Profile cover photo
Profile photo
Catarina Andrade
31 followers
31 followers
About
Catarina's posts

Post has attachment
Um estranho vazio.
São quatro da manhã. São quase sempre quatro da manhã quando abro os olhos – a mim parece-me tudo de repente, mas tenho a certeza de que tudo está a acontecer lentamente – e sinto esta estranha sensação de ter acabado de aterrar no sítio errado. Fico uns mo...

Post has attachment
Vale a pena ficar sem chão.
Gosto de encontrar uma explicação para tudo o que acontece. Um significado. Um porquê. Uma justificação que ajude tudo a ficar no lugar certo. Uma justificação que me ajude, nem que seja por uns momentos, a acreditar que tudo está como devia estar. Um signi...

Post has attachment
É como criar dias de sol nos dias de tempestade.
É quase como deixar que os meus dedos deslizem pelo teclado e criem qualquer coisa. É isso. É como criar. É como criar dias de sol nos dias de tempestade ou, então, dar aos vilões a dignidade suficiente para conseguir sentir falta deles. Acho que é o mais p...

Post has attachment
Porque viver é mesmo assim.
E depois há dias que te mostram que vale a pena acreditar sempre; que, mesmo quando tudo desaba à tua volta, vale sempre a pena guardar um bocadinho de esperança (ou o que lhe quiseres chamar) para todos os dias seguintes que tens pela frente. Porque isto d...

Post has attachment
É como acordar de um sonho.
N ão consigo encontrar as palavras certas. Estou à volta disto tempo suficiente para saber que me incomoda e me revolve as entranhas ter que pôr isto cá para fora. Nunca sei explicar muito bem esta sensação de começar de novo, de voltar ao ponto de partida ...

Post has attachment
A coragem de (não) saber ficar.
Sempre me perguntei de onde vem a coragem. A coragem para fazer a coisa mais difícil do mundo. A coragem para dizer tudo o que sentimos. A coragem para não dizer absolutamente nada, quando temos tanta coisa para dizer. E a coragem para, simplesmente, virar ...

Post has attachment
Há momentos em que tens de ir.
Há momentos em que tens de ir. Tens, simplesmente, de ir. Tens de perceber que não há volta a dar, que, por mais que os pensamentos te atormentem e que as mil e uma ideias que tens, a cada segundo, te façam querer virar costas e parar, tu sabes que tens de ...

Post has attachment
É sempre assim no dia da despedida.
O dia começa sempre da
mesma maneira: com o coração mais pequeno. É uma parvoíce – eu sei –, o coração
não pode diminuir. De repente sinto, também, que ele está a bater mais devagar,
como se desacelerasse de propósito só para me ver aflita. No meio destas
s...

Post has attachment
As saudades.
E chega um dia em que
percebes que estar perto é o que realmente importa; que as saudades que sentes
todos os dias não são nada parecidas com as dos filmes: que se apaziguam com
meia dúzia de abraços e de palavras bem desenhadas entre os lábios dos atores.
...

Post has attachment
(In)sanidade mental.
Penso na vontade que tenho que todas as pessoas que estão (sempre) à nossa
volta desapareçam; mesmo que só esteja uma pessoa por perto, longe o suficiente
para não nos ouvir, sinto que sempre que estamos juntos temos uma multidão por
perto. Penso, depois, n...
Wait while more posts are being loaded