Profile

Cover photo
Aspásia Mariana
Attends école média art emafructidor
Lives in Fortaleza
365 followers|69,940 views
AboutPostsPhotosYouTubeReviews

Stream

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
Ah, Beirut… <3 Zach Condon <3
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
Aulas de sapateado! :)
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
'de acrilico, de fórmica, de isopor, meticulosamente combinados, fiz meu segundo coração, para enfrentar situações a que o primeiro, o de nascença, não teria condições de resistir. Tornei-me, assim, homem de dois corações' - Carlos.
 ·  Translate
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
Você é ciclista e já passou por alguma situação que precisou saber dos seus direitos, mas vc não sabia e não conseguiu argumentar? você é motorista e não entende que o capacete não é um item obrigatório, mas fica intrigado pq alguns ciclistas usam e outros não? além de não saber o motivo e a importância do 1,5m? e você é pedestre e tbm não tem noção de que tipo de direitos você tem? maRminha gente, vamos mudar isso agora, vamos?
no dia 18/Julho vai acontecer esse evento aqui, ó:
https://www.facebook.com/events/660321027436994/
onde você vai poder tirar suas dúvidas e escutar pessoas que sabem muito sobre esse assunto, e sabendo que o conhecimento é poder, vocês não vão faltar, né? : }
Para o encontro, já foram confirmadas as presenças de representantes de outros coletivos como Celso Sakuraba do Ciclovida, José Otávio do Direitos Urbanos Fortaleza, Piero Barbacovi, do Instituto Verde Luz, Larissa Gaspar, Coordenadora de Políticas Públicas das Mulheres da Secretaria de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Ceará, além de um representante da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania – AMC.
 ·  Translate
3
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
Hoje, na Domingos Olímpio, por volta de 15h50 e 16h30, por aí… aconteceu comigo algo que não foi nem uma 'fina' como se diz, foi uma buzinada e uma proximidade de um motorista de ônibus, do ônibus, que me fez parar e quase, mas quase mesmo subir a calçada. E, pude ver, mais na frente, que esse mesmo ônibus, o mesmo motorista, fez o mesmo com outro ciclista.
Na hora o que consegui pensar foi: 'rapaz…'
só isso, só essa palavra com as reticências.
Fiquei meio assim… assim de um jeito que não sei dizer, mas que não me deu um sentimento de desistência, nem tristeza, mas alguma coisa, algo que eu ainda não tinha experimentado e nem sei dizer o que é.
Lembrei, em seguida, do nosso grupo de mulheres ciclistas urbanas (Ciclanas) e do tempo que venho andando de bicicleta, de como só atualmente, é que essas coisas vem acontecendo, comigo pelo menos.
E, de novo, penso: Ser visível irrita, incomoda! deve ser isso, né?
o ciclista está cada vez mais visível.
Pra mim não importa se ele estava num dia ruim, não tenho culpa, nem o outro ciclista, nem os passageiros que ele carregava dentro do ônibus, e quando digo que não importa, não quero dizer que ele seja menos importante, quero dizer dentro de uma pluralidade, do todo, dentro de algo que é preciso cuidado, que não é singular, não é ele, somos nós todos.
Chego na Vila das artes pra ensaiar e vejo o post de uma pessoa querida, que passou por algum perrengue nessa mesma avenida, também ciclista, não consegui comentar na hora, mas o sentimento que tive quando foi comigo e que ele gritou: sai do meio ou eu te tiro (pra mim foi isso que a buzina disse) voltou! só que voltou com outro sentimento junto e somando a isso me veio na mente, no corpo uma frase que vem nos acompanhando nesses dias de devoração (residência/encontro/ensaio com Barda): 'não somos insistentes, somos resistentes' e nós somos isso e somos mais também, pq cada mulher que venho conhecendo no grupo, as Ciclanas são de luta,de luta muita e pertencem a essa luta, por um lugar no trânsito da cidade, assim como a tantas outras lutas.
As lutas são muitas, da/com a cidade e as nossas, nossas lutas individuais.
Aí na volta pra casa, na Jovita, eu vejo uma cena tão linda, uma conhecida, a Vivi, tão linda indo pr'as bandas do Benfica, de bicicleta, toda linda, apropriada da rua, da pista… na Jovita. Ela me viu e viu que eu estava sorrindo e me mandou um beijo e um tchauzinho, aquilo ali bastou pr'eu encher os olhos d'agua, que nem estão agora de novo. pq lembrei desse do post da pessoa querida, uma ciclista/ciclana/cicloativista, incrível e que precisava dividir com ela e com tod@s e que estar nessa luta vale muito mais que um dia ruim, na frente de tantos outros bons.
E a bicicleta nos dá esse presente de entrar em contato com tantas gentes e tantas gentes boas, assim com esse plural inventado mesmo.
eu deixo um abraço pras Ciclanas todas, pros Ciclistas todos e viva nossa restistência, cada dia mais! e, findo agradeçendo e com a certeza de que hoje eu sei que não sou uma que luta, eu sou uma que luta junto com muitas que lutam e que resistem e assim continuaremos, assim continuarei! minha luta é o enfrentamento!
J’aime · Commenter · Partager
 ·  Translate
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
<3
 ·  Translate
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
'Tem horas em que penso que a gente carecia, de repente, de acordar de alguma espécie de encanto. As pessoas, e as coisas, não são de verdade! E de que é que, a miúde, a gente adverte incertas saudades? Será que, nós todos, as nossas almas vendemos? Bobéia, minha. E como é que havia de ser possível? Hem?!' - J. G. Rosa
 ·  Translate
1
Add a comment...
Have her in circles
365 people
Luana's profile photo
Natanael Portela's profile photo
Nelson Albuquerque's profile photo
Pousada Convento da Penha's profile photo
Honório Félix's profile photo
Marcio Medeiros's profile photo
Denise Martins's profile photo
ARIADNER Leticia's profile photo
Alexandre Ruoso's profile photo

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
[ S O B R E O N T E M - 1 1 / S E T E M B R O -
F O R T A L E Z A - 2 0 1 5 ]
Por volta de 22:45, quando voltava pra casa, depois de ter estado na roda de conversa organizada pelas Ciclanas em parceria com a Ciclovida, ambos grupos de cicloativismo [ émoticône heart ], no qual o tema da roda era: 'sobre duas rodas, caminho para a emancipação feminina', vejam só a ironia, fui perseguida, xingada e ameaçada por um motorista de ônibus e sim, na Domingos Olímpio!
Estava vindo pela faixa da direita [ sim, onde tem as bicicletas pintadas pela massa crítica ] e, é importante dizer que a avenida estava quase sem movimentação de carros a essa hora, o ônibus passou por mim, como aqueles meninos malinos que passam correndo do seu lado e te empurram, assim, de propósito. Foi a sensação que tive. sensação física e psicológica. Diante disso me desloquei pra faixa da esquerda [ canteiro central ] e enquanto pedalava e passava do motorista, olhei pra ele, olhei bem pro rosto dele [ queria gravar a cara dele ] e pensei que talvez, se ele tbm me olhasse, poderia ver que ali, na bicicleta tinha uma pessoa, assim como ele [ ? ]. Seguindo, quase na altura do posto da Domingos c/ senador, ele [ o motorista / ônibus ] passou pra faixa da esquerda, onde eu estava, e ficou me espremendo contra o canteiro, até que me ultrapassasse e ficou, da janela, me xingando, olhando pra mim e me x i n g a n d o, com nomes que vão de 'vagabunda', até 'cabra véia', além das frases que incluiam algo como p'reu 'sair da rua', dentre outras coisas.
Olhei pra dentro do ônibus e vi que tinha passageiros, mulheres inclusive, foram três, quatro quarteirões de puro terror. Parei, vi um rapaz que sempre vejo ali pela Domingos fazendo malabares, me dizendo pra anotar a placa, eu queria ter falado com ele na hora, mas estava muda, não conseguia falar. O que consegui foi tirar a câmera, que coloco num bolsinho da frente pra 'caso precise', mas nunca tinha precisado pra algo assim, nunca tinha passado por algo assim, consegui pegar o nome da empresa do ônibus e a placa, como vocês podem ver nas fotos.
Enquanto escrevo eu choro, de raiva, de tristeza, de ainda não ter acreditado, repito a frase pro Diogo: 'Diogo, como é que pode, a rua 'tava vazia???' e, sei que mesmo se não estivesse é rua um direito meu, de todas/todos. Continuo chorando, assim como passei a noite, mas enquanto choro, repito do fundo do meu coração que ninguém vai me tirar das ruas, N I N G U É M. Graças, fisicamente de mais grave aconteceu comigo, meu psicológico tá uma bosta [ passa já ], mas repito DA RUA EU NÃO SAIO, NÃO!!!
P.S: e vou atrás de meus direitos, vou fazer b.o [ sim ], procurar testemunha e o que eu puder pra isso não sair por isso mesmo, vou fazer, porque eu fui uma, quantas mais esse motorista não já deve ter ameaçado???
 ·  Translate
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
Gente, no dia 04 - agosto / 18h30 - vou ministrar um aulão de sapateado no Studio In Dance, gratuito!!! então, se você tem vontade de experimentar uma aula de sapateado, ver qual que é (cuidado corre risco de se apaixonar), chega junto!

pra chegar lá é a coisa maaais linda do mundo, tem ciclovia da bezerra e a ciclofaixa da José Cândido que te deixa na porta do Studio!!! émoticône heart (mas se não tivesse dava pra chegar assim mesmo pq a rua é nossa! aha-urru)

muah!
 ·  Translate
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
quem vamos? :] 
 ·  Translate
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
“HOJE, na Praça Portugal, vou ministrar essa aulinha legal aqui, ó! Vai ser massa, quem quiser é só chegar! 🚲👸❤️ 16h / 17h30 GRATUITO!”
1
Add a comment...

Aspásia Mariana

Shared publicly  - 
 
http://www.cidadaoinstigado.com.br/
faixa número 7. fortaleza. pra quem já saiu de fortaleza, pra quem pensa em sair, pra quem resiste em/por fortaleza é uma música que sai rasgando e afagando o peito. émoticône heart
 ·  Translate
1
Add a comment...
People
Have her in circles
365 people
Luana's profile photo
Natanael Portela's profile photo
Nelson Albuquerque's profile photo
Pousada Convento da Penha's profile photo
Honório Félix's profile photo
Marcio Medeiros's profile photo
Denise Martins's profile photo
ARIADNER Leticia's profile photo
Alexandre Ruoso's profile photo
Work
Occupation
artista
Employment
  • independent artist, present
Places
Map of the places this user has livedMap of the places this user has livedMap of the places this user has lived
Currently
Fortaleza
Story
Introduction
Leonina com ascendente em câncer. 
Education
  • école média art emafructidor
    2012 - present
    belas artes
  • curso técnico em dança
    2008 - 2010
    dança
  • Estácio de Sá Fic
    2014 - 2015
    Design Gráfico
Basic Information
Gender
Female
Na noite de sexta feira - 11/setembro, por volta de 22:45, na Avenida Domingos Olímpio, fui perseguida, ameaçada e xingada por um motorista de ônibus dessa empresa. Voltava para casa depois de um dia de trabalho, e venho utilizando a bicicleta como meio de transporte desde 2007 e isso nunca tinha me acontecido. É importante afirmar que a rua/avenida estava vazia e sem um trâfego de trânsito como a avenida costuma ser, o que, caso estivesse em horário de pico, não dá direito a motorista algum usar de violência contra um ser humano. Fui perseguida por três quarteirões e parei no quarto pra pegar uma rua contra mão e conseguir me livrar do motorista que mudava de faixa pra me derrubar, SIM ele tentou me derrubar e tenho testemunhas que podem afirmar isso!!! Quero deixar bem claro que estarei entrando com um B.O acompanhada de advogados contra a empresa, que deu permissão para esse motorista, que enquanto eu tirava fotos, pra ter como provar o que aconteceu comigo, o mesmo motorista gritava que eu não faria nada e que nada aconteceria com ele, diante disso, entrarei com a queixa e lutarei pelos meus direitos de cidadã de habitar as ruas/avenidas, assim como qualquer outra pessoa, motorizada ou não, assim como prestarei queixa contra o motorista que me ofendeu, agrediu e me ameaçou. E, sinceramente, não acredito, no comentário da demissão do mesmo e mesmo que tenha ocorrido, logo mais estaremos verificando, a empresa precisa entrar com uma re.educação de seus motoristas para com o respeito com o outro. desde já, Aspásia Mariana, vítima de agressão, perseguição e atentado moral por parte de motorista da empresa Transviagens.
• • •
Public - 7 months ago
reviewed 7 months ago
1 review
Map
Map
Map