Profile cover photo
Profile photo
Vitor Rodrigues
113 followers -
Headbangers!
Headbangers!

113 followers
About
Vitor's posts

Post has attachment
Série CLÁSSICOS
SEPULTURA - Arise


Post has attachment

Post has attachment
No Programa Volume11 hoje é dia de JUDAS PRIEST - Sad Wings Of Destiny (23/03/1976)
https://www.facebook.com/programavolume11/posts/1125085457614419

Post has attachment
Emperor - In The Nightside Of Eclipse (21/02/1994)
Sigam me no Instagram || Follow me on Instagram


Post has attachment
SLAYER - Reign In Blood (1986)
  Ler em Português      Read in English 30 anos se passaram, mas o que poderia ser para muitos um envelhecimento, no caso do terceiro disco do Slayer é mais um ano rumo à eternidade. O ano de 1986 rendeu bons frutos para a cena metal no mundo, considero o a...

Post has attachment
IRON MAIDEN - 30 anos de Somewhere In Time
Quem assistiu à minha participação no Panelaço, programa do meu querido amigo João Gordo, viu que comecei a curtir metal vendo o clipe do Iron Maiden, Aces High. Pois bem, daquele dia em diante esse estilo se tornou parte de mim e o Iron Maiden uma das band...

Post has attachment
RUNNING WILD - The Brotherhood (2002)
É muito difícil fazer uma resenha sobre a banda que mais gosta porque, como fã, todos os álbuns são maravilhosos e merecem sempre a nota máxima. Conheci o Running Wild na Galeria do Rock quando ia para mais um dia de trabalho na loja Burn, e topei com o meu...

Post has attachment
SAXON - Killing Ground (2001)
Sim, o Saxon possui uma coisa que poucas bandas têm: a capacidade de combinar riffs poderosos de Metal com um sentido de melodia. Eles sempre abrangeram essa linha tênue entre o Metal épico e Classic Rock simples e que agradam em cheio a multidão headbanger...

Post has attachment
O SAL GROSSO

O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes. Povos distintos usam o sal para combater o mau-olhado, e deixar a casa a salvo de energias nefastas.
Colocar um copo de vidro com água e sal grosso nos principais cantos da casa,em lugares escuros e fechados ou antes de tempestades promoverá o ajuste da energia e servirá de filtro do ambiente, entretanto, este copo precisa ser trocado. Sempre que este começar apresentar formação de uma casca de sal em sua borda ou bolhas, joga-se o conteúdo do copo em esgoto normal, lava-se bem o copo e repete-se o processo.
- Sempre que chegar de uma festa ou reunião de negócios,ou qualquer evento publico pegue um cristal de sal e encoste na ponta da língua por alguns segundos(a pessoa não pode ter pressão alta), o cristal vai absorver todas as energias negativas .
A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita à menor sensação de que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite no quarto, para que o sono não seja perturbado.
O antigo escalda-pes(mergulhar os pés em água e sal bem quente) têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Para quem mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias.
- A mistura de sal com água ou álcool absorve tudo de ruim que está no ar, ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores entrem na casa.
- Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso para neutralizar a energia dos convidados, purificando a louça para o uso diário.
- Tomar banho com sal grosso descarrega as energias negativas e é relaxante. Sempre do pescoço pra baixo. Benefícios do uso em banhos e escalda-pés:ajuda a desintoxicar o corpo e a prevenir viroses, estimula a circulação, alivia dores nos casos de calos,relaxante muscular,alivia problemas nas articulações, artrite e reumatismo,ajuda a aliviar a dor lombar crônica, tira as impurezas da pele, alivia comichão, ardor e picadas de insetos, suaviza, renova e amacia a pele, cicatrizante.
Estes banhos podem ser feitos 1 vez na semana ou quando necessário.
Photo

Post has attachment
Ás vezes não sabemos o significado das coisas que fazemos por impulso, e o porquê de fazermos. Um dia ao entrar no Shopping Villa Lobos para comprar urgentemente um carregador de celular, passei em frente a um Pet Shop e pude avistar um pequeno cachorro na porta acompanhado de um funcionário, ele estava lá atraindo os clientes.

O pequeno Scottish Terrier de 4 meses estava assustado com tantas pessoas querendo colocar a mão nele, eu inclusive, fiz o mesmo. Perguntei ao funcionário se ele veio tomar banho, ele me disse que não. O cachorro na verdade morava na gaiola do petshop, ele não tinha sido vendido ainda pois estava muito velho. Ele e os irmãos eram uma ninhada de 4 cachorrinhos, e como ele era o mais serelepe, os clientes preferiram os irmãos mais quietinhos.

Perguntei se o cachorro estava a venda, o funcionário disse que sim e bem barato. Não pensei duas vezes, peguei o cachorrinho no colo e paguei em duas vezes no cartão. É irônico o comércio de animais, não é? Confesso que ele estava muito barato porque queriam se livrar do cachorrinho.

Digamos que... Eu agi por impulso a princípio e quando me deparei com a realidade, estava no estacionamento do shopping, sem o carregador do celular e com um cachorro na mão. Segui em direção a minha casa no interior paulistano, o cachorro foi quietinho a viagem inteira (ao menos parecia) no banco de trás. Quando cheguei pude perceber que ele havia roído as maçanetas da porta no caminho, mas confesso, ele ainda continuava a coisa mais adorável da Terra.

Levei-o no veterinário e me surpreendi, ele estava com vermes, muitos vermes. Era um absurdo que mesmo morando em um petshop com um veterinário qualificado, estava sendo vítima de maus tratos.

Passaram-se 2 semanas, ele era um amor e super bonzinho, dava para perceber que ele era um cachorro do bem. Mas ele não prestava a atenção em mim, não brincava, não ligava para carinho e nem me atendia quando chamava, era como se fosse um... hóspede. Um dia eu tive que viajar, e pedi para o meu pai que é aposentado cuidar dele, claro que ele não ficou nenhum pouco contente com a ideia e não topou, mas ele não teve escolha, e também eram só por 15 dias.

Quando cheguei na casa do meu pai com o cachorro, eu apresentei o cachorro a ele, um ficou parado de frente para o outro. Meu pai ria sozinho pelo estilo e o jeitinho do cachorro, e o cão, ficou paradinho encarando ele. Papai perguntou qual era sua raça, eu disse que era um Scottish Terrier, ele olhou para o cachorro e disse: Vem cá Scott!

Surpreendentemente o cachorro foi e parou ao lado dele. Mais tranquilo, peguei minhas coisas e fui viajar.

Para a minha grande surpresa, durante a viagem eu recebi um telefonema da minha tia, ela disse que os dois tinham se dado super bem e que não se desgrudavam mais. Onde um ia, o outro ia atrás, para o quintal, sofá, rua e tudo mais.

Quando cheguei, o Scott me atendeu, mas logo voltou para o lado do meu pai. Bom, não precisa nem dizer que eu não levei ele embora para casa, né? E até hoje ele mora com papai.

Sabe, às vezes agimos por impulso, ou sem pensar, e não temos noção das conseqüências ou caminhos que essa escolha pode dar. Hoje eu sei, fui apenas uma ferramenta para unir o amor e o companheirismo desses dois, que hoje podem se chamar de melhores amigos.
Photo
Wait while more posts are being loaded