organização criminosa.

Post has attachment

Post has attachment

Post has attachment
TEMOS O DIREITO DE NOS DEFENDER, E ISSO INCLUI O DIREITO DE TER UMA ARMA SE DESEJARMOS 15 de junho de 2016
A campanha do desarmamento voltou com força total após o atentado terrorista de um muçulmano em Orlando. O presidente Obama retorna ao tema, assim como Hillary Clinton e toda a imprensa “progressista”. É como se o direito básico de o cidadão decente ter uma arma para sua proteção fosse a maior causa da violência e do terrorismo no mundo: um disparate!
Em artigo publicado hoje na Folha, Antonio Cabrera, proprietário rural, oferece um contraponto. Justifica o direito à vida, que é também o direito de defendê-la. Apresenta bons argumentos contra o desarmamento civil. Vale a leitura. Abaixo, alguns trechos:
A perplexidade maior é fazer a defesa do desarmamento de forma ditatorial. É assombroso como as coisas são discutidas por aqui: simplesmente se ignora o que a população pensa ou deseja. Em referendo de 2005, 64% dos brasileiros votaram contra o desarmamento.
O governo, no entanto, vem impondo várias barreiras ao comércio desde então. Hoje é praticamente impossível ter porte de arma no Brasil.
O recado dado é óbvio: os brasileiros não sabem o que é melhor para eles e é preciso que Brasília ensine o caminho da civilidade. Como somos brutamontes, não podemos ter o direito inalienável de autodefesa. É o Estado-babá se intrometendo em todas as esferas da vida.
É bom relembrar o economista Thomas Sowell: “Parece que estamos cada vez mais perto de uma situação na qual ninguém mais é responsável pelo que faz, mas todos somos responsáveis pelo que os outros fazem”.
Mas essa política desarmamentista não tem funcionado. Como mostra o autor, o Brasil tem 60 mil homicídios por ano, e 11 das 30 cidades mais violentas do mundo, segundo a ONU. A conclusão parece óbvia: “A possibilidade de autodefesa inibe a violência”.
Os “progressistas” acham que desarmar civis é o caminho para a civilização, mas estão enganados: “Costumes, tradições, valores morais e regras de etiqueta e não leis e regulações estatais são o que fazem uma sociedade ser civilizada. Restrições sobre o comércio de armas não deixarão o país mais civilizado”, argumenta Cabrera.
Quando ocorreu o ataque em Paris, onde há forte restrição às armas, o foco não se voltou para a questão do desarmamento. Mas quando o terrorismo islâmico atua em Orlando, aí o fator terrorismo é deixado de lado para se falar apenas da venda de armas. Não faz sentido.
Até porque a boate gay que foi alvo era uma zona livre de armas, ou seja, um local em que o uso de armas já era proibido. Enquanto isso, o autor lembra de um caso em que o direito de ter arma reduziu a quantidade de mortos: “Já no Paquistão, o ataque à Universidade Bacha Khan só não teve mais vítimas porque professores e alunos também estavam armados”.
“O ser humano tem o direito à vida. Isso significa que ele tem o direito de não ter sua integridade física ameaçada ou violada. Se o mal existe, negar ao indivíduo a posse de meios de defender a própria vida é violar o direito a ela”, coloca Cabrera. A esquerda parece crer que, tirando as armas legais de circulação, o ser humano ficará bonzinho, civilizado, o que é uma visão infantil do mundo e da natureza humana.
Cabrera conclui:
O direito de o cidadão comum possuir armas é o mais extraordinário e, infelizmente, o menos compreendido dentre todas as liberdades garantidas em uma democracia. Você pode não gostar de armas. É um direito seu. Mas você não pode negar que liberdade e autodefesa são conceitos totalmente indivisíveis. Sem o segundo, não há o primeiro.
Eu não gosto de armas. Eu gosto do que elas defendem! Caso não esteja claro, melhor é recorrer a um dos “pais fundadores” da nação de Obama, Thomas Jefferson: “Nenhum homem livre pode ser privado do uso de armas”.
Não gosta de arma, não se sente mais seguro tendo uma para se proteger? Ótimo: não compre uma arma. Mas impor o mesmo comportamento aos demais é não só autoritário, como perigoso. Os lobos adoram um mundo onde só há ovelhas desarmadas…
Wait while more posts are being loaded