Profile cover photo
Profile photo
CHV - Centro Hospitalar Veterinário
33 followers
33 followers
About
Posts

CSI- Gatos 

Afinal, o pêlo de gato não provoca só asma aos alérgicos; pode também condenar assassinos. 

O caso deu-se em Inglaterra. Encontraram um cadáver na praia em Julho de 2012. A polícia recolheu pêlos de gato no cadáver e andou a tentar perceber se seria pêlo do gato que pertencia ao suspeito do crime. 

O problema é que o DNA que encontraram nesse pêlo era DNA mitocondrial (porção do material genético que se encontra nas mitocôndrias e é transmitido de geração em geração), que existe em todos os gatos. 

Contudo, para além deste DNA mitocondrial, os pêlos dos gatos contém também DNA nuclear (que está no núcleo das células) e esta era a única forma de conseguir identificar o gato que pertencesse ao assassino. 

Assim, o geneticista da Universidade de Leicester, recolheu amostras de DNA de 152 gatos do Reino Unido. Em seguida, comparou cada uma delas com a amostra recolhida no cadáver. Depois de várias análises, concluiu-se que a maior probabilidade era de que o pêlo encontrado no cadáver pertencesse mesmo ao gato do suspeito em mira. 

Por isso, parece que os Sherlock Holmes de hoje já só precisam de gatos. E os gatos com certeza que dirão: “Elementar, meu caro Sherlock”. 


CHV - Centro Hospitalar Veterinário
Zona Industrial do Porto
www.chv.pt
Add a comment...

Post has attachment
Animais & Arte # 3 

Feliz Aniversário, Louis Armstrong! 

Se pudéssemos falar com os animais...  

Talk To The Animals - Louis Armstrong



CHV - Centro Hospitalar Veterinário
Zona Industrial do Porto
www.chv.pt
Add a comment...

Post has attachment
Insólitos # 7 

O cão adoptou o leão e... foram amigos para sempre

Dizem que cão é o melhor amigo do homem, mas e quem é o melhor amigo do cão? Desta vez, é um leão. 

A história destes amigos inseparáveis (e improváveis) começou quando Milo, um cão salsicha (Dachshund), adoptou um leão que nasceu com uma doença óssea que o deixou um pouco incapacitado. Milo é 7 anos mais velho do que o leão Bonedigger e ambos vivem no Jardim Zoológico de Oklahoma, nos EUA. Bonedigger vive agora rodeado de cães-salsicha e todos dividem não só o espaço onde vivem, mas também as refeições sem qualquer briga. 

A propósito lembramos o livro “Amizades improváveis”, de Jennifer S. Holland, especializada em ciência e história natural, que mostra animais de espécies diferentes que foram apanhados em flagrante em momentos de "amizade". Os exemplos são vários: desde macacos e pombas, um gorila e um gato ou mesmo um golden retriever e uma carpa chinesa. Ainda não se sabe que mecanismos explicam estas amizades improváveis, mas já deu para perceber que estas relações, nos animais, não se estabelecem apenas para se obter benefícios. 

Contudo, no caso da história de Bonedigger e Milo, o leão foi o mais beneficiado, pois devido à sua incapacidade teria sido rejeitado pelos da sua espécie. A Natureza dá-nos sempre exemplos do valor da diversidade. 


Bonedigger and Milo: The Early Days



CHV - Centro Hospitalar Veterinário
Zona Industrial do Porto
www.chv.pt
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded