Profile cover photo
Profile photo
Rolando Silva
10 followers
10 followers
About
Posts

Oiço em todo o lado: na padaria, no banco de jardim e no outro, no centro de doença e ''saúde'', no quiosque do Hermínio, etc...!
As pessoas andam doentes porque não têm dinheiro - queixam-se.
Eu, pessoalmente, acho que não têm dinheiro devido à quadra que nos deixou e, andam doentes pela mesma razão, pelas asneiras que lá cometeram, quando o tinham.
É isso mesmo, porque para se ficar doente também é preciso fazer asneiras e, poucas asneiras se podem fazer de graça... o que me leva a crer, que mais vale ser-se saudável e teso do que doente e endinheirado!
Hoje, fica-se doente se não se está doente, porque ser-se doente é normal.
Se alguém não está doente passa a ser para quem está, por não estar, e isso é uma doença.
É perigoso ser-se saudável, muito perigoso!
Cuidado! A saúde não se queixa, pensa, logo, é muito perigosa.
A doença queixa-se muito - é cá das nossas! Queixa-se de duas coisas, mas duas coisas que chegam bem: queixa-se da dor, por a julgar inimiga e, queixa-se da inimiga por lhe provocar dor - ao invés de lhe dar aquilo que a dor mais quer: ouvidos!
É para isso que ela existe, para nos alertar, só!
Ouvidos, para que se mude. Ouvidos para que se cresça.
Ouvidos para que se aprenda, que a saúde não é a ausência de doença, a saúde é o que se escolhe ser apesar de se estar doente.

Rolando Silva
Add a comment...

As acções são as mãos da atitude e os objectivos a sua gasolina. Eles pintam o futuro e apresentam-se em forma de tela, com lágrimas de tinta, que escorrem de um pincel que precisa de ser chorado assim, abstracto, para que não se abstraia. Assim, os objectivos que não nascem em cima do joelho podem chamar a ansiedade de companheira, porque se elaboram de forma mecânica, e essa mecânica é complexa, difícil de consertar por nascer avariada.
Se, por muito esforço, se conseguem atingir, profundo é o vazio que se segue, com a sensação ténue de que a montanha pariu um rato, porque nunca um objectivo deixou de ser um buraco, que nunca teve nada para além dele, a não ser isso: o mais profundo e obscuro
vazio!

Rolando Silva
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded