Profile cover photo
Profile photo
Marcos Costa
67 followers
67 followers
About
Posts

Post has attachment
Excelente dia!

Preparados para mais um ano novo, com mudanças de verdade? Ou ano novo somente significa curtir as festas do Reveillon e depois continuar na mesma?

Existe uma coisa muito interessante com relação a mudanças pessoais, que é a preocupação única com o que precisamos ou devemos modificar.
Mas poucas pessoas atentam para um importante detalhe, que é saber exatamente o que não mudar!

Em geral, as mudanças não precisam ser radicais, não precisamos jogar tudo fora e recomeçar como se nada em nossa vida tivesse sido importante e decisivo para chegarmos onde estamos.
Precisamos sim, analisar o que realmente queremos da vida, de nós mesmos, para que assim, saibamos com sabedoria, decidir o que mudar ou não.

Muitas vezes ficamos na faixa do 8 ou 80, e desperdiçamos oportunidades valiosas de retiramos lições das coisas que nos acontecem. Geralmente quem age assim, tem o perfil de se fazer de vítima, de culpar tudo e todos por seus infortúnios, suas derrotas. Ainda não percebeu que a culpa de tudo é dele mesmo, de sua intransigência, sua inflexibilidade, sua procrastinação, sua covardia diante da vida e das propostas de mudança!

Não sejamos assim! Aprendamos com nossas experiência, sejamos honestos emocionalmente e vejamos o que realmente precisamos transformar em nós. Transformação pessoal é um processo de médio e longo prazo, por isso, precisamos realmente pensar sobre isso, elaborar nossa estratégia e começarmos a mudar!

O tempo passa muito rápido, não percamos tempo com orgulho, vaidade e covardia!

Podemos muito, todos nós!

E vamos com alegria para 2018! Feliz Ano Novo e ações novas!

Escrito por Marcos Costa.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Excelente dia!

A cada dia surgem novas técnicas, novas soluções para as questões que nos envolvem, sejam profissionais ou pessoais.
Terapias variadas, remédios novos, grupos de auto conhecimento, cursos de aperfeiçoamento técnico ou pessoal, novos aparelhos, tecnologias enfim, um universo de ferramentas para sermos cada vez melhores.

Mas melhores em que? Queremos ser realmente melhores?

O que define se estou melhor? Um curso novo, um resultado positivo na empresa, a conquista da paciência, da serenidade, da sabedoria?

Para sermos melhores no que nos propomos precisamos pensar além do que normalmente a maioria pensa. Precisamos inovar, nos desafiar. Nosso cérebro para não envelhecer precocemente precisa de novos aprendizados e desafios, mas a maior parte das pessoas gosta demasiado de sua zona de conforto e cria um estado de preguiça mental, onde nada novo é imaginado, criado!

A verdade é que a inflexibilidade e a criação de padrões tornou-se um forte traço do ser humano!
Gostam de passar pelas mesmas ruas, comprar sempre os mesmos produtos, fazer as mesmas atividades, viajar para os mesmos lugares, criando assim a impossibilidade do novo. Fazem as coisas sempre da mesma maneira por muito tempo, quiçá uma vida, e desperdiçam a oportunidade de fazer mais e melhor, tornando-se assim também pessoas melhores.

Que possamos abrir nossas mentes e pensar o diferente, o novo, o aparentemente impossível, pois somente assim é que foi possível termos avançado tanto no mundo, com novas tecnologias, novos medicamentos, novas teorias, revoluções na arte, mudanças sociais e culturais. Pensar o impossível é o primeiro passo para conseguirmos realizá-lo.

Então? Seremos melhores de fato ou se tornará uma utopia?
eu confio que melhoraremos sim, e muito!

E vamos com alegria!

Escrito por Marcos Costa


Photo
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
Excelente dia!

Mudanças são fundamentais em nossa vida quando estamos insatisfeitos ou muito acomodados.
A insatisfação leva a infelicidade, a uma menor dedicação, pode gerar mais conflitos e todos perdem, seja profissionalmente ou na vida pessoal.
Já a acomodação cria um estado que precisa ser evitado por cada um de nós a todo custo, que é o do não evoluir, não melhorar, não se doar mais, não criar novas possibilidades.

E as mudanças, às vezes radicias, têm como característica um estremecer com tudo o que achávamos que estava certo.
Mas precisamos entender que esse "certo" vai se alterando conforme aprendemos mais, vivemos mais. Nossa vida não é estática, a cada momento ou período, criamos e recriamos conceitos e valores, e por isso, o certo de hoje não é mais o de amanhã, principalmente em questões de conhecimento ou profissionais.

Se você está insatisfeito, comece por achar o que está lhe deixando nesse estado e procure tentar consertar, se não houver como, mude, procure outra ocupação, outro emprego, outra cidade; mas se movimente!
Não fique parado em suas comodidades e frustrações!

A vida está aí para fazermos o melhor e oferecer nosso melhor! Todos somos muito importantes!

E vamos com alegria!

Escrito por Marcos Costa.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
Excelente tarde!

Hoje escutei uma frase muito interessante:
"Para todo sufocado há um folgado! Pena que nem todo sufocado sabe que é o único que tem o poder de mudar isso".

Vimos em muitos tipos de relações, sejam profissionais ou pessoais, esse tipo de comportamento, um que abusa, que tem seus pensamentos egoístas, que sempre se acha o certo e ao mesmo tempo se vitimiza, e o outro lado, o que é subjugado, explorado, não respeitado e pouco valorizado e também se vitimiza.

O problema está nos dois lados, pois quem se deixa dominar, dá poder ao outro para teoricamente fazer e se comportar como quiser, e quem domina tem essa necessidade enorme de mandar, devido principalmente à sua baixa estima, que o faz criar um personagem dominador, que necessita ser reconhecido.

No fundo, os dois querem a mesma coisa, que é reconhecimento e valorização! Só que de um lado temos o querer ser reconhecido pela força e do outro o reconhecimento pela fraqueza.
O reconhecimento pela força, desperta no outro o medo, então quem o reconhece, o faz por temer reações indesejáveis.
O reconhecimento pela fraqueza, desperta no outro a dó, a pena, e quem o reconhece, o faz para não diminuir mais ainda o outro.

Só que os dois estão com pensamentos distorcidos, e um reconhecimento dessa forma, só traz desequilíbrios e afastamentos.

Precisamos nos reposicionar e começarmos a trazer a maturidade para as nossas relações.
Ninguém é perfeito mesmo não, todos erramos, todos acertamos também!
Basta que comecemos a pensar no outro, em suas colocações e pensamentos, e não somente em nossa verdade. E isso se faz com coisas simples, do dia a dia, como um café da manhã por exemplo. Um quer pão de queijo e o outro não, então, em uma relação equilibrada, quem quer comer, compra e come; mas na relação folgado x sufocado, quem quer comer não compra, não come e dá um poder ao outro de achar que sua fala é uma ordem, então se um não quer, ninguém pode fazer também! Fica um lado com raiva (que se acumula) e outro com a soberba e a vaidade (que só aumentam).

Entenderam a diferença de relações e comportamentos?

Pois bem, tentemos não sufocarmos e nem sermos os folgados, cresçamos, tenhamos maturidade, equilíbrio e diálogo para resolver as situações sem ficar "fazendo bico" ou nos comportarmos como crianças mimadas que não podem nunca ser contrariadas.

E vamos com alegria!

Escrito por Marcos Costa.
Photo
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded