Profile cover photo
Profile photo
Sam samegui Shiraishi
1,043,109 followers -
Jornalista, há 11 anos blogueira no @avidaquer, @maecomfilhos de 3!, consumidora de cultura, tecedora de redes em mídias sociais na http://otagai.com.br.
Jornalista, há 11 anos blogueira no @avidaquer, @maecomfilhos de 3!, consumidora de cultura, tecedora de redes em mídias sociais na http://otagai.com.br.

1,043,109 followers
About
Sam samegui's posts

Post is pinned.Post has attachment
No meu primeiro dia com 44 anos, me dei um prazer que eu sempre pensava que era obrigação: dormir cedo. E teve uma coisa extra: eu dormi muito bem!

A verdade é que eu tive um domingo de aniversário muito feliz, um final de semana cheio de atividades, e estava mesmo exausta! Neste processo ajudou comer bem, num horário legal à noite, deixar o quarto convidativo (em ordem e fresquinho, com a cama arrumada me convidando para descansar) e não ligar a TV antes de pegar no sono, nem deixar o smartphone do ladinho da cama.

As dicas parecem banais, mas acho que resumem as mudanças que fizemos na rotina neste século XXI.

Antigamente não havia uma TV por quarto, um “computador de mão” em toda cabeceira, as pessoas comiam bem num horário saudável e no geral fazíamos mais atividades físicas – não esporte, mas caminhar, subir escada, fazer coisas em casa mesmo!

Para quem quer “envelhecer bem” como eu, 0 segredo está em modificar certos hábitos cotidianos e transformá-los em medidas antienvelhecimento.

Não é fácil, mas também não é difícil: é preciso apenas se empenhar.

Que tal começar pelo sono?

A Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN) garante que quatro milhões de espanhóis sofrem de insônia. E o resto, embora possam fechar os olhos, ficam assistindo televisão até tarde apesar de ter que madrugar no dia seguinte. É evidente que nos faltam horas de sonho, pois o ideal seria algo entre sete e oito horas é o necessário, segundo Javier Portas, chefe do Serviço de Neurofisiologia e da Unidade de Sono no Hospital Universitário La Ribera.

Essa carência de sono acaba envelhecendo o nosso rosto.

Foi o que demonstrou uma pesquisa científica da fabricante de cosméticos Estée Lauder, realizada em 2013 nos hospitais universitários do Case Medical Center (Ohio, EUA).

Segundo suas conclusões, a pele das pessoas com insônia apresenta uma menor capacidade para se recuperar da exposição diária ao sol que a das pessoas que dormem as horas que precisam. Como consequência, as primeiras apresentam mais sinais de envelhecimento precoce que as segundas. A isso se soma o fato de que a falta de sono diminui a produção de estrogênio e progesterona, hormônios que ativam os mecanismos naturais de reparação da pele, como afirma Kevin Pinski, dermatologista que possui uma clínica própria em Chicago.

Para evitar esses estragos, devemos tentar dormir mais cedo e tirar um cochilo sempre que nosso horário de trabalho permitir.

(hahahaha, o cochilo já é delírio espanhol, né?)

E o papo de restringir o uso do tablet e do celular?

Essa é uma recomendação do médico Christopher Rowland Payne, do centro de cirurgia estética Clínica Londres.

Segundo um recente estudo realizado por ele, com pacientes entre 18 e 39 anos que consultavam seus aparelhos eletrônicos uma média de 150 vezes por dia, observou-se que eles mantinham o pescoço torcido para olhar a tela cria rugas no queixo e no pescoço.

Os segredos contra esses estragos? Não abusar desses equipamentos e consultá-los sempre segurando-os na altura dos olhos. 😉

Se você também tiver dicas, mande para nós!

http://www.avidaquer.com.br/acoes-anti-idade-dormir-bem/
Photo

Post has attachment
Salto, calor, horas direto no trabalho, resultado: pernas cansadas... isso tem solução?
Neste post trouxe dicas de saúde da Dra. Rebeca Nadaluti e produtos testados e aprovados por nossa equipe, com aval da cientista Christina Santos.
Vai lá e dê adeus ao inchaço e peso do fim do dia!
;)
Leia e indique o post para as amigas:
http://www.cosmethica.com.br/pule-o-inchaco-e-o-cansaco-das-pernas-neste-carnaval/

#cosmethica #abelezaportrásdorótulo #saude

Photo

Post has attachment
Esse último final de semana foi repleto de bloquinhos pela cidade, mas ainda tem muito Carnaval de rua pela frente com desfile de blocos até 5 de março. Se você está pensando em curtir essa novidade paulistana que anda levando famílias inteiras para ocupar a cidade, se liga neste aplicativo: O app Blocos de Rua SP está disponível para Android… [ 29 more words ]

http://www.maecomfilhos.blog.br/2017/02/app-blocos-de-rua-sp.html

Post has attachment
Hoje é aniversário de Anthony Daniels, o C-3PO. Anthony é o único ator a ter participado de todos os filmes da franquia Star Wars! Ele completa hoje 71 anos.
Photo

Post has attachment

Post has attachment
Os portões da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) abriram-se nesta semana para a primeira turma com mulheres.

No total, 446 jovens entre 16 e 21 anos compõem a turma de 2017, sendo 40 alunas.

Todos foram aprovados após uma rigorosa seleção, com exame intelectual, inspeção de saúde e exame de aptidão física, além de uma fase de adaptação. O curso na EsPCEx, que dura 46 semanas, é a etapa inicial da formação dos oficiais combatentes da Força Terrestre.

Até o ano passado, essa era uma carreira somente para rapazes.

Antes, as mulheres alcançavam o oficialato, no Exército Brasileiro, servindo como oficiais temporárias (para áreas técnicas de Ensino Médio ou de Nível Superior); ou por intermédio de concurso para o Instituto Militar de Engenharia (IME), para o Quadro Complementar de Oficiais (QCO), em diversas áreas técnicas, incluindo o Magistério, e para o Serviço de Saúde – essas duas últimas após cursarem o Ensino Superior em estabelecimentos civis.

Após esse período de preparação em Campinas, se obtiverem rendimento satisfatório, os alunos poderão ingressar como cadetes na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), onde escolherão qual carreira militar seguirão, tendo início, assim, a mais quatro anos de treinamento. As mulheres dessa primeira turma poderão optar entre as áreas de Intendência e Material Bélico.

Na EsPCEx, rapazes e moças terão a mesma rotina de estudos e práticas, que inclui técnicas militares, como ordem unida, regulamentos e normas do Exército, armamentos, topografia e orientação, idiomas e treinamento físico.

“Nós não temos um pelotão exclusivo de mulheres. Elas estão inseridas nos pelotões, recebendo a mesma educação militar. A diferença é unicamente no treinamento físico: elas fazem os mesmos exercícios, porém os índices para aprovação são diferenciados”, explicou o Comandante do Corpo de Alunos da Escola, Tenente-Coronel Jean Lawand Júnior. “Essas moças estão muito focadas, sabem que vão fazer história e querem fazer história. É nítido o foco, a determinação e a vontade delas. Nós estamos muito orgulhosos”, ressaltou.

As mulheres ingressaram oficialmente no Exército Brasileiro em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. A Força Expedicionária Brasileira contou com 73 enfermeiras. Já em 1992, a primeira turma de mulheres foi matriculada na Escola de Administração do Exército, atual Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx), instituição que forma os oficiais do Quadro Complementar, em Salvador (BA).

O Instituto Militar de Engenharia, no Rio de Janeiro (RJ), teve mulheres integrando as turmas a partir de 1997, para o Quadro de Engenheiros Militares (QEM). No mesmo ano, a Escola de Saúde do Exército (EsSEx), também no Rio de Janeiro, formou a primeira turma de oficiais médicas, dentistas, farmacêuticas.





Post has attachment
Pirataria pode aumentar venda de quadrinhos, diz estudo: bit.ly/2kHQ1Cw

Post has shared content

Post has attachment

Post has attachment
Wait while more posts are being loaded